Últimas Notícias

O Fim de Game of Thrones: "Último episódio tem pior final possível"


Incrivelmente e surpreendentemente decepcionante. 

Com Spoilers

Dentre as milhares de possibilidades que a série teria para terminar, os produtores de Game of Thrones escolheram um final completamente incoerente, sem sentido e decepcionante. Montaram a temporada para um desfecho e surpreendentemente seguiram para um lado praticamente novelesco.

A temporada tinha três questões importantes para resolver: a guerra contra o Rei da Noite, a tomada de Porto Real e a "briga interna", com Dayneres e Sansa de lado apostos e com Snow no meio, com o agravante dele ser o legítimo herdeiro do trono.

Das três questões mencionadas, faltávamos saber como iriam resolver o embate entre Dayneres e Sansa. Não houve embate. Covardemente a série apelou para o simples, matando sua protagonista de forma pífia, ridícula e incoerente. Claro que ninguém esperava final feliz, alguém importante teria que morrer, mas mesmo com a tal morte, tiveram sim um final feliz, típico de novela.

Após a morte de Dany foi isso que aconteceu. Ficaram ali, planejando as despesas da nova Porto Real, escolhendo um novo reino, numa democracia esdrúxula. Bran Stark é eleito o rei de Westeros, após um monólogo do prisioneiro Tyrion. Bran que começou a série sem se quer ser lembrando de quem ele era, nem seu nome ele reconhecia, agora com um troninho sobrando, rapidamente ele assume a bagunça toda.

Resolveram a questão da luta pelo trono de ferro. Primeiro não tem mais trono, e ele será repassado democraticamente. E nem sequer mencionaram que Snow era o legítimo herdeiro do trono, nem mesmo Tyrion fez isso. Montaram uma nova constituição alí, rapidamente, elegeram Bran com adendo que os próximos reis não serão mais substituídos por familiares, e sim, pelo conselho.

Claro que isso não vai dar certo, mas preferiram terminar a série antes da gente ver isso.

O episódio tinha começado até bem, com o telespectador acompanhando as ruínas na visão de Tyrion e levando-nos a ver os corpos de Cersei e Jaime. Isso tinha mesmo que acontecer, tínhamos que ter a morte deles confirmadas, apesar de que eles poderiam ter sobrevividos facilmente, era só arredar um pouco para o lado, pronto, estariam salvos, como mostra a imagem.


Aliás, que soterramento foi esse? Eles estavam ali, superficialmente, praticamente em cima da montanha de pedras. Tyrion tirou meia dúzia de pedras e pronto, já descobriu o casal. Pra ter tido coerência nas mortes, o palácio todo tinha que ter desabado, todo, não aquilo que vimos.

Mas a grande expectativa girava em torno da DR que Dany e Snow teriam, após ela ter tacado fogo na cidade. E a sua justificativa foi extremamente plausível, exatamente o que disse na review do episódio anterior:
"Cersei é a grande culpada disso tudo, pois dia antes a tropa liderada por Danny deu a ela a opção de rendição, ao invés da guerra. Mas Cersei foi petulante, arrogante e prepotente, cortando a cabeça de Missandei e declarando guerra."

Mas aí, Jonh Snow age como nunca tinha agido, de forma irresponsável e incoerente com o personagem e com a trama. Mata sua amada, indefesa, após ter recebido uma declaração de amor. Nem chance ele deu para ela. Sem Dayneres, Jon Snow, Sansa, Ayra, Bran, Brienne... TODOS estariam mortos. Praticamente usaram Dany e o seu dragão para vencer as batalhas e depois eliminaram ela com o medo esdrúxulo de que ela poderia se tornar uma tirana.

E falando em Drogon, o que diabos aquele dragão tem na cabeça? O ser acaba de matar sua mãe e ele põe fogo no trono de ferro. Instintivamente ele teria que ter queimado Snow, mesmo ele sendo um Targaryen, reconhecido pelo dragão. Mas ali, o instinto animal tinha que ter falado mais alto, pois ele matou a mãe dele! Se tivesse coerência, Drogon teria tacado fogo em John e naquele castelo, antes de levar sua mãe não sei pra onde.

A série foi covarde em não ter matado mais personagens, principalmente os relevantes. Snow principalmente, tinha que ter morrido. Ou pelo menos cometer suicídio, seria bem melhor. Ainda mais que ele mesmo se arrependeu de ter matado Dany, e o próprio anão não soube responder se ele tinha acertado ou errado em sua decisão. Termina indo para o patrulha da noite, mesmo sem o que patrulhar, pois não há mais ameaça naquele lugar.


O tempo passou, duas semanas, e parece que o verme cinzento estava reinando, dando as ordens. Prendeu Snow e manteve Tyrion na prisão, mas depois de meias palavras resolveu aceitar a soltura do anão e a "prisão perpétua" de Snow. Se a trama tivesse coerência, Snow teria que ter sido decapitado, no mínimo, pelo verme cinzento.

Meio aos trancos e barrancos, a temporada vinha bem, mas o grand finale tinha que vir pra coroar a qualidade da série ou derrubá-la, que é o que aconteceu. Claro que a jornada foi boa, mas a conclusão é extremamente importante, e é o que dá sentido acompanhar a série. Após esse "The Iron Throne" fica difícil defendê-la, e até mesmo recomendá-la.

Mas a série termina sem terminar, lamentavelmente. Isso não é um fim! Pra onde levaram o corpo de Dany? Bran vai saber, mas e nós? Drogon irá voltar? O reino vai seguir feliz pra sempre? O norte continuará isolado e Snow vai ficar lá e morrer velhinho? Sem falar de Ayra, que deve ir para o Oeste, sem rumo, longe de sua família e Winterfell que ela tanto ama. Não poderia ter tido final pior.

Falta de coerência, erros bobos na produção, objetos esquecidos e vistos em cena, cenas escurecidas, comodidades de roteiro e um fim decepcionante. Essa foi a última temporada de Game of Thrones, série que tinha tudo pra entrar pra história de forma positiva, mas que será marcada por um dos piores fins de todos os tempos, e de todas as séries.

Lamentável, decepcionante. Literalmente arrasado.

Avaliação:



—//—

Acharam uma garrafa de água em uma cena do episódio final. Meu Deus.


Um comentário:

  1. Concordo plenamente com o que vc disse!Lamentável esse final, não que eu quisesse um final feliz tipo novela, mas um final digno e coerente para um fenômeno que foi essa série.

    ResponderExcluir