Últimas Notícias

Game of Thrones: "The Bells" 8x05 ⭐⭐⭐⭐⭐


Penúltimo episódio de Game of Thrones entrega batalha épica e coerente com a trama.

Você pode até não gostar dos rumos da última temporada de Game of Thrones, mas não se pode acusá-la de estar engando o seu telespectador. Por um um lado, a série tem dado grandes indícios de seu desfecho, e que começou a ser fechado no episódio "The Bells", penúltimo da série exibido na noite de ontem. Mas por outro, espera-se algo impactante, surpreendente e da mesma forma, épico. Podemos dizer que esse episódio teve um pouco de cada uma dessas coisas.

Estava claro que a guerra contra Cersei seria vencida facilmente. Como disse em reviews anteriores, eles venceram o grande, temível e "invencível" Rei da Noite, e não seria algumas lanças que iriam impedir um dragão de botar fogo naquela cidade. Eles conseguiram abater um dragão em "The Last Of The Starks", mas naquele momento, o fator surpresa ajudou os comandados de Cersei. Dessa vez suas armas estavam expostas, prontas para serem abatidas.

Foi o que Daenerys fez, atacou e não deixou aberto o contra-ataque. Destruiu as principais ameaças ao dragão, facilmente, para depois dar como certa a vitória da batalha. Uma grande batalha que foi vencida praticamente apenas por ela e seu dragão, que também foi responsável pela rendição dos soldados de Porto Real. Sem ele, a conversa seria outra. 

Mas aí que vem a grande polêmica do episódio, porém coerente com com trama. Vou repetir um parágrafo da review do episódio anterior: 
"Daenerys perdeu os Dothrakis, Imaculados, dois dragões, Jorah, a lealdade de alguns conselheiros, a legitimidade do trono e por fim, Missandei. Ela perdeu tudo, exceto John e a luta pelo trono. Não irá abrir mão de nenhum deles, mas se tiver que escolher, escolherá o trono de ferro."
Danny está decepcionada com John por ele ter revelado o segredo para Sansa. Foi a última pedra que entrou em seu sapato, pois sabia que se a guerra terminasse ali, com uma simples rendição, ela não seria respeitada, seu trono estaria em risco, e para mudar isso ela queria marcar presença pelo medo e terror, que na verdade é o contrário que ele sempre quis, que sempre pregou, mas dadas as devidas circunstâncias, optou pelo sangue e fogo. Pessoalmente acredito que foi a melhor escolha para ela.


Mas claro que o episódio tratou de deixar isso muito claro, pois muitos inocentes, mulheres e crianças morreram. Porém olhando bem, Cersei é a grande culpada disso tudo, pois dia antes a tropa liderada por Danny deu a ela a opção de rendição, ao invés da guerra. Mas Cersei foi petulante, arrogante e prepotente, cortando a cabeça de Missandei e declarando guerra. O culpado maior de tragédias em guerras não é quem toma atitudes dentro dela, e sim, quem faz de tudo para não evitá-la.

Estruturalmente não houve nada de imprevisto. Venceram a guerra contra o Rei da Noite e venceram Cersei. Agora terão que se resolverem entre si. Mas agora, a atitude de Danny pode e vai ser um grande empecilho, porque ela literalmente "deu a louca", não seguiu o planejamento e agiu por conta própria. Eles terão que resolver isso no episódio final, mas o problema maior leva o nome de Sansa.

Foi uma sequência linda e épica de se ver. Paralelamente ao caos, outros assuntos foram resolvidos: destaque para a sensacional cena de luta de Sandor e seu irmão, com desfecho cinematográfico; Jaime pondo o fim na vida de mais um "rei"; enquanto Ayra seguia perdida, com o mundo caindo em sua cabeça, após desistir de ir atrás de Cersei.


A megera maior teve um fim, por muitos, brando demais. Mas que fim seria bom pra ela? Uma simples espadada no pescoço por Ayra? Não. Primeiramente ainda nem temos certeza que ela esteja realmente morta. Mas se morreu, morreu bem, ao lado de seu irmão/amante Jaime, soterrados por Daenerys. Ela tinha que morrer. Ela tinha que perder aquele olhar de deboche e desprezo. Queríamos ver o terror em sua face, vê-la sofrer por saber que tudo tinha acabado. Isso nós vimos, e foi sensacional. 

"The Bells" foi um excelente episódio, o melhor da última temporada. Você reclamar de uma escolha ou outra, dentro da trama, é normal, mas dentro da escolha dos produtores, de contar a história deles, com uma produção belíssima e impecável dessa vez, não! Foi um episódio épico, perfeito, palmas de pé para todos os envolvidos.

⭐⭐⭐⭐⭐

Nenhum comentário