Pular para o conteúdo principal

Game of Thrones: "The Spoils of War" 7x04


DRACARYS!

Não tem como iniciar um texto sobre esse episódio sem ir direto aos fatos que estremeceram a tela da TV mundial na noite desse domingo na HBO. Foi difícil dormir, tamanho a adrenalina que corria em nosso sangue. Daenerys, a melhor personagem da série, botou fogo em tudo e em todos, contrariando os conselhos de seus aliados e deu o telespectador o que eles queria: fogo. 

Impressionante o tamanho da excitação quando vimos que a guerra estava pra começar e que Daenerys colocaria um de seus dragões para combate. Milhares de guerrilheiros correndo enquanto um dragão sobrevoava em direção de Jaime e seus corajosos guerreiros, que, mesmo sabendo da grande desvantagem, ficaram e lutaram dignamente. 

Ao proferir o mantra "Dracarys", foi como estivéssemos comemorando um gol, 
quem curte futebol a de concordar. 

Muito fogo. Nossa rainha não economizou, mas encontrou dificuldades inesperadas. Foi surpreendente vermos "O Escorpião de Qyburn" em ação. Em episódios anteriores, a arma estava aos olhos de Cersei que especulava seu uso. De repente já estava em posse de Jaime, pronta pra ser usada, como foi. Sor Bronn tem uma mira muito boa, convenhamos, acertou o dragão na segunda tentativa, mas impressionante como ele teve tempo para os disparos. Praticamente lutava só e ficou ali alguns minutos com a tranquilidade necessária para os disparos.

E tudo isso aos olhos de Tyron. Se aquele anão estava vendo, daquela distância, como assim nenhum outro combatente viu?

Eles não sabem lutar, porém são corajosos. Claro que um ou outro fugiu quando viram que a batalha estava perdida, mas seu comandante não, mesmo recebendo conselho para tal. Jaime lutou bravamente mas foi "idiota", como disse seu irmão, ao enfrentar sozinho o dragão de Daenerys, pensando que estaria abatido. Ele estava ferido, mas seu fogo não. Jaime correu com uma lança e por pouco não virou churrasco de dragão, mas, decepcionantemente, foi salvo pelo além. 

O desfecho decepcionou-me. Uma batalha dessa magnitude não ceifar a vida de personagens importantes, a essa altura do campeonato... Jaime foi jogado no fundo das águas mas duvido que tenha morrido. Pouco antes, Sor Bronn tem a mesma "sorte", ao pular do "O Escorpião de Qyburn" e conseguir esquivar do fogo de Daenerys. Eles deveriam morrer, pelo menos um deles. No fim das contas só morreram os "retardatários", espetáculo a parte. 


Poderia ficar aqui escrevendo o dia inteiro sobre o magnífico arco que fechou o episódio, mas "The Spoils of War" teve vários momentos interessantes, principalmente em Winterfell, com a volta de Arya. Nossa baixinha proporcionou momentos interessantes com o reencontro com Sansa e Bran, esse nem tanto. Arya finalmente chega em sua casa, pronta para o grande encontro com Jon Snow. Eles ainda não sabem mas estão ganhando uma grande arma contra a grande batalha que virá.

Bran não é mais um Stark, definitivamente. Também terá valia na luta contra os mortos, mas, como ficou chato esse personagem, tamanho a falta de sentimento. 

A grande batalha contra os mortos deverá ser o ápice da temporada. Parece que a batalha que vimos nesse episódio será apenas um "aperitivo" para o que virá. Jon e Daenerys ainda discutem diplomacia, mas aparentemente vão entrar em acordo. Um precisa do outro, mas Daenerys pensa no futuro, quer que o Norte seja submisso a ela após a desejada vitória contra os "mortos". Ajoelhar... ainda não, mas pela persuasão de nossa loira pelo olhar de "sim" de Snow, possivelmente isso irá acontecer. 

Ela não estava acreditando piamente apenas nas palavras do Rei do Norte, mas ele teve que mostrar, literalmente, os guerreiros que estão para combater. Uma cena esclarecedora e instigante, que mencionou os "Filhos da Floresta" e os "Primeiros Homens", uma mitologia bem mais aprofunda daquele mundo.


Davos fez uma brincadeira sobre uma possível relação amorosa entre Snow e Daenerys, fato desabonado pelo Rei do Norte. Mas a possibilidade seria uma boa iniciativa para revelarem aos dois o verdadeiro grau de parentesco entre eles e revelar maiores detalhes sobre o assunto. Afinal, quem é o verdadeiro pai de Snow? Sabemos que sua mãe é Lyanna Stark, irmã de Ned. O príncipe Rhaegar Targaryen, filho do Rei Louco, seria mesmo a pai de Snow? Quero saber mais sobre isso.

Tyron recebeu um grande puxão de orelhas, pois seus planos não estão dando resultados. Nosso baixinho claramente ainda tem sentimentos familiares dentro de si, mas duvido muito que estaria planejando sabotar Daenerys

Falando em sabotar, Winterfell tem um cavalo de troia dentro de seu castelo e mais cedo ou mais tarde irá causar problemas. Sansa sabe, conhece Mindinho, sua cara não nega, algo está aprontando. Começou a articular, dando a Bran uma adaga de aço valiriano. Possivelmente sabia ele daria a arma para Arya. Aí tem coisa.

Vale destacar, também, o reencontro de SnowTheon, que merecia uma boa surra. Mas aquele covarde já apanhou demais, precisam dar a ele uma morte a altura de sua covardia. Alguns Greyjoy´s chegaram a Porto Real para dar mais detalhes da emboscada que sofreram. Mas a cena só serviu mesmo para dar aquele gancho para a batalha sensacional que fechou o episódio: 

"A Rainha não está aqui".


Muitos diriam que o episódio foi impecável, mas o fato de Jaime e Bronn terem "sobrevivido", trouxe um pouco de desapontamento a esse que vos escreve. Um pouco clichê. Mas, pensando por outro lado, se essa iniciativa servir para que os personagens tenha algo ainda mais relevante para a história, para o desfecho da trama, pode ser que não deveriam mesmo morrer nesse episódio. Sendo assim, impecável cairia bem para "The Spoils of War", um dos melhores e épicos episódios da série, do nível de "Battle of the Bastards".

Assim segue Game of Thrones, chutando bundas, tocando fogo, se consagrando como a melhor série do ano disparadamente, e uma das melhores séries de todos os tempos.

⭐⭐⭐⭐⭐

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …