A Primeira Temporada de 3%


Nos vemos, definitivamente, do lado de lá

3% - primeira serie brasileira produzida para a Netflix está sendo exibida para praticamente todos os países onde o serviço opera. O mundo irá conhecer bem mais de perto o trabalho dramatúrgico brasileiro, e, já digo, não irão se decepcionar. 

Já podemos rasgar elogios para a serie, que estreou no ultimo dia 25, com oito episódios que são digeridos de forma muita rápida, tamanho a facilidade de conexão que a trama propõe. De cara a serie mostra a que veio, informa as regras do jogo, apresentam os personagens e fisga o telespectador de imediato. 

Conhecendo aos poucos os personagens, somos levados a enfatizarmos com uns e odiarmos outros. Ao longo de toda trama isso muda varias vezes, e, o desfecho que pareceria obvio, traz reviravoltas importantes. 


Pelo trabalho de divulgação, somos levados a crer que Michele, Fernando, Joana, Marco e Rafael se dariam bem no fim da temporada, com todos alcançando os objetivos. Mas não foi bem isso o que aconteceu e a serie mostra que de final feliz, final novelesco... Definitivamente não faz parte de sua premissa, desmontando aquele gênero quase que padrão das produções brasileiras.

Outro fator que a difere: a violência explicita em alguns momentos. Cenas de sexo e nudez também são vistas, mas, não da forma gratuita que conhecemos, mas sim, para ilustrar o momento. Pode-se dizer que tudo que vimos quase que retratou o contrario do que acostumamos a ver em produções nacionais. 

Mas, para não dizer que a serie esteve impecável, destaco que por muitos momentos a falha conexão entre as cenas e muitas vezes dentro das próprias cenas foram fatores que desabonaram alguns episódios. As vezes a atuação fica explicita demais e os atores demonstram claramente que estão acompanhando roteiros. Faltou um pouco de naturalidade, principalmente para os atores menos conhecidos da serie, mas com o tempo isso foi melhorando, e, acredito que para as próximas temporadas não existirá mais.


Destaque para as belas atuações de Bianca Comparato e João Miguel. Os melhores atores da primeira temporada, trouxeram muita veracidade e paixão ao que propuseram. 

3% fecha a temporada de estreia de forma muito competente. Oito episódios que apresentaram muito bem os personagens, instigaram o telespectador, que, definitivamente irá acompanhar as próximas temporadas. Um enredo rico e que pode ser muito bem explorado. Como já era esperado, não conhecemos o lado de lá, e, da mesma forma de que todos os candidatos, estamos muito ansiosos para isso.

“3%” é um thriller que retrata um mundo dividido entre progresso e devastação. A única chance de passar para “o lado melhor” é por meio de um processo cruel – e nem sempre justo - onde somente três por cento dos candidatos são aprovados. Escrita por Pedro Aguilera e produzida pela Boutique Filmes, 3% foi filmada em Ultra HD 4K.

Avaliação da temporada: 
😍😍😍😍
Tecnologia do Blogger.