Marvel's Luke Cage — 1ª Temporada


E a dona Marvel lança mais uma série "me engana que eu gosto". 
E nós, continuamos gostando.

Mas o problema maior é que você acaba tendo que assistir todo o seu universo pra não ficar boiando em alguma produção. A parceria Marvel/Netflix está gerando ótimas séries, como "O Demolidor" e séries medianas como "Jessica Jones" e a própria "Luke Cage". Mas o importante é que o universo tem prendido o telespectador, sem dúvidas.

Mas, as vezes, haja paciência. 

Luke Cage, por exemplo, só engrenou mesmo após a metade de sua temporada. Os episódios são interessantes, mantem a chama da curiosidade acesa, principalmente para os fãs de super-poderes. Cage é um ex-detento que passa por uma experiência científica e adquire o poder de ser a prova de balas, pele "impenetrável", além de ter uma força absurda. A princípio ele não usa seu "benefício" pra nada e apenas trabalha como faxineiro em uma barbearia. Tudo muda quando seu chefe/amigo Pop é morto por gângsters, despertando a ira de nosso herói.

O personagem foi inserido no universo Marvel na série "Jessica Jones" e teve boa participação, gerando sua própria série. Interessante que em Luke Cage pudemos conhecer seu passado, sua história, saber como adquiriu seus poderes, para que posteriormente possamos absorver "Os Defensores", série que unirá todo esse universo.


Como toda série de super-heróis... vilões ganham destaque. O interessante que em Luke Cage, o vilão "Boca de Algodão" parecia ser o principal da temporada, mas, surpreendentemente foi morto em meados da temporada. Foi uma pena, pois Mahershala Ali é um ótimo ator e foi uma perda para a série, da mesma forma quando Frankie Faison (Pop) se despediu no segundo episódio, outro ótimo ator.

Kid Cascavel, Shades e a vereadora Mariah Dillard assumiram o "lado mal" da série, enquanto a detetive Misty defendia o lado de Luke, com a ajuda da enfermeira Claire — vista também em "O Demolidor" e "Jessica Jones". Claire obteve bom destaque em Luke Cage e tornou-se par amoroso do nosso herói.

A serie se passa em Harlem, um bairro de Manhattan na cidade de Nova Iorque, conhecido por ser um grande centro cultural e comercial dos afro-americanos. O clima é naturalmente sombrio e a musica tipica da o tom para o desenvolvimento. 


A temporada finalizou bem sua trama, apresentou bem os personagens e nos deu bons ganchos para a próxima. Os vilões não foram totalmente derrotados e Cage, apesar de ganhar notoriedade, segue ainda em apuros com a justiça e com os poderosos do bairro soltos. Destaque negativo para o ultimo episodio, quando tudo foi resolvido meio que "nas coxas", sem grande relevância e com uma batalha final bem abaixo do esperado. 

Sendo assim, mais uma ramificação da Marvel foi exibida e de jeito nenhum se tornou irrelevante. Em muitos momentos a serie não empolga mas nunca deixa de ser interessante. Algumas cenas matam o telespectador de raiva — como quando Cage é atingido e cai em um caminhão de lixo, conseguindo "fuga". Enfim, coisas da Marvel, coisas que continuamos assistindo, gostando ou não, mas, sempre fiel ao que eles produzem, principalmente quando são baseados nos saudosos quadrinhos.

Reações principais para a temporada:
😉😍😕

Tecnologia do Blogger.