Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

HBO renova Game of Thrones, Silicon Valley e Veep

A HBO anuncia que três grandes séries que estrearam no último domingo, dia 24 de abril – Game of Thrones, Silicon Valley e Veep – ganharão novas temporadas em 2017. O anúncio foi feito por Michael Lombardo, presidente de programação da HBO. A série vencedora do Emmy® Game of Thrones exibe o primeiro dos dez episódios da sexta temporada no domingo, dia 24 de abril, às 22h. Baseada nos best-sellers de ficção de George R.R. Martin, a série narra uma luta épica pelo poder em Westeros. O elenco desta temporada conta com Peter Dinklage, ganhador do Emmy® e do Globo de Ouro®, Nikolaj Coster-Waldau, Lena Headey, Emilia Clarke, Aidan Gillen, Diana Rigg, Sophie Turner, Maisie Williams e Jonathan Pryce. Os produtores executivos desta sexta temporada de Game of Thrones são David Benioff, D.B. Weiss, Carolyn Strauss, Frank Doelger e Bernadette Caulfield; os coprodutores executivos são Guymon Casady, Vince Gerardis e George R.R. Martin; Bryan Cogman é o supervisor de produção; e Chris Newman, Greg…

Better Call Saul: "Klick" 2x10 [Season Finale]

No último domingo foi votado no plenário da câmara dos deputados a admissibilidade do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Nele, ocorreu um evento desagradável, quando o deputado Jean Wyllys deu uma cusparada em direção a outro deputado, Jair Bolsonaro, após ter sofrido suposta provocação.
Quem está errado? Simples dizer: os dois. Quem está menos errado? Quem cometeu "maior" crime? Pouco importa, crime é crime. O que isso tem a ver com Better Call Saul? 
É o sujo falando do mal lavado (incluindo a maioria dos discursos dos deputados), e o season finale de Better Call Saul exemplifica isso muito bem. O até então "incorruptível" Chuck vinha lutando contra o corrupto assumido Jimmy, enquanto nós não sabíamos qual lado escolher. Claro que a tendência é que torçamos para Jimmy, que, apesar de seus trambiques, muitas vezes tinha fim "justificável" para isso.
Jimmy é uma boa pessoa, por isso é "avalizado" por nós. Ele segue sua carreira…

Better Call Saul: "Nailed" 2x09

E agora, Jimmy! Socorrer ou não?
Penúltimo episódio da segunda temporada de Better Call Saul e aquele momento chegou: perplexidade com os fatos. Mais uma vez Vince Gilligan e cia nos deixam atordoados com suas criações e nos colocam divididos entre a moralidade e a legalidade; entre o certo e o errado; fim justificando os meios; justiça com as próprias mãos.
Jimmy é uma pessoa de bom coração, e quem diz isso é o seu pior inimigo no momento, seu irmão Chuck. Mesmo desmascarando-o, jogando em sua face toda a verdade e na frente de Kim, Chuck fez uma pausa dizendo que ele fez tudo isso pela sua amada, praticamente o que Walter fazia por sua família. Jimmy sabotou seu irmão dolorosamente, uma atitude abominável. Deveria ser punido, deveria ser preso, deveria... deveria.
Genialmente a série expõe dois pontos polêmicos e ilustra-os nos personagens Kim e Chuck. Kim representa o público que está do lado de Jimmy, mesmo ela sabendo de suas maracutaias, ela o ama e praticamente avaliza/avalizo…

Better Call Saul: "Fifi" 2x08

"O melhor de Better Call Saul: Breaking Bad vive."
Não sei se vocês estão captando, mas tudo, absolutamente tudo em Better Call Saul remete à Breaking Bad. Não é só a história do passado de Saul Goodman e de Mike — personagens de Breaking Bad —, mas a essência de Breaking Bad foi bem capturada por Better Call, e o melhor, não mostram explicitamente, você tem que ir descobrindo nos detalhes.
Como na cena inicial do excelente "Fifi", exemplo: acompanhamos um caminhão sendo usado para o crime (Los Pollos Hermanos); esconderijo de armas no deserto (Mike em "Bullet Points"); além da engenhoca criada por Mike, vista no fim do episódio — essa lembra diversos momentos em que vimos Walter White criar engenhocas para matar ou explodir algo/alguém.
Roteiro e trama baseado na premissa de Breaking Bad, principalmente de Walter White. Personagens fazendo de tudo por um objetivo, mesmo ele tendo que fazer algo de errado pra conseguir. Jogam tudo para o auto e arriscam, …

A simplicidade e genialidade de Master of None [Review]

Seguindo a maratona de sucessos das produções originais da Netflix, uma ótima pedida é a comédia Master of None, que na verdade não é lá uma série exatamente de comédia. Totalmente diferente do tipo "sitcom", a série (no formato de 30 minutos por episódio) se utiliza do bom humor para tratar temas importantíssimos para a sociedade atual.

O criador e protagonista de Master of None é Aziz Ansari, conhecido por seu papel em Parks and Recreation e por alguns livros e stand-ups. Além da ideia ser bem original, Ansari escreve com uma sutileza e honestidade surpreendentes! Também aproveita para colocar seus próprios pais como pais de seu personagem, Dev, o que causa uma ótima atmosfera na história, aumentando o grau de naturalidade. Destaque para a abertura do show, que faz um excelente contraste retrô.

Acompanhamos em 10 episódios um pouco da vida de Dev, filho de pais indianos que mudaram-se para os EUA em busca de uma vida melhor. Dev tenta conciliar sua carreira de ator (até e…

The Walking Dead: "Last Day on Earth" 6x16 [Season Finale]

Uma pessoa vivendo um casamento infeliz e não tem atitude de largá-lo: essa é a minha relação com The Walking Dead.
Você está em um casamento e como todos sabem, tem altos e baixos. Você passa dias ruins e esporadicamente você acaba tendo momentos bons. Surge uma viagem ou um fim de semana de paz e amor, mas, ao voltarmos para o dia a dia, aquela vidinha triste e sem graça continua.
Você fica na esperança que um dia as coisas vão melhorar mas não melhoraram. Essa esperança faz com que você não tenha atitude ou coragem de largá-la, porque esses bons momentos poderão fazer falta, além de ter esperança de que UM DIA as coisas irão melhorar. Nunca melhoram. 
Felizmente existe a "poligamia" nas séries, você não precisa ficar fiel a apenas uma, se não, The Walking Dead, já tinha pedido o divórcio a muito tempo.
A série sempre vem com boas voltas e desfechos, enquanto o recheio da temporada vem sempre com episódios de ruins a péssimos. E foi o que aconteceu, agora, de novo, com a …

A Segunda Temporada de Daredevil: O que é ser herói? [Review]

Com spoilers!



Poxa, passou rápido. A tão difícil espera pela nova temporada de Daredevil acabou e, em tão pouco tempo, já começa novamente. A Netflix e a Marvel continuaram brilhantemente o trabalho dessa série, um dos maiores sucessos da plataforma de streaming, juntamente com o andamento do Universo Marvel, entre cinema e TV. A segunda temporada de Daredevil trouxe personagens extremamente aguardados, fez jus à censura de 18 anos, mas falhou em somente um ponto: quis unir histórias demais em escassos 13 episódios.
Vamos do início. A temporada começou com o mesmo ar que finalizou a primeira, leve, com o trio Matt, Foggy e Karen em paz, junto ao sucesso tanto da firma de advocacia, quanto do herói noturno de Hell's Kitchen. Obviamente que essa época passaria logo, mas acertaram em cheio as cenas de descontração. Matt e Foggy definindo o perfeito "bromance", seja nas ruas ou na Josie's, e Matt e Karen finalmente dando uma chance um ao outro. Foi um ótimo contraponto p…