Pular para o conteúdo principal

The Night Manager [Review]

 Com colaboração de Giovana Trevisan Pigatto


Que surpresa maravilhosa foi essa parceria da BBC, emissora inglesa, com a AMC, dos EUA. A minissérie The Night Manager, em seus seis episódios, foi nada mais, nada menos do que o sucesso que se espera de produções de primeira linha, com atores consagrados.

Adaptada do livro homônimo de John Le Carré, a atuação é o primeiro ponto a chamar a atenção na obra televisiva. Protagonizada por ninguém menos que Tom Hiddleston (o Loki do universo Marvel e que também já realizou trabalhos na BBC como The Hollow Crown), contracenando com Hugh Laurie, o lendário Doutor House. Esses monstros entregaram em cada cena personagens apaixonantes, sejam para o bem (Hiddleston) ou para o mal (Laurie). O primeiro é o gerente noturno de um hotel no Cairo, que rapidamente se envolve com informações secretas sobre tráfico de armas e, em uma busca por vingança, torna-se espião para uma agente determinada a derrubar o "senhor das armas", Richard Roper (Laurie). Infiltrando-se na organização, o espião Jonathan Pine viajará o mundo e ficará muito próximo de mudar de lado no complexo jogo que envolve criminosos internacionais, governos e agências de inteligência.

É claro que ambos estão bem apoiados por coadjuvantes como a brilhante Olivia Colman (Broadchurch) no papel da agente Angela Burr, que recruta Pine. Do outro lado, a namorada de Roper é a personagem que mais cresce durante a história, Jed, interpretada por Elizabeth Debicki (O Grande Gatsby e O Agente da U.N.C.L.E.).

A trilha sonora também ganha destaque, especialmente o tema de abertura que já impressiona no piloto, mas além dela e das atuações e do roteiro brilhantes, a fotografia é um trabalho primordial. Com cenas no Egito, Suíça, Espanha, Turquia e Inglaterra, a série torna-se muito mais prazerosa de assistir, mesmo que atividades ilícitas e um pouco de sangue estejam no plano. Tão quanto genial é o close nos personagens em pontos chaves da trama. Um olhar tenso de Roper, um sorriso falso de Pine, a preocupação de Angela, o medo de Jed. A tensão traz os melhores momentos, como quando Angela e Jonathan precisam se comunicar em um carrinho de sorvete em frente aos homens de Roper, através de uma criança, ou o momento em que a própria Angela, grávida, invade o cofrer de Roper em um quarto de hotel e um capanga do criminoso a surpreende. O roteiro fascina constantemente e prende. O que dizer então do início chocante do segundo episódio, que só depois de alguns minutos descobre-se o que realmente aconteceu? Para quem gosta de maratonar, The Night Manager te dá todos os motivos para isso.


Para quem gosta de espionagem, então, é a pedida ideal. Espionagem, Inglaterra... é claro que lembrar de James Bond é inevitável. E justamente agora que um novo ator para o papel é procurado (Craig ainda não oficializou se estará no próximo filme), o público da minissérie já pede fortemente por Hiddleston. Mas essa é uma outra história. Assim como os filmes de 007, a trama de The Night Manager é extremamente atual, mostrando como atuam os poderosos vendedores de armas no Oriente Médio e como os governos estão envolvidos.

O grande sucesso demanda, automaticamente, uma segunda temporada. Os fãs estão pedindo, desde que o autor do livro esteja envolvido no processo. Seria bem possível uma nova história envolvendo esses personagens. De qualquer maneira, a trama é bem finalizada nesses seis episódios.

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Samsung vai te hipnotizar para você esquecer sua série favorita

Aquela famosa brincadeira, "Queria esquecer essa série para poder vê-la todo de novo", pode estar se tornando realidade. É verdade.
Se funciona eu não sei, mas a Samsung lançou um site que promete fazê-lo esquecer sua série favorita para que você possa revê-la com aquele sentimento de "primeira vez". 
Funciona assim:
"Você decide quais séries de TV gostaria de esquecer. Então você será guiado por auto hipnose em uma experiência de áudio digital, liderada por um hipnotizador certificado. A experiência dura cerca de 23 minutos e tem que ser experimentada sem interrupção para funcionar. Portanto, recomendamos que você use fones de ouvido e certifique-se de estar em um lugar onde você não será perturbado. Depois de completar a hipnose, recomenda-se que você tenha uma noite de sono, antes de assistir suas séries de TV favoritas pela primeira vez novamente — para que seu cérebro integre a hipnose com o resto do seu corpo", diz a empresa em um comunicado.
Vai e…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …