Sense8 - 1ª Temporada


Dica: clique no player e ouça a canção enquanto lê a matéria: 



(Sem spoilers)

4 Non Blondes - What's Up, música que se tornou um "divisor de águas" em Sense8, série da Netflix que estreou ano passado. Uma série difícil de se conectar, a princípio, porém a conexão não demora muito para acontecer, e quando vem, o sentimento é incrível. 


E esse feeling é estagnado a partir do episódio "What's Going On?", quarto da temporada de estreia, cujo próprio nome deixa claro e com todas as letras, dizendo, mesmo, "O que está acontecendo?". O episódio juntou um quebra-cabeça, uniu toda a trama, direcionando-a, consequentemente trazendo aquela sensação gostosa de quero mais.

Os primeiros primeiros episódios apresentaram os principais personagens, mas deixou tudo muito confuso. São nove, dez personagens principais. Oito plots no mínimo para acompanhar, cenas curtíssimas. Esses fatos não são pontos negativos, é a forma que a série começou a ser contada. 

Sense8 não é aquela série que chega "chutando a porta", ela entra tranquilamente e chuta o seu cérebro mais adiante. 


É como se fosse uma série com oito super-heróis, você conhece os personagens e aos poucos vai sendo apresentado a seus super-poderes. Cada um tem uma característica, cada Sensate tem algo de bom e de ruim, nuance que faz com que eles sofram bastante até chegar ao ponto em que eles possam estar conectados, um sendo somado ao outro, literalmente. 

Todos estão conectados mas até que eles saibam disso, demora um pouco, e esse tempo é aguardado pacientemente pelo telespectador. Assim que acompanhamos as primeiras conexões, é como se um passo largo de desenvolvimento acontecesse. Aos poucos as conexões se tornam amizades, desejo, amor e afeto, para que todos posteriormente possam se unir, um ajudando o outro, em busca de um objetivo em comum.

Claro que alguém está atrás deles, e esse fato é preponderante para a tão aguardada união. Episódios eletrizantes marcaram conflitos que ilustraram momentos que algum Sensate foi salvo por outro, por ter seu ponto negativo preenchido.


Sense8 é realmente uma ótima série, não se preocupa em te fisgar no início (azar para os preguiçosos que assistem dois episódios e largam a série), mas sabe se conectar ao telespectador na hora certa, da mesma forma que os oitos conectados frente a nossos olhos. Agora não é mais oito conectados, a conexão soma aos milhões de telespectadores que assistem a série.

Avaliação:
*****

Tecnologia do Blogger.