Better Call Saul: "Cobbler" 2x02


"Devagar e sempre", esse é o lema de Better Call Saul.

Better Call Saul não é uma série pra ser avaliada semanalmente, ela não precisa estar impactando, dando cliffhangers e plot twists empolgantes, a todo momento. Também não é aquela série pra te fazer rir a cada cinco segundo. Seu objetivo é, a meu ver, ter tudo isso mas em dose menores. Sei e saiba que teremos, na hora que a série quiser dar.

E não foi nesse "Cobbler" - segundo episódio da segunda temporada - que ela nos deu. Conseguimos rir bastante, principalmente na reta final do episódio, mas, da mesmo jeito visto em Jimmy, terminamos o episódio com um sorriso amarelado.

Tudo está sendo contado, calmamente. Pressa pra quê? Jimmy tem se transformado, e esses momentos estão sendo bem detalhados. Ele não vai virar "Saul Goodman" da noite pro dia, talvez nem nessa temporada, mas os resquícios do advogado estão presentes. Da mesma forma que vimos no episódio anterior, Jimmy demostra tristeza mesmo com o "melhor" emprego do mundo, mas arrisca, pondo tudo a perder defendendo um "Zé ninguém", e fabricando provas.

Kim deixa isso bem claro, mas, por dentro, mesmo, ele não está nem aí. 

Senta ao lado de pessoas que ele odeia, é obrigado a estar perto de seu irmão, um traidor absoluto. Segue com brilho, investigando o caso "Sandpiper", porém profissionalmente isso não lhe agrada. Ama Kim, isso é claro, mas ama mais sua profissão de trambiqueiro. Está pondo em risco sua carreira e também de sua amada. Não é questão de "se" mas de "quando", irão descobrir, se ele continuar com isso. E vai.

Mike teve papel importante e recorrente nesse episódio. Mais uma vez se conectou a Jimmy, pedindo um favor para seu "amigo". Perspicaz, com sempre, desvendou com rapidez o roubo e tirou alguns (*) da reta da polícia. Claro, por ele aquele idiota poderia morrer atrás das grades, mas ele tem certo envolvimento com aquele "cliente", e não quer deixar nenhuma ponta solta que possa prejudicá-lo. 

Nacho descobriu o que Mike é capaz, ficou ainda mais claro que ele não é apenas um velhote, ele apenas passa um tempo trabalhando em um estacionamento, tentando mudar de vida, tentando apagar seu lado negro do passado, mas esse lado negro não quer deixá-lo de forma alguma. 

"Cobbler" foi um bom episódio, bem mais cômico do que a maioria dos episódios da série. Só gostaria que esse vídeo, da tal "Bunda na torta", fosse exibido na série. Como vimos parecido em Breaking Bad, quando acompanhamos a famosa dancinha de Gale. 

Tenho fé.



PS: Referências de Breaking Bad, easter eggs e curiosidades são postadas em um post separado, publicarei sempre aos sábados.

Tecnologia do Blogger.