Review | Under the Dome - início da season 3


Under the Dome retornou à TV americana na última semana exatamente no ponto em que parou e, para quem acompanhou a versão literária, a maior questão é: o que está acontecendo com essa série?
Mesmo pegando os telespectadores de surpresa, lançando dois episódios de uma só vez, quem acompanhou as duas mídias, ou seja, leu o livro e assiste a série, há tempos já percebeu que as duas obras estão muito distintas, com alguns pontos em comum, como os personagens principais e a protagonista, a redoma.

Haters a parte em relação à adaptação, o show nos mostrou o que aconteceu com os habitantes de Chester’s Mill, após o season finale, entrando numa espécie de futuro/presente, que aos poucos foi revelando o que está acontecendo e para qual caminho a produção deve seguir daqui pra frente.
O lado bom de a produção ter continuado exatamente de onde parou foi a excelente sequência, particularmente falando. Pois o elenco não sofreu grandes mudanças, com exceção do futuro apresentado nesses dois primeiros episódios.

A partir deste ponto, Spoiler alert. Pois preciso discutir alguns pontos.
As cenas dessa primeira parte mostraram Barbie e os demais seguindo a falecida Melaine para fora da redoma, com exceção de Julia, Júnior e Big Jim, que ficaram para trás, por causa de uma fenda causada por um terremoto. Já no lado de fora, os cidadãos veem novamente as estrelas cor de rosa, seguida de uma explosão, que fez a redoma literalmente desaparecer. Sendo assim, nosso heróis, Dale Barbara volta para Chester’s Mill para resgatar sua amada, e s deparar Big Jim morto, Júnior desacordado e a Júlia também desacordada, que até este momento não sabíamos o que tinha ocorrido com eles. Confesso que não gosto nenhum pouco do Big Jim, mas se odiamos vilão é sinal que ele está desenvolvendo muito bem o seu papel. Por isso, pensar que ele pudesse estar morto faria com que a série perdesse um pouco do seu brilho.



Voltando ao foco deste review, a partir daí começamos a nos deparar com duas realidades distintas: a primeira, com um salto no tempo d e1 ano, mostrando o que aconteceu dom Barbie e os demais após a redoma ter desaparecido; e a outra realidade no presente, com foco em Julia, Júnior e Big Jim lidando com a situação da cidade, sem saber que os demais foram ou não, para “casa”.

A primeira realidade, o futuro, pode ter causado um nó na cabeça do espectador, pois o episódio demorou para mostrar que se tratava de eventos pós redoma, pois num primeiro momento, quando se viu Barbie em uma missão no Oriente Médio, achei que se tratasse de um flashback, até que vi Hunter trabalhando com ele. Isso até os dois voltarem para Chester’s Mill, com a desculpa de participarem de um memorial pelas vítimas da Redoma, com todos os nomes estampados na enorme placa bem no centro da cidade. O mistério começou a tomar conta, quando mostrou alguns nomes, como os três que ficaram para trás.

Enquanto isso, no presente, vemos um Big Jim um tanto quanto conformado em saber que os demais podem ter ido embora, tanto que, num primeiro momento, pensou em impedir que Julia e Júnior também fossem embora, mas ligou um “tanto faz” e deixou os livres. Não antes de dar um tiro no ombro do próprio filho. 

Nessa parte, já beirando mais do que a metade dos dois episódios, finalmente começamos a nos dar conta do que realmente estava acontecendo, com a morta-viva Melanie, praticamente controlando os eventos do “futuro” em que Barbie e os demais estão na linha do tempo pós-redoma. Ao mesmo tempo em que percebemos que eles nunca saíram da redoma, apenas entraram numa espécie de sono induzido, presos dentro de casulos. Quem leu o livro, nessa parte do episódio, já deve imaginar o que a série abordará nessa temporada. Pois estamos vendo uma Melanie, que na verdade é apenas uma máscara para algum tipo de criatura que criou os tais casulos. Curiosamente, nessa parte do episódio cheguei a me perguntar se não era um episódio de Falling Skies.

Este início de temporada, realmente, nos pegou de surpresa, pois a serie está seguindo um caminho que não tenho muita ideia do que vai acontecer a partir daqui. Até o ovo da mini-redoma voltou, inclusive o pai de Barbie conseguiu entrar. Sinal de que qualquer um pode adentra a redoma, sem grandes sacrifícios. Agora sair já será outra história.



O que esperar dessa terceira temporada? Definitivamente, não sei responder esta questão, pois como vimos nesses dois primeiros episódios, Under the Dome, pelo visto vai explorar quem realmente está por trás da redoma e, talvez, tenhamos uma explicação do porque de ela estar lá.

Outro ponto é que provavelmente tenhamos dois triângulos amorosos. O primeiro com Barbie, Julia e a nova personagem, que estava namorando com Dale no futuro alternativo. E o segundo, com Nori, Joe e Hunter, mesmo que também no futuro alternativo, mas sabemos que Nori sempre teve uma quedinha pelo hacker fissurado pela redoma.

Ponto alto destes episódio: Barbie tentando descobrir se eles estavam presos numa realidade alternativa. Conspirólogos de plantão vão curtir essa ideia.

Concluindo, eu diria que foi um bom retorno de temporada e precisamos dar tempo ao tempo, afinal, uma série não se resume aos seus dois primeiro episódios, como aquela máxima “não julgue uma série, pelo seu primeiro episódio”!

Tecnologia do Blogger.