Pular para o conteúdo principal

Top 10 Melhores Séries de 2014 por Fábio Lins


Olá amigos Viciados em Séries! Vamos continuar com o nosso especial de fim de ano, onde tradicionalmente elegemos as 10 melhores séries que foram exibidas no ano que termina. Como dito no primeiro post do especial, vamos postar alguns TOP 10´s eleitos por alguns colunistas do site, para você poder analisar todas as listas, escolhendo qual ou quais se identificou mais.

Vamos continuar agora o nosso especial, com as 10 melhores séries de 2014, na opinião do diretor do site, Fábio Lins. 



"Um ano difícil para as séries. Sim, ainda temos ótimas delas, mas acredito que estamos nivelados por baixo em relação a anos anteriores. Não existe mais aquela série fenomenal como Breaking Bad, Lost, Fringe, Spartacus, Prison Break, Dexter (os quatro primeiros anos), enfim. É difícil dizer sem titubear, por exemplo, qual a melhor série do ano, diferente de anos anteriores, pois mesmo as melhores da atualidade, não são tão melhores assim, e não chegam nem de perto a serem fenomenais.

As tão badaladas The Walking Dead e Game of Thrones poderiam ser "fenomenais", mas a grande morosidade na maioria dos episódios de ambas faz com que eu não consiga dar créditos às temporadas delas, pois apresentam um ou dois episódios excelentes a cada ano, apenas.

As comédias estão em baixa na minha grade, nenhuma aparecerá nessa lista. Modern Family, Episodes, Community, Parks and Recreation, são séries que gosto bastante de acompanhar, mas nada que possa-me empolgar da forma que eu queria.

Alguns dramas tiveram temporadas de razoáveis a ruins, como foi o caso de Bates Motel, Orphan Black e Masters of Sex. Não animei a ver a nova temporada de American Horror Story devido as críticas negativas, e, fechando os meus dramas que não entraram, cito Arrow, uma série que gosto muito e por pouco não entra na lista.

Não animei acompanhar algumas séries novas: comecei ver Gotham, gostei bastante, mas não posso avaliar ainda. The Flash também arrisquei, não gostei tanto assim, mas devo continuar. Acompanharei outras elogiadas como Happy Valley, The Knick, RectifyHannibal e Penny Dreadful, talvez entrem na minha lista do ano que vem.

Sendo assim, e sem muito mais delongas, vamos às 10 melhores séries de 2014, na minha humilde opinião."




10 — 24 "Live another day"

Jack Bauer esteve de volta e com ele vieram ótimos momentos de ação, adrenalina e emoção, mesmo para aqueles que não assistiram nada da série, pois rapidamente a nova temporada desconectou de seu passado e partiu para novas ações. No meu caso, tinha assistido apenas a primeira temporada, gostado muito, o ressurgimento da série trouxe-me interesse, e os 12 episódios de "Live another day" foram excelentes, claro, guardada as devidas proporções, pois mesmo o mais do mesmo voltando, foi melhor do que muita coisa que vimos esse ano.

Leia mais aqui: O Fim de "24: Live Another Day"


09 — True Detective

É uma linda série, mas superestimada demais. True Detective bombou nas redes sociais e muitos até disseram que era favorita a vencer a fantástica Breaking Bad nas premiações. A série foi comandada por dois excepcionais atores: Matthew McConaughey e Woody Harrelson, que, foram, mesmo, brilhantes, tal como sua produção impecável em todos os quesitos. Mas faltou - fato que faz com que ela ocupe "apenas" o nono lugar de minha lista - um pouco mais de impacto, um pouco mais de adrenalina, emoção. Trouxe uma boa história com início, meio e fim, mas nada diferente ou inovador, que a diferenciasse de vários enredos que acompanhamos anualmente.

Leia mais aqui: True Detective - 1ª Temporada


08 — House of Cards

Basta ouvir esse nome que vem em mente o espetacular ator Kevin Spacey, dono da série, e claro, as duas batidas na mesa que caracteriza o personagem. House of Cards também é uma série com produção altíssima, elenco fantástico, sem dúvidas uma das melhores da atualidade. Sua temporada trouxe grande impacto logo no início, ao se desfazer de um importante núcleo que baseou a primeira temporada. Custei absorver isso, não irei detalhar para não dar spoilers, mas mesmo assim a temporada seguiu muito bem, com final fantástico, mas dou a ela apenas o oitavo lugar como "castigo", não precisava ter feito o que fizeram, magoei [rs].

Leia mais aqui: A Segunda Temporada de House of Cards


07 — Sherlock

A cada dois anos somos agraciados com três episódios de Sherlock, três filmes, na verdade. A ansiedade pela a volta da série talvez tenha elevado minha expectativa às nuvens, e confesso que não achei que a nova temporada tenha superado as anteriores. Mas sim, claro, foi uma ótima temporada, nada de relevante a questionar, a série só merece elogios. Benedict Cumberbatch e Martin Freeman foram fantásticos, mais uma vez, mas não consigo dar melhor colocação para a série, pois considero as próximas dessa lista superiores.

Leia mais aqui: Sherlock: "'The Empty Hearse" 3x01 [Season Première]


06 — Fargo

Dessa vez Martin Freeman comandou as ações em uma série, e olha, foi de encher os olhos. Fargo, a série com grande elenco, que mesmo antes de sua estreia já disseminava qualidade, veio pra dar imagens a isso. 10 episódios que contaram a história de Lester, Malvo, Molly, e outros grandes personagens. Por ter tido desfecho, sua temporada ainda teve mais brilho, fechou bem o enredo, sem margens, com final feliz, acredito, porém sem grandes impactos.

Leia mais aqui: [Crítica] Fargo


05 — Sons of Anarchy

Como eu queria dar uma posição melhor para Sons of Anarchy. Maratonei a série para ficar em dia com ela antes do início de sua última temporada, consegui, acompanhei os últimos episódios com bastante atenção e ... gostei bastante. Mas queria ter gostado mais, queria ter pirado com a série, como pirei em sua quarta temporada. Temporada final tem que ser a melhor da série, e a última de Sons não foi. Uma temporada competente, porém gastou muito tempo com plots bobos, irrelevantes, com as confusões referente às facções que trouxeram grande monotonia em alguns momentos. Um fim satisfatório, a temporada não economizou em mortes. Os personagens que se foram nos anos anteriores fizeram muita falta, mesmo assim, a última temporada de Sons não poderia se ausentar dessa lista, considero um quinto lugar de bom tamanho para ela, apesar da série ter tido potencial de obter melhor posição em minha lista.

Leia mais aqui: O Fim de Sons of Snarchy


04 — Banshee

Ação, violência, sexo... Tudo que sua mãe não te deixa assistir. Banshee não tem pudor, não tem medo de nada. Sua história é repleta de ação, sexo. Sexo e ação. Ação e sexo, já disse isso? Enfim, brincadeiras a parte, a série não se resume a isso, e da mesma forma do que foi mostrado em sua temporada de estreia, Banshee seguiu com uma história envolvente, instigante, viciante, com um roteiro bem redondo e com atores de alto nível. A série é um pouco subestimada, principalmente por não ser exibida em alguma grande emissora americana, mas quem assiste a série, irá concordar e ficará feliz com essa honrosa quarta posição para ela.

Leia mais aqui: A Segunda Temporada de Banshee


03 — The Killing

Uma temporada linda. Uma aula de como encerrar uma série. The Killing foi uma série "morre não morre", porém felizmente a Netflix bancou uma última temporada para a série, seis episódios, seis dos melhores episódios da série. A temporada deu uma aula de produção, quesitos técnicos impecáveis e invejáveis, tudo isso tendo suporte de grande elenco. Última temporada tem que ser a maiúscula temporada para qualquer série, e The Killing ensinou como se faz. Se reinventou durante sua existência, e marcou o telespectador que a acompanhou. Teve um finalzinho, finalzinho mesmo, um pouco agridoce, porém nada que desabone essa linda produção que nos deixou esse ano.

Leia mais aqui: A Fantástica Última Temporada de The Killing


02 — Homeland

Seria o meu primeiro lugar, antes de ter visto o seu season finale. Homeland teve uma quarta temporada espetacular, mesmo, episódios de tirar o fôlego, nuances que deixaram os olhos do telespectador arregalados. A temporada trouxe momentos impactantes, muito antes, até, antes da metade da temporada. Claire Danes brinca de atuar, que atriz fenomenal. A série pareceria não dar mais "caldo" após o fim da temporada anterior, mas Homeland soube explorar o Afeganistão e Paquistão, países que até hoje são locais de guerra contínua. Mas infelizmente seu season finale não agradou-me tanto, a série partiu para o lado "familiar" de Carrie, tudo bem, normal, mas não em season finale, que, obrigatoriamente, deve vir para impactar e dar ganchos para a nova temporada, e pouco disso foi visto. Independente, Homeland mostrou, mais uma vez ser uma excepcional série, mas perde por não ter sido 100% constante, ao contrário da primeira posição desse Top.

Leia mais aqui: A volta de Homeland: 4ª Temporada


01 — The Good Wife

É aquela série que assisto que não tenho nada, absolutamente nada a reclamar. Uma série de TV aberta, segunda, apenas, desse TOP. Um procedural jurídico, podem dizer, mas a série passou longe de ser "apenas" isso, principalmente em sua quinta temporada. Após cinco temporadas, nunca imaginaria que a série pudesse impactar-me tanto, que aquele grupo de advogados fizesse-me pular do sofá, fizesse-me rir, chorar, enfim. The Good Wife surpreendeu-me muito, e mesmo com um grande núcleo sendo encerrado, a série soube galgar por outros caminhos, da mesma perspicácia forma de sempre. Sendo assim, apesar da primeira posição, como disse, não está muito acima das outras, dou o primeiro lugar para a série que sabe ser boa o tempo todo, nunca tempo episódios ruins, e que sempre nos presenteia com episódios sensacionais.

Leia mais aqui: A Volta de The Good Wife: 6ª Temporada




Leia também: Top 10 Melhores Séries de 2014 por Jaqueline Pigatto


Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …