O Fim de Sons of Anarchy


"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)

Quando a morte é a última e única saída.

E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.

O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.

Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.

Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de alma lavada, se é que ele tem uma. Se é que existe alma. Organizou muito bem como as facções deveriam agir, matou, sozinho, aqueles que poderiam atrapalhar os negócios do clube e de seus parceiros, revelou a verdadeira história da morte de sua esposa para a promotora, prometendo paz, e foi-se embora.

Engana-se que isso trará qualquer tipo de paz para aquela cidade. Nada irá mudar, pois criminosos são criminosos, e sempre aparecerá alguém para confrontar SAMCRO. É um ciclo vicioso que está longe de ter fim. Jax matou Pope, e logo apareceu Marcus. Que se foi, mas quem garante que outros não irão aparecer? Os problemas superficiais foram sanados, dará a SAMCRO certa "paz' em determinado tempo, apenas.

Mas foi muito bom, gratificante e excitante vermos Jax agindo, fazendo "justiça" com as próprias mãos. Penso no que muitos fariam se descobrissem que iriam morrer: criariam coragem pra tudo, sem medir consequências, e Jax fez isso muito bem: matou à luz do dia e foi para a sua irrevogável "morte". Coloco asparas na palavra "morte" porque, apesar de clara, haverão muitos que vão imaginar que Jax teria sobrevivido a esse suicídio.
"Não vimos Jax realmente morrer". "Não vimos o seu corpo mutilado". "Só vimos o sangue no chão". "Ele pode estar em estado grave no hospital, sobreviver, enfim..."

Experiência de quem escreveu reviews dos series finales de LOST, Dexter, Breaking Bad, Fringe, Spartacus, entre outras. Não há dúvidas: Jax foi dessa pra pior, irrevogavelmente, até que a ganancia da TV o ressuscite.


Uma morte muito bem feita, muito bem escolhido o fim do personagem. Após matar Gemma e tudo vir à tona, Jax não podia ter outra escolha. Seria expulso e condenado à morte por ter matado Jury, são as leis, que devem ser obedecidas, mas claro, não poderia deixar que seus irmãos sofressem com isso: orquestrou sua fuga para a morte, sua solitária e sigilosa morte. Uma morte para salvar o que restou de sua família.

Abel demostrou que seria um novo Jax Teller, mas a atitude de seu pai poderá frear o desenvolvimento maligno que vinha florescendo no garoto. O anel visto no dedo de Abel sugere que ele um dia possa vir a se juntar aos Sons, porém, a determinação de Jax é clara, morreu, principalmente, para que seus filhos não sejam o que ele foi, apesar de não ter garantia nenhuma disso. E ainda: Jax começou a temporada escrevendo cartas para os seus filhos. Portanto... 

Sua morte veio a calhar, fechou o lado família de Sons of Anarchy, como deveria ser, como Tara sempre quis, como ela previu, e que causou sua morte. Além disso, Jax morre pagando por seus pecados, pagando por acreditar demais nas pessoas, e amar demais o clube que destruiu sua vida. Ele falhou, como seu pai, pois tentou ser um bom pai e um bom fora-da-lei, e descobriu da pior forma que ambos não podem viver dentro do mesmo homem

Conhece o Ceifeiro da vida real, prontamente "autorizada" pela misteriosa Mendiga, uma espécie de bruxa da Morte da série. Jax viu sua hora e não titubeou, eliminou a doença Teller de SAMCRO, para tentar, reitero, salvar seus filhos, mas também, sua própria pele: não passaria o resto da vida na prisão; não passaria o resto da vida fugindo de seus "irmãos"; e acabou com aquele que sempre fez mal para si próprio, ou seja, ele mesmo. Uma atitude nobre, porém a única que sobrou.


A série fecha de forma competente, extremamente competente. A última temporada não está nem de longe entre as melhores da série, personagens importantes foram mortos durante o caminho, e eles fizeram muita falta. Porém os últimos treze episódios trouxeram um fim digno e eficaz, que faz com que lembremos da série com carinho, e até mesmo possamos sonhar com possíveis novas historias daqueles personagens que ficaram, e os que foram, sejam eternizados em nossos corações, da mesma forma que a série está eternizada.

Avaliação:
*****
Canção que fecha a série: White Buffalo and the Forest Rangers - "Come Join the Murder"

   
Duvides tu, que as estrelas sejam fogo;
Duvides que, ocasionalmente, o sol se mova;
Duvides que a verdade seja mentirosa;
Mas nunca duvides de meu amor.
William Shakespeare 
Tecnologia do Blogger.