Sons of Anarchy: — 1ª a 6ª Temporada


(Sem spoilers)

Sons of Anarchy, a série idolatrada pelo seu telespectador, e que eu precisava descobrir o motivo.

A busca incessante por uma série, daquelas que eu precisava, sempre esbarrava em Sons of Anarchy. E após o anúncio que a sétima temporada da série seria a última, vem em mente a obrigação de assisti-la antes de seu fim, pois acompanhar uma excelente série, terminando em seu auge, é uma das melhores sensações para todo viciado em série.

E os amigos que assistem a série insistiam: "Você precisa ver Sons". Desde já agradeço a todos por me incentivarem a assistir a série, mas não é uma maratona fácil, a princípio. 

São 79 episódios, muitos deles com mais de uma hora de duração, mas o tempo da série passa rapidamente e principalmente, após a quarta temporada, pois a trama te deixa completamente envolvido e alucinado. Mas esses sentimentos demoram um pouco para acontecer. A série é muito boa, desde a primeira temporada, mas se torna incrível, mesmo, após a sua quarta, como me alertaram.

Aí você me diz, como também disse muitas vezes: "Precisarei assistir três temporadas, quase quarenta episódios, para a série ficar boa?". Não é bem assim. A série se torna incrível mesmo, como disse, após a quarta temporada, mas as três primeiras são de suma importância para o desenvolvimento, trazem momentos importantes, momentos sanguinários, mas não te vicia. Você fica imaginando como uma série recheada de "fodões" se tornaria "foda", e custa acreditar que isso realmente possa acontecer.


Ainda mais que a terceira temporada é, de longe, a menos bem avaliada da série. Não vou entrar em detalhes para não dar spoilers, mas a temporada trouxe uma trama previsível, arrastada, e com falhas grotescas na produção. Alguns tiroteios esdrúxulos, resoluções de situações desconfortantes. Teve sim, um season finale fantástico, que serviu de ponta-pé para a melhor temporada da série, mas após o término da terceira veio uma certa vontade de largá-la, mas o testemunho dos fãs que a série se tornaria incrível, fez-me seguir em frente, felizmente.

Lembro-me das críticas que a terceira temporada teve na época que foi exibida, e isso fez-me pausar a minha maratona. Assisti a primeira temporada e depois de dois anos retomei a série. 

Contudo, a terceira temporada é extremamente importante para o entendimento de toda a série, nem pense em pula-la. A série tem uma história linear, e assuntos de temporadas anteriores voltam ao momento atual várias vezes, e você precisa estar afiado com tudo para aproveitar o máximo da trama.

Apesar disso, e a vantagem disso, é que a série traz grande sensação de revisão. O passado é presente na série, e após estar em dia com ela, a vontade de revê-la é imensa, e as temporadas "julgadas" inferiores, poderão e deverão ser vistas com outros olhos.  


Sons é uma série que não tem pudor, não tem medo de matar personagens importantes, e esse clima de tensão deixa o telespectador alucinado, pois qualquer um pode morrer, a qualquer momento, fazendo com que impactação seja rotineira na série.   

Dentro disso, chegamos até a última temporada, sua sétima, momento que muitas séries estão em declínio, mas Sons está no seu auge. A última temporada promete, sangue irá jorrar em nossas telas, um desfecho digno e impactante está garantido, fazendo com que a série entre para história da TV. Infelizmente a academia não dá o valor merecido para a série, facilmente poderia ser, pelo menos, indicada ao Emmy, mas se o Emmy não quer indicar Sons of Anarchy, azar o do Emmy.

Termino dizendo que Sons é a melhor série da atualidade que assisto, e fico feliz, lisonjeado e empolgado de assistir a última temporada junto com vocês.

Gráfico de avaliação das temporadas. 


Tecnologia do Blogger.