Pular para o conteúdo principal

The Strain, a série que você precisa ver


Finalmente. 

Finalmente uma série que justifique o termo "Viciado em Série". Pode ser um pouco precipitado dizer isso, após apenas dois episódios exibidos, mas The Strain é a série que eu procurava, a série que faz com que não desgrudemos um segundo sequer da tela da TV.

Uma premissa até simples, que poderia ser caricata se caísse em mão erradas (leia-se CW), mas The Strain conseguiu unir momentos que fizeram o telespectador viciar imediatamente em sua história, sem sequer demostrar um segundo de monotonia ou marasmo. Uma piloto com setenta minutos (!), algo que poderia ser deprimente e arrastado, como foi o piloto de The Leftovers, mas The Strain fisgou o telespectador de imediato, dando a ele inúmeros motivos para continuar assistindo a série.

Principalmente porque ela teve a perspicácia de contar a história calmamente, sem ficar jogando momentos freneticamente na cara do telespectador, e principalmente, com um roteiro pequeno, onde líamos apenas o necessário para entender a trama, pois visualmente é tão ou mais importante para o entendimento do que as próprias palavras ditas. Muitas séries erram em colocar diálogos longos, rápidos, que só servem para entediar o telespectador, mas em se tratando do roteiro de The Strain, menos é mais. 

Aliado à direção atenciosa de Guillermo del Toro. Nada irrelevante é mostrado. Cada parte da série é uma peça importante de um quebra-cabeça, e que não demora muito para ser juntado. The Strain trouxe vários mistérios nos dois primeiros episódios, já revelou alguns, e emendou outros, num ritmo que não víamos a muito tempo na TV, não víamos desde os melhores momentos de LOST ou Fringe.


E temos momentos em que as séries mencionadas são lembradas, mas The Strain segue a sua singular história. Um desastre aéreo é o estopim que dá inicio a série, mesmo não derramando sangue algum, mesmo com mais de duzentas pessoas abordo estarem mortas, "intactas". Daí a série começa a apresentar calmamente os personagens, nos mostrando suas funções e objetivos, e tal como sua premissa, cada personagem instiga teorias, e já nos coloca à frente dos lados em disputa, claro, nos mostrando para quem torcer. 

A série trouxe muito do que LOST trouxe de imediato, que fizeram o telespectador ser fisgado instantaneamente, mas sem copiar. Um desastre aéreo; um monstro enigmático; apresentação sucinta de personagens; mistérios. Talvez isso tenha um dedo de Carlton Cuse, pessoa que fez parte criativa de LOST e que assina a produção executiva de The Strain. Mas outras séries são lembradas, como a mencionada Fringe, por vermos personagens bizarros, fazendo coisas bizarras, misteriosamente empolgante. Até podemos relacionar The Walking Dead pela semelhança zumbiresca, mas também, vimos que os infectados estão mais para vampiros.

E tudo isso completamente fora de uma estrutura folclórica. A série se passa no mundo atual, tecnologia, audiência por guarda compartilhada, relacionamentos, ciumes. Nada soa infantil ou bisonho. Uma trama bem amarrada, com produção impecável, excelentes atores, enfim, fazendo com que parecesse que acabamos de encontrar o amor de nossas vidas, e já, imediatamente, pedindo ela (ou ele) em casamento.


Dr. Ephraim Goodweather pode ser considerado o personagem principal, mas, diferente da normalidade televisiva, não vemos a série através dos olhos do protagonista, pois a premissa claramente se encarrega disso. Porém vários outros personagens instigantes são acrescentados, e a cada palavra dita por eles, bilhões de teorias vêm à tona.

Que diabos de "vírus" é esse? Que mostro é aquele? O que acontecerá com os sobreviventes? A humanidade poderá ser infectada? De que forma? O que diabos o velhote colecionador de prata sabe? Qual o objetivo de infectar aquele avião? Porque aquelas pessoas? Quem é esse ou aquele? Quem é isso ou aquilo? Perguntas e mais perguntas, que claramente sabemos que serão respondidas brevemente, fato que traz empolgação para assistir a série e que faz com que a semana seja, finalmente, de novo, dolorida pela espera de um novo episódio de série.

The Strain é exibida aos domingos nos Estados Unidos pelo FX. Sua primeira temporada será composta por treze episódios. 

Avaliação:
*****

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …