Pular para o conteúdo principal

O Fim de "24: Live Another Day"


E foi mesmo 24 horas.

Se foi a boa e velha 24 horas eu não sei, confesso que vi apenas a primeira temporada da série, porém o fato fez com que assistisse a série com mais atenção, sem deixar o lado fã atrapalhar. Comecei a minissérie sem expectativa, e termino ela me tornando fã. Sorte minha que ainda tenho sete temporadas da série para assistir.

Mas isso não me impediu de ver a volta de Jack Bauer, pois a série traz quase que um enredo por temporada, e muito pouco é levado de uma temporada para outra. Como disse nas primeiras impressões, a minissérie tratou de dar um apanhado rápido do que ficou da temporada anterior, e já partiu para os novos trabalhos de Jack.

E para a minha surpresa, a série teve mesmo 24 horas. Imaginávamos que acompanharíamos apenas 12 horas da série, devido a redução de episódios, enfim, mas fomos surpreendidos logo no início do seu season finale, quando o locutor diz que os eventos terminam às 11 da manhã. Mas claro, dessa vez, Jack passou a madrugada dormindo, fazendo qualquer outra coisa, menos estando em ação.


Mas entre 22 e 23 horas as coisas pegaram fogo na série. A temporada veio excelente, do início ao fim, e teve a perspicácia de encerrar um excelente plot precocemente, para inserir outro com a mesma eletricidade. Nos despedimos de Margot Al-Harazi e seu fanatismo pela morte do presidente, trama que destruiu Londres e tirou a vida de milhares de pessoas, para chegarmos ao núcleo comandado pelo terrorista Cheng Zhi, que quase causou uma nova guerra mundial, porém causou uma importante e impactante morte: RIP Audrey.

Uma morte que chocou, e que deixou Jack ainda mais sem chão, sem muito pelo que lutar. Uma morte praticamente assinada por Mark, genro hipócrita que teve e muito sangue derramado em suas mãos, e um merecido fim. 

Mas a temporada foi repleta de revira-voltas. Uma núcleo foi emendado perfeitamente em outros, fazendo com que todo o enredo fosse empolgante, eletrizante, espetacular. Claro que tivemos aqueles momentos que tudo (ou quase) era resolvido "magicamente", após Jack achar um improvável telefone com todas as informações, enfim, mas tudo isso são coisas típicas de séries ou de filmes de ação, e na maioria das vezes se tornam irrelevantes.


E ação não faltou. A maioria dos episódios foram repletos de ação, tensão, emoção. A temporada foi daquela que, mesmo estando muito cansado, com sono, consegue facilmente se conectar ao episódio, e o sono vai embora instantaneamente. O roteiro de prendeu muito e a expectativa e ansiedade pelos próximos acontecimentos foram imensas, fato que empolga o telespectador, um dos aspectos mais importantes de qualquer série.

E "Live Another Day" não foi o fim de Jack. Ele termina como deveria, preso pelos russos. Londres é passado, e os produtores deixaram claro que tem muitas histórias ainda para contar, transparecendo que 24 horas é uma série sem fim. Mas também, nove temporadas foram nove dias, imagine o que Jack Bauer faz em suas horas vagas... (rs). 

A audiência da temporada não foi lá grandes coisas, mas também foi exibida na summer season, época de vacas magras da TV americana, mas não há dúvidas que ainda veremos Jack pela frente, até, definitivamente, acabarem de vez com a vida do imortal. E não são loucos de fazerem isso tão cedo. 

Avaliação:
*****

Postagens mais visitadas deste blog

Confira as 5 séries mais vistas na Netflix pelo mundo

Nos últimos dez anos, a Netflix transformou a forma como o mundo assiste filmes e programas de TV, fornecendo aos assinantes uma enorme biblioteca de clássicos convencionais  e dezenas de recomendações personalizadas - tudo disponível na ponta dos dedos. Isso é mais do que apenas conveniência,  é a metamorfose da mídia.
Usando os dados do Google Trends, o site highspeedinternet.com classificou os países pelo número de pesquisas relacionadas à Netflix e referenciou as suas classificações com as séries mais procuradas. No mapa acima você confere qual é a TOP de audiência em cada país, e, abaixo você confere quais as 5 séries mais procuradas no serviço de streaming.
TOP 5:

1 - Sherlock
2 - Friends
3 - Narcos
4 - House of Cards
5 - New Girl

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…