Falling Skies: “Evolve Or Die” – 4x04 [Review]





Existem séries e séries. Algumas, os protagonistas suprimem todo o restante do elenco. Em outras, os coadjuvantes quase ofuscam o brilho dos protagonistas, seja por um personagem bem construído ou interpretado, seja por uma história que o beneficie. É essa a impressão que o Pope tem me passado. Família Mason nessa temporada não tem feito mais do mesmo e resta a ele dar um diferencial para equilibrar os fatos.

Esse parece ter sido um episódio que traçou rumos para alguns personagens. O próprio Pope, pelo visto, encontrou a sua alma gêmea em meio a guerra entre os humanos e os Esphenis. Gostei dela, não baixou as orelhas pra ele e fez o Hal calar a boca rapidinho.

Já no início do episódio, tivemos o reencontro ente Tom Mason, o Coronel Weaver e Cochise, com um aliado. O alienígena revela onde Matt está “preso”. Como vimos no episódio anterior, o menino foi parar numa solitária para proteger a amiga do campo de concentração “naziesphene”. É o gancho que Tom Mason precisava para armar um ataque, invadir o local e resgatar o filho. No meio do caminho, Weaver percebe que estão sendo seguidos por algo e eis que a tal criatura ataca Cochise. No local onde as crianças estão sendo treinadas, Matt está numa espécie de solitária, mas seu pai consegue encontrá-lo com a ajuda de Mira. Weaver descobre que a criatura que os havia atacado é na verdade a sua filha, que foi exposta a algum tipo de mutação.



Em China Town, Anne está tentando entender como Lexi tem sido adorada por todas, enquanto Maggie e Ben tentar alertá-la que Lexi pode estar em perigo enquanto se encontra com o Espheni às escondidas. Os demais membros da 2ª Mass não aceitam muito bem os termos da paz mundial e de não poder carregar armas no local, mesmo Lexi afirmando que lá eles estão seguros. Ben, Maggie e Anne seguem Lexi e testemunham o encontro dela com o Espheni. A garota não aceita o lance da batalha entre as raças e demonstra um poder oculto.

Finalmente ficamos sabendo qual o real objetivo dos Espheni com Lexi, que é usá-la como um arma.



Tecnologia do Blogger.