Falling Skies: "Ghost in the Machine" - 4x01 [Review]


Como nas temporadas anteriores, sinto dizer que Falling Skies começou com um trama confusa, mas se acreditarmos no poder dos roteiristas, tem tudo para ser mais um ótimo ano.

No final da temporada passada, o grupo de sobreviventes da 2º Mass se sentiu descartado pela tripulação do planeta natal de Cochise e assim eles partem para o Brasil, onde seria um território que ainda viveria em paz, sem o ataque insistente dos Espheni, a raça alienígena que está fazendo bastante barulho no planeta Terra. Eles nem chegam a sair dos EUA, após 22 dias de viagem, são surpreendidos por um novo ataque. Dessa vez, além de ser um ataque surpresa, o poder bélico dos alienígenas parece ter aumento, visto os mechas que atacam o grupo. Os Espheni conseguem criar uma espécie de barreira que explode os humanos que encostarem na cerca formada por esta barreira. Assim, o grupo acaba se obrigando a se separar.

Quatro meses se passam e o território onde Tom Mason está virou um caos completo. Os alienígenas, de tempo em tempo, jogam comida para os humanos o que torna uma verdadeira batalha do mais forte. Pope parece ter tirado proveito disso, pois ele é acusado de estocar comida dentre outras mordomias, o que nos leva a acreditar que ele possa estar vendendo informações para o inimigo.


No mesmo grupo, Hal e mais alguns sobreviventes, estudam uma forma de destruir as barreiras, para que assim eles possam fugir. A única conclusão a que chegam é que necessitam de uma grande quantidade de energia para gerar um curto circuito na barreira que os aprisiona. Nesse mesmo território, Mason e o Coronel Dan estão capturados, numa espécie de prisão, porém, já nesse primeiro episódio, ficamos sabendo que Tom consegue entrar e sair da prisão, usando uma máscara no melhor estilo justiceiro mascarado, ajudando os mais necessitados, ao mesmo tempo em que analisa o território e planeja uma forma de tirar todos os sobreviventes dali.

Em outro local, Bem estava em coma após o ataque e se vê em meio a uma China Town, lugar onde a guerra não teria chegado e todos cultivam a paz. Conforme Lourdes e Meg explicam para ele, sendo a sua irmãzinha, Lexi, a guru espiritual do lugar. Vale mencionar que desde que a garota nasceu algo estranho acontece com ela, além do crescimento acelerado (agora ela está beirando os 16 anos). Bem não gosta muito do que está vendo e resolve investigar o local.
Já em outro local, outro Mason em apuros. Matt está numa espécie de escola, somente com crianças e alguns poucos adultos. Lá eles sofrem uma espécie de lavagem cerebral, ao melhor estilo nazista, onde as crianças devem adorar aos ataques alienígenas. Mas como um bom Mason, ele arquiteta nas sombras uma forma de libertar a todos.


Em outro local, Anne se tornou a líder do que sobrou da tropa de sobreviventes e está fazendo de tudo para reencontrar sua família, principalmente sua filha Lexi. Numa tentativa de sequestrar um caminhão com armamentos, ela descobre que o veículo estava cheio de crianças, beirando os 5 aos de idade.

A questão dessa temporada será uma maneira de reunir todo o 2º Mass ao mesmo tempo em que eles precisam sobre viver.

Tecnologia do Blogger.