24 Horas: "Live Another Day" [Season Première]


Jack Bauer está de volta. Para os velhos e novos fãs.

Foi basicamente o que soou a estreia da minissérie Live Another Day, subtitulo dado à 24 horas, que serviu apenas para tentar diferenciar a nova fase da série das suas oito anteriores. Mas a nova empreitada não traz nada de novo, traz a sequência - após um grande hiato de 4 anos - da vida do personagem indestrutível que a TV aprendeu a amar. 

Quatro anos se passaram, mas a série parece que não evoluiu. Tentaram modernizar a trama, acrescentando drones, hackers, ataques remotos, enfim, ma seguiram com o 'bom e velho' clichê de sempre. O sentimento de "já vi esse filme" esteve a todo momento durante os quarenta e poucos minutos de sua estreia, e claro, deixando um bom cliffhanger no final.

A velha história do cavalo de troia, que nesse caso, o presente foi o próprio Bauer, que aceitou ser capturado para retirar Chloe O'Brian das garras da Inteligência britânica. Um plano que ficou claro, desde o início, mas que a tal "inteligência" não se deu conta, além de presenciarmos a arrogância e prepotência de seu comandante.


Claro, alguém, algum "intelectual" tinha que sacar a jogada de Bauer, e Kate Morgan (!), personagem que está de saída da organização, ganhou as suas 24 horas para salvar sua pele, para tentar se desvincular das ações criminosas de seu marido. Foi perspicaz, corajosa e chantagista. Um dos destaques do episódio. 

Detalhe que a personagem Kate é interpretada pela atriz Yvonne Strahovski, que viveu Hannah McKay nas últimas temporadas de Dexter, que, coincidentemente tinha o sobrenome 'Morgan', o mesmo que agora o seu personagem recebeu. Sabe o que isso quer dizer? Nada, eu acho. 

Contudo, apesar dos pesares, apesar do mais do mesmo repleto de clichês, 24 horas volta bem, razoavelmente. A TV não evolui com a sua volta, mas pelo menos temos a garantia de entretenimento, ação, revira-voltas, enfim, tudo que 24 horas sempre mostrou. A série não volta para impactar ou inovar, volta para entreter, e isso o episódio de estreia fez com maestria.


Os velhos fãs puderam matar a saudade de Bauer, e os novos puderam acompanhar a trama sem problemas, pois o roteiro tratou de ajudar a todos, explicando o que levou Jack naquela situação, a estar sendo procurando pelo "mundo", para que a partir dali, uma nova história começando a ser contada. Os velhos e novos fãs agradecem. 

Avaliação:
***** 
Tecnologia do Blogger.