Orphan Black: 'Nature Under Constraint And Vexed' 2x01 [Season Première]


Onde está Kira? É o que perguntou a todo momento o episódio de retorno de Orphan Black. Não obtivemos a resposta, mas isso é o que menos interessa.

Para nós, é claro, pois Sarah busca incessantemente a localização de sua filha, mas o sumiço é uma boa iniciativa do roteiro para que o leque de possibilidades da série seja aberto. O sumiço de Kira desencadeará diversas situações que servirão de sustentação para a nova temporada, e não será o foco principal.

E assim os lados ficarão escancarados. Vimos que Sarah tinha um objetivo inicial: encontrar Kira e a senhoria S, que, supostamente estava nas mãos de Rachel. O caminho foi doloroso e muito sangue foi derramado, mas Sarah conseguiu chegar à loira falsa, mas descobriu que ela não estava em posse de sua família. Um caminho interessante: teve que se safar da polícia, conseguir uma arma e burlar a segurança para o encontro de Rachel. Se arriscou, claro, mas a causa era justa, e devido a ajuda de Paul, mantém sua busca ininterrupta.


E os lados começaram a se expor. Sarah continua com a ajuda de seus clones Alison e Cosima, além de seu fiel amigo de bunda fora, Fee. Mas conseguiu um grande parceiro, o detetive Art, que dependendo do que Sarah disser, poderá ser de grande valia. Fora, claro, seu ex-namorado Paul, que está jogando para os dois lados, mas inclinado para o lado de Sarah.

Rachel parece que tem planos menos sanguinários para os clones, e busca mesmo é apoio político para patentear o seu experimento, supostamente regularizando a criação dos clones. Tudo isso ainda é especulação, mas algo me diz que Rachel e sua turma não são os vilões da série.

Por outro lado, ressurgindo dos mortos, temos Helena, aquela que tínhamos dado 'graças' pela sua morte, mas ressurge rastejando, derramando sangue, no fim do episódio, enquanto era observada pelo terceiro lado da história, aquele que ainda não sabemos os objetivos, mas aparentemente não estão sendo acrescentados aleatoriamente na série. Esse lado sim, promete trazer grandes momentos. Provavelmente estão com Kira.


Orphan Black voltou bem, não trouxe momentos impactantes, mas soube segurar o telespectador e instigá-lo com os novos e velhos mistérios da série. A série ainda se escora em clichês que aprendemos a relevar: Sarah fugindo de um psicopata armado que anda calmamente em sua direção; a polícia acha que está capturando Sarah, mas é uma pessoa parecida que está de costas; enfim, mas nada que desabone essa excelente série, que vem mais uma vez para tirar o marasmo que assola a TV americana, com algumas exceções, é claro.

Avaliação:
✰✰✰✰

Tecnologia do Blogger.