Pular para o conteúdo principal

Primeiras Impressões de "Believe", Série de J.J.Abrams e Alfonso Cuarón



(Com spoilers)

Uma série de J.J.Abrams (dispensa comentários) e Alfonso Cuarón, diretor que acabou de ganhar um Oscar pelo excepcional 'Gravidade'. Não tem como dar errado, certo? Errado. O piloto de 'Believe' é bem fraco. Mas tenho fé que a série melhore.

Parece que tanto Abrams quanto Cuarón apenas emprestaram seus respectivos nomes para a série. Será mesmo que estão envolvidos diretamente em sua parte criativa? Não é possível. Ainda mais quando fico sabendo que Cuarón dirigiu e escreveu, em parceria com Mark Friedman, o piloto da série.

A premissa é interessante, o piloto é relativamente bem produzido, mas tiveram coisas ali difíceis de engolir. A menos que justifiquem bem (e muito) o que mostraram no piloto nos episódios seguintes, "Believe" já estreia com o pé esquerdo.

Mas antes, a sinopse da série: "A história acompanha a vida de Bo (Johnny Sequoyah), uma menina com poderes extraordinários e a expectativa pela manifestação de tais poderes, que acontecerá aos sete anos. Na trama, Tate (Jake McLaughlin) sai de uma prisão para proteger a menina daqueles que não querem esperar para ver as capacidades dela surgirem".


Pois bem. Existem dois lados na história: os bandidos e os mocinhos. Os bandidos querem raptar a garota de qualquer jeito, tem uma MEGA estrutura para isso, mas mandam apenas uma mísera mulher (que luta muito) para o trabalho. E a personagem ainda refuta a ordem por supostamente ter um "compromisso" com sua mãe. WHAT?

Em contra-partida, os mocinhos, que também possuem uma MEGA estrutura e muito dinheiro sobrando, tentam esconder a garota e optam por deixá-la com Tate, prisioneiro condenado à morte que fugiu da prisão com a ajuda desses mocinhos. Pera aí! Eles possuem uma MEGA estrutura, como disse, tanto é que conseguiram tirar da prisão um detento do corredor da morte, mas preferem deixar a garota com um zé ninguém, que nem quer saber da criança e nem tem estrutura para tal coisa. WHAT²?

Tudo bem, no final vimos que Tate é o pai de Bo, e que o objetivo era deixar a garota com seu pai. Mas e daí? Se a garota é importante mesmo, NUNCA poderiam deixar a criança, sem proteção maior, com o seu pai, que nem sonha que está de posse de sua filha.

Sem falar da cena que a vilã é atacada por "quinhentos" pombos. Ela nem esboça uma mísera e simples reação de se abaixar e tentar sair da situação. 

Esses momentos foram os que mais incomodaram-me no piloto, infelizmente. Gostei muito do seu início, premissa instigante e envolvente. Uma série de fácil conexão e os atores são até de certo modo, carismáticos. Mas quando entramos afundo no roteiro do piloto, deparo-me com momentos desanimadores, mas ainda acredito que a série poderá vingar, se tratarem com mais carinho a premissa imposta.


A série é criada por Alfonso Cuarón e com produção executiva de J.J. Abrams. Não é possível que com nomes importantes por trás, não farão uma boa série. Normalmente séries boas tem pilotos ruins, e espero que "Believe" entre para o histórico dessa regra.

"Believe" estreia nos EUA pela NBC no dia 10 de março. No Brasil, a Warner exibe a série a partir do dia 19 de março às 20hs.

Trailer:

  

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

14 Séries que irão terminar em 2018

2018 já está aí, hora de despedir (ou não) daquela série que acompanhou por anos. Abaixo listo as 14 séries que irão terminar nesse ano, confira:

Este é um apresentação do Microsoft Office incorporado, da plataforma Office Online.

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …