Pular para o conteúdo principal

Glee: "Trio" 5x10 [Review]



Trio foi um episódio com foco igualado entre Nova York e Lima, cada núcleo com sua história em particular. Nova York focou no desenvolver do atrito entre Santana e Rachel devido à audição realizada por Santana para ser substituta de Rachel na peça Funny Girl. Lima por sua vez contou o drama de Will e Emma (que surgiu novamente na série), já que ambos desejam a gravidez de seu primeiro filho e também o enredo entre o trio Tina, Sam e Blaine se aventurando antes da formatura.

Para um inicio inesquecível Will esta dando aula fora do clube do coral quando Emma surge o chamando para algo que parece ser importante, logo imaginei que era para anunciar a gravidez, mas para minha surpresa o casal estava apresado para tentar a gravidez. Isso mesmo que você acabou de ler, eles foram tentar engravidar e adivinha aonde? No banheiro exclusivo para funcionários e para sorte deles ninguém mais ninguém menos que Becky Jackson os flagrou. O casal foi parar na diretoria de frente com Sue Sylvester que com seu sarcasmo fora do comum “acabou” com os pombinhos os expulsando da sala após uma informação desnecessária que Emma disse sobre suas experiências com Will.

Depois de uma bela apresentação de Tina, Sam e Blaine que cantaram Jumpin Jumpin, Mrs. Shue apela para o sentimental já que em breve os destinos dos formandos tomarão rumos diferentes, fazendo Tina cair no choro por ainda não estar preparada para tal reviravolta, dai podemos perceber que seria mais um episódio cheio de dramas da rainha do gênero Tina Cohen-Chang. Inexplicavelmente o trio dispensou a presença de Artie, deixando o personagem de escanteio neste episódio.


Enquanto isso em Nova York Rachel pediu auxilio a Elliott após sair do apartamento onde morava com Kurt e Santana. Vimos que sua chegada ao novo lar foi alá Rachel Berry definitivamente, colocando a culpa nos seus amigos como se eles a tivessem expulsado e dominando o apartamento de Starchild como se fosse dela mesma. Em seu ego brilhante Rachel reconhece Elliott como seu novo melhor amigo gay, mesmo o rapaz não gostando desse titulo e ao fim os dois performaram a música clássica Barracuda.

Voltando para Lima Tina ao ver seus amigos Sam e Blaine vestindo a beca de formatura tem uma nova crise de choro e lamentações por ter medo de perder o contato com os amigos. Sue Sylvester informa que a festa de encontro dos formandos foi aprovada pelo conselho estudantil, mas que por corte no orçamento irá cancelar o evento, novamente vimos mais um drama da asiática chorona ao ponto de se jogar no chão e fazer manha. Sam e Blaine ao ver a amiga estirada ao chão a convencem de que eles mesmos podem fazer uma festa após o fechamento da escola.

Naquela noite o trio vai até a escola e entram pela janela na velha cena clichê de comédia que ao entrar pela janela a pessoa despenca no chão e levanta rapidamente como se nada tivesse acontecido. Os três começam a festejar pela escola, aproveitando todo o espaço vazio dela cantando Don´t You Forget About Me, mas claro que não seria tão simples assim. Os amigos são flagrados por Becky que obriga Blaine a jogar twister dando um tempo para que Sam e Tina ficassem sozinhos. Blaine percebe a ausência dos amigos e sai à procura os encontrando aos amassos em uma sala, o garoto gel fica revoltado com a cena que vê, discute com os amigos e declara o fim da festa dos formandos.

Ao descobrir que Elliott esta hospedando Rachel em seu apartamento Santana para provocar a ex-amiga decide tentar “puxar” o rapaz para seu lado, causando uma desavença, uma espécie de competição para saber quem Elliott escolheria como amiga e mais talentosa. Irritado e assustado por ser usado Elliott ameaça sair da banda. Kurt após uma reunião com Dani decide tirar Santana e Rachel da banda para que Elliott não saia, dando assim o fim da Pamela Lansbury e iniciando uma nova banda somente com Dani e Elliott intitulada One Three Hill.


Para finalizar Blaine finalmente aceita os fatos e perdoa Tina e Sam sabendo que, o que rolou entre os dois foi somente uma aventura e que não há nada serio entre eles. Ao serem informados por Will que as nacionais serão em Los Angeles todos se animam e o trio novamente se prepara para mais uma canção, mas dessa vez sem deixar Artie de fora. Emma se aproxima de Will e lhe da a melhor noticia que ele podia receber, ela esta gravida finalmente e em breve teremos mais um artista no mundo. Rachel e Santana se esbarram no apartamento de Kurt, as duas trocam algumas alfinetadas e também algumas explicações e pelo clima, uma começou a perdoar a outra, mas sem dar o braço a torcer ambas vão embora assim que Kurt e seus companheiros de banda chegam ao local. Agora é esperar para saber como essas histórias irão se desenvolver no próximo episódio City Of Angels (Cidade dos Anjos).

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …