Arrow 2x17: Birds of Prey [Review]

                      
      Team Arrow arrasa mais uma vez antes de enfrentar Slade

Episódio razoável, mas com um final perfeito. Acredito que essa tenha sido a última semana de "enrolação" em Arrow, antes da reta final da temporada. Aproveitamos para fechar uma ponta solta no caso dos Bertinelli e foi ótimo ver o Team Arrow trabalhando. O episódio conseguiu destacar muitos personagens ao mesmo tempo; Felicity, ainda que aparecendo bem menos, quando diz algo nos faz rir e cria um pequeno momento de descontração.

O retorno de Helena, além de, obviamente, encerrar seu caso, serviu para finalizar a recuperação de Laurel e fazê-la voltar ao trabalho, ainda em que chantagem e "com uma escuridão que não sai mais dela". Foi bom também relembrar Tommy por um breve momento. E falando nele, automaticamente lembramos de seu pai, que não vejo a hora de retornar a série, indiretamente lembrado também no diálogo entre Oliver e Thea, sobre os segredos que Moira guarda.

Sobre Thea, exagerado o lance que Roy e Oliver discutiram, mas compreensível. A pequena Queen volta a protagonizar um importante núcleo da trama, enquanto Roy adentra cada vez mais o time dos vigilantes. O começo do episódio mostrou um trabalho incrível do Team Arrow, que eu adoraria ver mais vezes, e aposto muito nisso para essa reta final da temporada. Só não gostaria de ver Laurel lutando junto deles, como aconteceu rapidamente nesse episódio, mas apenas auxiliando, assim como seu pai.


Na ilha, finalmente temos um desenrolar desde que Slade assumiu o navio, e um caso semelhante ao de Starling para vermos como Sara reage em situações difíceis, que envolvem pessoas amadas. Aliás, esse sempre foi o foco da série: heróis que, além de salvar a cidade, salvam (de uma maneira boa ou ruim) aqueles que realmente importam.

E sim, após lutas, dramas, mais lutas... ele ressurge! Slade Wilson, gentilmente abrindo a porta de seu carro para Thea. O final do episódio não poderia ter sido melhor: a guerra vai finalmente começar. E para esquentar, 30 segundos de muita ansiedade. Que venha o 18° episódio: Deathstroke (O Exterminador). 

         

Tecnologia do Blogger.