Pular para o conteúdo principal

The Walking Dead: "After" 4x09 [Review]


The Walking Dead voltando a ser The Walking Dead.

Não que esteja reclamando, é apenas uma constatação. O sobe e desse de Walking Dead continua a todo vapor, com excelentes episódios intercalados com ruins. Muito natural, a série não vai ser eletrizante a todo momento como o episódio "Too Far Gone", um dos melhores episódio do ano passado. Mas poderia ser menos insossa, ainda mais em se tratando de um retorno. Classifico a sua volta como decepcionante.

Mas natural, reitero. Episódios como "Too Far Gone" são típicos de fechamento de arco, além de ter um custo financeiro bem alto. Em "After", vimos apenas três dos atores principais e cenários que não são dos mais caros da série. Uma nítida economia, percebi. Mas o lucro gerado pela audiência só aumenta: o episódio foi visto por quase 16 milhões de pessoas. 

Além de mostrar o "dia seguinte" de Rick, Carl e Michonne, o episódio deu o tom de como será a segunda metade da temporada. A turma se dispersou e poucos morreram. A cada episódio acompanharemos um seleto grupo de sobreviventes que encontrarão dificuldades por estarem machucados e por não ter mais a segurança da penitenciária. Todos irão passar por apuros, talvez alguém venha a morrer, mas claro, uma hora ou outra todos vão se re-encontrar.


Como foi o caso desse episódio, que mostrou o reinício de Michonne, que decidira seguir por outros caminhos mas acabou voltando e seguindo as pegadas daqueles que já são parte de sua família. Sua vida passou por sua mente, ilustrado muito bem por flashbacks, deixando claro o resquício de esperança em sua vida: viver em conjunto. 

Por outro lado, irritantemente, o episódio foi baseado em Carl, o garoto que sempre foi de poucas palavras, e arrependemos por ter ouvido de sua boca inúmeras barbares em pouco espaço de tempo. Uma crise infantil daquele que já é considerado um "homem". Carl passou dos limites, com sua arrogância e prepotência, cuspindo no prato que comeu, desvalorizando a sua vida. Um momento de explosão, claro, mas ali ele jogou na cara de seu pai, "morto", tudo que estava entalado em sua garganta. 


Seria bom se ele tivesse engolido tudo e defecasse.

Mas no fim, o personagem tratou de se retratar, ao desistir de lutar, pensando que ia ser comido por Rick. Ele viu, da pior maneira possível, que estava errado, sem ninguém precisar dar-lhe umas palmadas. Claro que o suspense foi desnecessário, Rick não vai morrer tão cedo na série, mas espero que o fato faça com que o moleque tenha mais respeito e agradecimento à seu pai.

Carl deve morrer ainda nessa temporada, acredito. Primeiro porque a série já mostrou que não tem medo de impactar, quando querem, e o ator Chandler Riggs já está bem grandinho, não acham? Daqui a pouco ele vai se tornar um novo "Walt", aquele menino de LOST que cresceu além da série e teve que ser retirado precocemente. 

E torço pra isso, não dá mais pra aguentar as crises do pirralho, chega!

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

15 Séries que irão terminar em 2018

2018 já está aí, hora de despedir (ou não) daquela série que acompanhou por anos. Abaixo listo as 15 séries que irão terminar nesse ano, confira:

Este é um apresentação do Microsoft Office incorporado, da plataforma Office Online.

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …