TOP 10: As Maiores Decepções de 2013



Você se decepcionou com alguma série em 2013? Sim ou com certeza? Todos somos sujeitos a isso, ainda mais quando assistimos dezenas de séries. Nós do Viciado em Série passamos por isso e decidimos selecionar 10 séries que nos decepcionaram de alguma maneira nesse ano. Justificamos os motivos, mas saiba que talvez você pense de modo diferente, natural, contudo peço que não nos massacre [rs]. Deixe a sua opinião nos comentários, para que possamos dialogar sobre nossas decepções da melhor forma possível.  


10 - Orphan Black: por Marco Freitas

"Sim, a principio parece ser injusto que Orphan Black, uma das séries mais elogiadas de 2013, esteja nesta lista. Porém, quando se trata de uma ficção cientifica parece ser mesmo difícil criar algo coerente, e de coerência Orphan Black parece ter muito pouco. A série até conseguiu entregar bons e intrigantes momentos na sua primeira metade, mas na medida em que foi desenvolvendo sua trama, começou a evidenciar inconstâncias. Personagens caricatos e "vilões" incompetentes jogaram a série em um abismo de instabilidades. Parece difícil acreditar que as clones estão realmente ameaçadas por uma empresa que tem tão pouco controle por suas criações a ponto de deixá-las com monitores que se deixam envolver tão facilmente, e isto é só um exemplo dos incontáveis erros de uma das séries mais cultuadas de 2013. Muito barulho por nada!"


9 - The Blacklist: : por Marco Freitas

"The Blacklist poderia ser facilmente uma das melhores estréias do ano, contundo a estreante não passou de mais um procedural de desenvolvimento pobre. Bons personagens e o que parecia ser uma mitologia empolgante se perderam em 10 episódios que não conseguiram desenvolver absolutamente nada da trama, e a coisa ficou pior quando, neste mid season finale, a série retorna ao ponto onde começamos a série. Apesar de a produção entregar bons momentos, seu maior defeito é mesmo a falta de uma trama principal bem desenvolvida, temos pistas ao longo do caminho, mas nada que seja algo concreto. E de fato The Blacklist é uma boa série quando se trata de ação bem executada, mas infelizmente isto não é o suficiente para sustentar uma série."


8 - Hostages: por Patrícia Quintas

"Anunciada como mais uma série do produtor de CSI e da trilogia Piratas do Caribe, Hostages tinha todo o poder da propaganda/dinheiro para fazê-la ser o grande sucesso da temporada; porém, a série não passa de uma junção de elementos que, provavelmente, você já viu antes, dezenas de vezes. Um agente do FBI durão (ohhhh!) e uma super médica, super habilidosa (ohhhh!). Ela é escolhida para operar o presidente americano. Porém, o que ela não espera é ser sequestrada, juntamente com a família, pelo agente, que a ordena matar o presidente em cirurgia. A história até poderia dar um ótimo filme de ação, até mesmo com os próprios atores da série. Mas não dá pra acreditar que acharam que essa história pudesse seguir adiante como uma série de TV. Ao final da season premiere, ela conseguindo adiar a cirurgia e os sequestradores permanecendo na casa foi algo muito difícil de engolir. E os draminhas paralelos, como a filha grávida e a relação dela com o marido? Afe... não deu!"


7 - Falling Skies: por Luis Felipe

"Com um tema ''fraco'' e sem futuro, esta temporada de Falling Skies foi apenas um temporada solta dentro de um universo. Com uma única exceção, que foi a filha do Tom Mason ser parte humana e parte alienígena, e mesmo assim foi uma das coisas que mais foram ''escanteiorizadas''!  E ouso dizer que até a atuação do pessoal não é digno de um elogio sequer. Enfim, parece que foi uma outra série em relação aquela primeira temporada com cara de "próxima The Walking Dead''.  Sim, aposto todas minhas fichas na recuperação e ainda mais na liderança das séries da TNT. Ah, muito bom dizer um nome para fazer vocês acreditarem na recuperação: Steven Spielberg!"


6 - Drácula: por Fábio Lins

"O mais do mesmo piorado. Drácula volta à TV pela NBC já nascendo morta. Pela ruindade e pela audiência. E ainda foi escolhida para ser exibida nas noites de sexta, um dia morto para a TV americana. Uma série chatíssima, mal feita, elenco fraco, cheia de clichês e não traz nada de novo. Drácula chega a Londres na pele de um ricaço em busca de vingança: vingar uma tal de 'Ordem do Dragão' e também vingar a sua esposa. Nova versão de Revenge? O que tem de interessante nisso? A série não te prende. O tema vampírico é sempre instigante, que talvez consiga segurar alguns telespectadores, mas eu, passo."


5 - Under the Dome: por Camila Geraldi

"Pegaram o livro do meu mestre Stephen King (insira aqui muitos milhares de corações), desconfiguraram toda a trama, mudaram, acrescentaram e tiraram personagens; adiantaram coisas que só acontecem no meio do livro; jogaram tudo na sua cara e eu fiquei tipo: "MAS CADE O SUSPENSE?" Além de adiantar as coisas, a série quer fazer mais temporadas e tipo, oi? No livro a redoma dura uma semana e causa o maior CAOS e na série ela fica por mais tempo... Preferia uma mini-série que retratasse o livro... Ou então que usassem outro nome e dissessem que é levemente baseado no livro do Stephen King."


4 - Once Upon on a Time in Wonderland: por Daniele Gonçalves

"Você aguarda o spin-off de uma de suas séries favoritas e o que sai? Algo extremamente horrível, porque decepcionante é pouco. Não chequei a audiência da série, mas na minha opinião esta série já está morta e enterrada. Atores que não convencem e cenários com cores apagadas acabam com qualquer história de Alice no País das Maravilhas (digo porque já vi algumas versões de filmes e minisséries bem melhores). Alguém chame Tim Burton por favor para se mostrar com faz!"


3 - The Following: por Marco Aurélio

"Como escritor que sou (mesmo de araque, mas sou), achei que The Following começou até interessante, mas depois o roteirista se perdeu e começou a protelar o final já esperado, ou seja, a morte do escritor fanático e o final da sua seita. Será mesmo? Eis a questão: como teremos a segunda temporada, quem será o novo "mestre das almas perdidas"? Kevin Bacon? Aguardemos..."


2 - Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D.: por Fábio Lins

"Muito barulho por nada. Uma das séries mais esperadas de 2013 não justificou o mínimo das expetativas depositadas pelos telespectadores. Um amontoado de personagens ruins, insossos, sem rumo e nada carismáticos. Pra piorar, S.H.I.E.L.D. se inicia com uma leva de episódios procedurais, com casinhos que não empolga ninguém, além de entediar. Uma típica série 'caça níquel', com suposto grande potencial por traz, mas que só serve para enrolar o telespectador. Não é a toa que já perdeu quase metade de sua audiência atualmente, a minha durou seis episódios. Se vai melhorar ou não, independe. A série já deu o seu tom. Mesmo que um ou outro episódio daqui pra frente seja bom, não vale a pena gastar minutos de vida com ela."


1 - Dexter: por Fábio Lins

"Não que a última temporada de Dexter tenha sido decepcionante. Na verdade foi uma lástima. A série vinha capengando após a quarta temporada, mas uma temporada final bem feita, talvez pudesse deixar-nos satisfeitos, e tínhamos um resquício de esperança que a série fecharia justificando o motivo por termos a acompanhado por oito anos. Restava. Foi em vão. Dexter traz uma última temporada covarde, cheia de furos de roteiro, mal produzida e mal acabada. A decepção não foi apenas no seu series finale, mas lá fomos apresentados definitivamente à decadência da série, que muitos não quiseram acreditar, mas o fim 'lenhador' do personagem abriu os olhos do mais incrédulo fã da série. Por isso e por muito mais, Dexter é a maior decepção de 2013."
Tecnologia do Blogger.