Pular para o conteúdo principal

The Walking Dead: "'Internment" 4x05 [Review]


E a roda gigante de Walking Dead continua girando, mas 
dessa vez, alcançou o ponto mais alto.

Devemos separar as coisas: só porque não concordemos com certas atitudes de determinados personagens, não quer dizer que o episódio ou a série é ruim. Digo a respeito da atitude de Rick, que impediu a volta de Carol, atitude que abomino veementemente. E 'Internment', quinto episódio da quarta temporada, que teve a direção de David Boyd, serviu para aumentar ainda mais o meu ódio por sua atitude. Mas, olhando pelo lado técnico do roteiro - escrito pelo estreante na série, Channing Powell - a atitude fez com que criássemos um sentimento importante, instigando-nos a acompanhar o desfecho. Nesse caso, palmas.

Como Carol fez falta. Rick volta e já tem que responder sobre o paradeiro de Carol, claro, uma das pessoas mais importantes daquele lugar. Para a minha surpresa, Maggie já avaliza a sua atitude, sem pestanejar, porém ficamos sem saber a opinião do restante do grupo, por enquanto. Hershel soube, mas não vimos a sua resposta. Interessante acompanharmos Rick testemunhando Hershel executar um morto pela doença, da mesma forma que Carol fez, mas óbvio que os dois estavam vivos, óbvio, que a 'incrimina', porém a sua atitude ficou ainda mais justificável, dado ao caos estabelecido naquele lugar.

Que estaria melhor com Carol. O caos se estabeleceu, e a ajuda de Carol era de grande valia, fato que aumentou e muito o ódio pela atitude errônea e precoce de Rick. Como bem mencionou Hershel, numa citação de 'Steinbeck': "Uma alma aflita pode matar mais rápido do que um germe." - menção que se encaixou nas atitudes que ele promoveu, escondendo as mortes anunciadas, mas que também serviu para o caso de Carol, - a alma aflita que matou mais rápido do que um germe.


Falando em germe, como demorou o pelotão comandado por Daryl pra chegar. Então lembremos do episódio anterior, quando vimos discussões banais por uma garrafa de bebida. Aquele tempo perdido, acrescentado pela tranquilidade que aquele pelotão adotou em busca de remédios, foi responsável pela morte de muitos ali, pois poderiam ter sidos salvos caso chegassem mais cedo. Pelo menos voltaram com remédios. Pelo menos.

Tudo aconteceu ao mesmo tempo, fatores que fizeram com que o episódio se tornasse um poço de tensão, pois chegamos a temer pela morte dos principais personagens da série, entre eles, Gleen. "Eles não vão morrer de 'gripe' depois de terem passado por tudo que vimos!", pensávamos. Mas a construção do episódio foi tão bem feita que estávamos começando a aceitar a ideia da morte de Gleen, Hershel e companhia limitada. Mas morreram 'apenas' os figurantes, podemos dizer, mas passamos apertado, em uma sequência excepcionalmente tensa, a melhor de toda a série.


'Internment' foi um dos melhores episódios da série, quiçá o melhor. A temporada vinha com altos e muitos baixos, mas pelo menos construíram esse episódio, que não apaga a ruindade de alguns anteriores, mas pelo menos traz um alento sobre o caminho que estão seguindo. 

Então vem o Governador, de novo, fato que possa vir para melhorar ou piorar a temporada. Se ele vier para consertar o denegrido season finale passado, proporcionando o grande e esperado duelo final, pode abrilhantar a temporada, mas se ele durar mais do que dois episódios, poderão estar dando um tiro no pé.

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Confira as 5 séries mais vistas na Netflix pelo mundo

Nos últimos dez anos, a Netflix transformou a forma como o mundo assiste filmes e programas de TV, fornecendo aos assinantes uma enorme biblioteca de clássicos convencionais  e dezenas de recomendações personalizadas - tudo disponível na ponta dos dedos. Isso é mais do que apenas conveniência,  é a metamorfose da mídia.
Usando os dados do Google Trends, o site highspeedinternet.com classificou os países pelo número de pesquisas relacionadas à Netflix e referenciou as suas classificações com as séries mais procuradas. No mapa acima você confere qual é a TOP de audiência em cada país, e, abaixo você confere quais as 5 séries mais procuradas no serviço de streaming.
TOP 5:

1 - Sherlock
2 - Friends
3 - Narcos
4 - House of Cards
5 - New Girl

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…