The Originals: "Bloodletting" 1x07 [Review]



O episódio começou me fazendo lembrar os bons tempos de The Vampire Diaries, quando só a menção do nome Klaus já fazia todos suarem frio. Ao irem em busca da sumida Hayley, Klaus e Elijah interrompem a festa do Marcel matando um vampiro, violando na frente de todos a primeira regra do "dono" da cidade. Mas, como o que é bom dura pouco, Marcel diz que não fez nada com a garota e oferece a eles a ajuda de uma bruxa para localizá-la. Enfim, a expectativa de ver Klaus finalmente liderando New Orleans acabou por aí e ele sai com o irmão a procura da lobinha, no que acaba sendo a oportunidade dos irmãos discutiram sua relação.

Eis então que vem a grande surpresa (só que não) do episódio: saído direto de Mistic Falls, Tyler prova não ser o misterioso protetor de Hayley mas sim um lunático querendo comprovar sua tese de que o bebê dela ajudará Klaus a fazer o seu tão sonhado exército de híbridos. Quem assistiu a série mãe de The Originals sabe que Klaus precisou do sangue da Elena humana pra gerar os híbridos devido à maldição colocada por sua mãe. Agora, o bebê, por não carregar tal maldição, pode gerar quantos híbridos forem necessários, trazendo a destruição não só para as bruxas (conforme elas mesmas estão prevendo) mas para todos os vampiros.


Mostrando estar cada vez mais "preocupado" com Hayley, Elijah acusa Klaus de já saber o que o bebê pode fazer e isso provoca um novo rompimento dos irmãos, obrigando o híbrido a procurar apoio da irmã, sem saber que ela está sendo manipulada por Marcel, ao pensar que terá finalmente a sua casa no campo (Sério? Rebekah ainda acredita que tem sorte com homens?!?).


O destaque do episódio fica por conta da luta entre Tyler e Klaus. Esse último obviamente liderou todo o embate e podia claramente ter matado o seu antigo algoz (o que por consequência deixaria Caroline brava e ao mesmo tempo livre para ele). Mas Klaus, em uma atitude que não combina em nada com ele, deixou o híbrido vivo, que logo foi contar tudo sobre o futuro bebê para Marcel. Sério, por que Klaus não matou logo o Tyler? Faria muitos fãs das duas séries muito felizes!!!

E só pra dizer que não mencionei Davina, ela agora tem um melhor amigo gay vampiro pra trocar confidências. Tão fofo!!! Epa, será que isso tem algum porém ou é só pra encher nossa cabeça como fizeram com a história da Camille e um possível triângulo com Marcel e Klaus?

Por enquanto, a série tem se mostrado com bastante ação e desenvolvendo uma mitologia própria, sem se perder (muito) daquela que a originou. Vamos ver se continua assim.
Tecnologia do Blogger.