Pular para o conteúdo principal

The BlackList "General Ludd " 1x08 [Review]



Este oitavo episódio (o próximo somente irá ao ar nos Estados Unidos somente na próxima segunda-feira, dia 25 de novembro, portanto, hoje não teremos acesso à “Lista Negra” de Red) foi o melhor por ter sido uma espécie de divisor de águas, pois suspeitas foram comprovadas e novos questionamentos surgiram e outros ainda pairam no ar.

O tema central do presente capítulo foi sobre uma facção anti-capitalista denominada de “General Ludd” cujo objetivo era destruir o sistema financeiro mundial a partir de ataques terroristas tendo como início a mais capitalista de todas as ruas: Wall Street.

O líder do movimento, Cooper (Hayy Lennix) estava determinado a fazer com que a economia americana sucumbisse, arrastando, por tabela, o sistema financeiro mundial, culpado, segundo ele, pela derrocada da classe média, responsável pelo progresso da América.  Seu ardil era bastante criativo e se deu após assaltar um carro-forte de onde foi surrupiado a matriz de fabricação da nova nota de cem dólares que pretendia fabricar por conta própria e distribuir no mercado a esmo, desestabilizando-o definitivamente.
Porém, Red Reddington (Jame Spader) o impede de progredir com o plano já que, como sempre, é detentor de informações que nem FBI nem CIA possuem, não obstante os recursos humanos e tecnológicos que têm. Ainda não se sabe como exatamente.

Por outro lado, Elizabeth Keen (Megan Boone), mesmo em missão para desbaratar os planos de Cooper, ficou impedida de ver seu pai, internado e com os dias contados por causa de um câncer que já virara metástase. Suas obrigações profissionais e o fechamento dos aeroportos da Capital (por causa das ameaças de Cooper) estavam fechados até segunda ordem, a impediam de cumprir tal obrigação de filha para com o amado genitor que, antes de morrer, pretendia lhe contar um segredo vital.tal.

Nesse meio-tempo, Red vai ao hospital e se encontra com o velho amigo moribundo. É nesse momento crucial da série que ficamos sabendo não só da amizade figadal de ambos, mas que Sam é padrasto de Liz que lhe foi entregue por Red quando tinha 4 anos de idade, sabe-se lá o porquê.

Por isso mesmo, tudo indica, que nossas suspeitas foram comprovadas, isto é, Red Reddington é o pai verdadeiro de Liz, o que explica sua devoção quase doentia pela agente do FBI.

Após tal revelação, acontece o inesperado (paradoxalmente, já esperado). Red sufoca o defunto em potencial com o travesseiro por dois motivos (ou um só): abreviar seu sofrimento e/ou evitar que este revelasse para Liz o nome de seu pai real e talvez outros segredos e mistérios desta trama interessante. Segundo o marido, ela sabia da adoção, mas, claro, sequer podia supor que seu pai biológico estava mais próximo do que podia imaginar.

Achei meio forçada a parte do assassinato, pois será que o hospital não tinha câmeras internas para, depois descobrir o motivo da repentina morte do paciente Sam? Espero que novos desdobramentos neste sentido me façam mudar de opinião ou serei obrigado a, mais uma vez, carimbar o evento como mais um “clichê hollywoodiano”.
Tal detalhe, obviamente, não denigre a boa impressão que “The Blacklist” vem causando nos seus espectadores e na mídia. Afinal, deslizes esporádicos fazem parte de todo e qualquer filme, porque não existe roteiro perfeito.

Uma coisa é certa: Red Reddington não é um anti-herói, mas sim um vilão da pesada. Ele mata fácil e sem pestanejar. Certamente, ainda pagará caro por isso. Ademais, já até forçou uma pretensa amizade com o marido de Liz, esse que ainda carrega muitos mistérios consigo e tem ainda muito por revelar.
No final do episódio, após o desbaratamento dos planos de Cooper que não é preso, mas tem seus planos postergados (é o que se supõe), como prêmio, Red recebe a senha para acessar o VICAP, um banco de dados que contém informações altamente sigilosas do FBI.

Foi quando ele digita um nome que, evidentemente, vai dar no que falar: Lucy Brooks - que tem outros cognomes além deste - pode ser sua outra filha, igualmente abandonada. Ela é de Maryland (nos arredores de Washington) e tem 30 anos de idade.

E que conexão teria tudo isso com a foto que Red retirou de um álbum do criminoso “Stewmaker”, aquele que derretia corpos de pessoas? Seria a foto da sua esposa? Pode ser, porque do jeito que Red o matou, ou seja, sem pensar duas vezes e mostrando uma frieza incomum que impressionou – e decepcionou - Liz, nada mais impressiona.

Finalizando, como disse, este capítulo aflora novas dúvidas acerca do passado obscuro de Liz Keen e, claro, do próprio Red Reddington, criminoso super-procurado pelo FBI e que agora curte regalias cedida pelo “Bureau” em troca de informações sobre os maiores criminosos do mundo. A segunda e decisiva parte da série está, pois, apenas começando...

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…