Revenge: "Resurgence" 3x07 [Review]



Quando li o nome do episódio, eu realmente fiquei esperando no decorrer, algum ressurgimento de um personagem, ou alguma coisa muito bombástica. Mas que nada, o ressurgimento aconteceu por quase que de baixo dos panos e se não olhássemos direito, quase que não enxergaríamos. (talvez precisássemos dos óculos do Nolan)

Achei chatíssimo todo esse plot envolvendo a assessora Bizzy. Nolan agora aprendeu a brincar de Revenge foi? Então cadê ele dando aquele xizinho brega na cara da mulher? O mais interessante deste plot, foi a descoberta de uma parte da vida do nerd, como ocorreu o afastamento do pai e o porquê deles não se falarem por dez anos. Gabriel Mann manda muito bem e consegue dosar Nolan de uma maneira que faz a gente sentir dó, orgulho e amor, tudo ao mesmo tempo.

Desta vez a vingança não foi de Emily e vimos um episódio aleatório, quase que um spin-off do nosso nerd. Emily ficou totalmente avulsa, não fazendo sentido nem para Daniel no episódio.

Qualquer cena que tenha Ems e Vick juntas eu já vou ao delírio, mas nem o almoço entre elas me fez ficar feliz desta vez. Nora e Sogra vão mesmo ter que se aturar até o casamento (o que a gente sabe que vai acontecer e a gente adora). Charlotte se mostrou mais esperta que Vick nesse episódio – Isso é para vocês verem como foi um episódio realmente aleatório. – Victorya agora é amiga dos proletariados e já quer acolher Sarah como nora e tudo. Não é bonito de se ver?

Eu não consigo imaginar Sarah como uma boa personagem para a série, mas não posso negar o clima que ela tem com Daniel em cena. O que eu venho procurando desde o início em Daniel e Emily eu achei em dois episódios entre o rapaz e ela. Mas só vou gostar dela quando ela enfeitar o bolo do casamento com banana em homenagem ao noivo, ex-namorado. (Essa Revenge é mesmo uma novela.) Aí sim ela terá o meu respeito.

Já Jack, parece que nunca terá. Toda vez que o personagem aparece em cena dá vontade de adiantar o episódio. Enquanto todos estão em festa pelo dia da Independência, Jack está no cemitério, levado flores para Amanda, dizendo que vai recomeçar a vida. Ah, faça-me o favor, não sou obrigado a ter que aturar uma coisa desta, depois de tudo que ele fez.

Pois é, parece que Revenge queria era mesmo tapar buraco, mas pelo menos fez isso com elegância, já que Resurge está longe de ser um episódio ruim. O ressurgimento do episódio fica por conta de Jackzzz ressurgindo um novo homem – só que não – e também a possível paixão de Daniel e Sarah. Ah, e Victorya, que, fazia tempo que não devenportava (sim eu peguei mesmo essa gíria) ninguém de Hamptons e desta vez sobrou para Aiden. Mas isso me alegra um pouco, porque o personagem está mesmo precisando de um tempo, já que o personagem está cada vez mais avulso na série, só entrando em cena pra lembrar que vai fugir com Emily depois dela forjar a própria morte.

Mas o ponto forte do episódio veio mesmo para o final. Como não amar a conversa de bff entre Emily e Nolan? E por mais que Ems seja egoísta e na maioria das vezes não dá o devido valor ao nosso nerd, nós sabemos que ela é a única pessoa que Nolan ama. E eu fico realmente muito contente dos roteiristas quererem trabalhar essa amizade que foi muito bem elaborada e produzida na primeira temporada e infelizmente sendo amornada na segunda. Espero muitos mais plots entre Nolan e a nossa protagonista, pois se tem uma coisa que agrada todo mundo em Revenge, essa coisa se chama Nolan Ross.

PS1: Tem alguém se importando com o casal Jack e Margaux? Porque eu não estou dando a mínima.
PS2: Quero os óculos do Nolan, onde compra?
Tecnologia do Blogger.