Qual é a de 'The Blacklist'?

(Com spoilers pra quem não está em dia com a série)

A nova série americana “The Blacklist” ainda está no seu início (nos Estados Unidos, vai ao ar hoje, segunda-feira, dia 4 de novembro, o sétimo episódio, “Frederick Bernes”) e, por isso, ainda fica difícil tecer um juízo de valor mais concreto sobre a sua qualidade ou não. Seu futuro, portanto, é incerto, uma vez que se pode sentir um certo equilíbrio até o momento, ou seja, já passaram episódios bons e ruins. A trama é interessante e pode ser melhor explorada. 

Em síntese, é a história de um ex-militar do serviço de inteligência (James Spader, no papel de Raymond ‘Red’ Reddington), que, não se sabe ainda o motivo, tornou-se um dos criminosos mais procurados do mundo. De repente, ele se entrega, mas impõe condições. Sua proposta para não ser enclausurado é entregar uma extensa lista contendo o nome e paradeiro dos maiores criminosos globais, procurados e de difícil captura pelos métodos usuais. Para tanto, sua outra condição, sabe-se lá o porquê também, é abrir o jogo somente para a novata Elizabeth ‘Liz’ Keen (interpretada por Megan Boone), recém-saída de Quantico, a Acadepol do FBI. Ela, além de ser inexperiente, é apenas uma espécie de analista de perfis do “Birô de Investigações” americano. Outro mistério: será que ela é filha do próprio ‘Red’? 

Para aumentar o mistério que ronda a série até o momento, o marido da agente pode ser um espião que matou um agente russo, mas ele negou tal suspeita categoricamente - e nem deixou pistas de que esteja mentindo - após longo interrogatório com a agente da CIA, Meera Malik (vivida pela atriz britânica, Parnindes Nagra, egressa da finada série, “Alcatraz”). Finalmente, surgiu no sexto  episódio, passado no dia 28 de outubro, nos Estados Unidos, mais um enigma a ser decifrado: a criminosa empresarial, Gina Zanetakos (papel da bela russa, Margarita Levieva) que, ao que tudo indica, tem implicações amorosas com o marido da agente Keen.

No mais, como já enfatizado, é muito cedo para opinar em definitivo sobre o presente e o futuro desta série. Ainda faltam mais dezesseis episódios, mas daqui a uns 2 ou 3 capítulos, já será possível saber se a série emplaca ou não. Vai depender, claro, dos roteiristas que precisam ainda dar o necessário “toque de classe” nesta intricada trama. James Spader ainda não convenceu plenamente, mesmo sendo um ator já tarimbado. O mesmo se pode dizer dos demais atores que compõem a película. Aguardemos, pois.

Por Marco Aurélio GV – BH, 04/11/2013
Tecnologia do Blogger.