The Walking Dead: "Isolation" 4x03


The Walking Dead conseguiu no meio de grande marasmo, estruturar uma temporada que vinha sem rumo, sentido ou nexo. No meio do caos apocalíptico, valores foram sendo desmascarados e a humanidade, pouco valorizada, foi colocada a prova. Finalmente a temporada traz um ótimo episodio, começa a empolgar e eu digo os motivos:

Um deles foi acompanharmos mais uma saída de alguns personagens daquele lugar. O mundo é grande e misterioso demais, e finalmente deram a tal 'pincelada' na trama principal que tanto pedi. A saída de Michonne, Daryl, Tyreese e Bob, foi motivado por uma 'simples' busca de suprimentos, no caso, remédios, mas que serviu para situar a temporada, pois vivem num mundo apocalíptico e não podiam ficar enjaulados com draminhas cotidianos. Vimos uma possível comunicação via rádio - talvez de algum tipo de órgão governamental -, além de nos depararmos com uma grande quantidade de walkers, demostrando que a situação está mesmo temerária. 

Mas antes disso, vimos a busca pelo culpado da morte de Karen e David, aqueles que iriam morrer de qualquer jeito, dado a situação, mas vai dizer isso para Tyreese. Levaríamos bem mais socos do que Rick levou, numa briga fútil, mas que serviu para ilustrar a tensão que vivem naquele lugar, sem raciocinarem direito, atirando e depois perguntando. Vimos que Carol foi a pessoa por trás dessas mortes, mas que soa como heroína, pois agiu, colocando a sua vida em risco, para salvar as pessoas que conhece a pouco tempo. Ela vem agindo dessa forma a muito tempo, agora descoberta. Deem um troféu para ela. 


Aliás, primeiramente poderíamos pensar egoistamente, pois estavam doentes personagens que não estão no núcleo principal e que suas mortes não seriam sentidas. Pensávamos: "A turma de Rick poderia sumir dali e deixar o circo pegar fogo!" Até que Gleen aparece infectado, dando tabefes na cara do telespectador, fechando com a dramática cena da criança, indo para a quarentena, indo para a morte. Dificilmente morrerão, convenhamos, mas a situação de todos que arriscaram a vida por aquelas pessoas, principalmente Hershel, serviu para justificar a temporada até então, mesmo que os erros passados nunca poderão ser apagados.

Um ótimo episódio, finalmente. Claro que queremos bem mais, pois The Walking Dead é uma série muito bem produzida, sempre foi, e o máximo é exigido e aguardado, sempre. São episódios como esse que mostram o potencial de uma série potência, que ainda continua sendo prejudicada pela ganância de seus criadores em alongar o máximo da história, mas que pelo menos justifica a nossa (pelo menos a minha) audiência, completando quatro anos.


Vale destacar, as 'pinceladas' que a série vem dando para que não seja esquecida a sua origem, as HQs. A mão de Rick com dedos 'quebrados' e a sobrevida de Tyreese, foi grandes exemplos, mostrados de outra forma nas revistas, mas que recompensou quem leu as HQs e assiste a série.

Tecnologia do Blogger.