Pular para o conteúdo principal

Especial Dia das Bruxas


Olá, seriadores! Estamos de volta com um novo especial para vocês. Hoje, como todos sabem, é comemorado o Dia das Bruxas nos Estados Unidos, também chamado de Halloween, contudo, no Brasil esse dia é comemorado no dia 2 de novembro, o chamado Dia dos Mortos. Como as datas são próximas e como também somos viciados em séries americanas, a equipe VS decidiu que hoje seria a data ideal para postarmos o nosso especial de Dia das Bruxas, pois dessa forma conseguimos deixa-lo aqui durantes as duas datas.

Nós, da equipe VS, escolhemos algumas das nossas bruxas favoritas, seja de filme ou de seriado, para falarmos aqui para vocês. Então, sem mais delonga e vamos falar dessas mulheres, algumas aterrorizantes, outras mais modernas, boas e más, possuidoras de poderes sobrenaturais, praticantes de feitiçaria, caçadas outrora, as chamadas bruxas.

Hermione Granger (Harry Potter) por Camila Geraldi 


Esqueçam o nariz pontudo, as verrugas e a cara de má. Hermione Granger é uma das bruxas mais incríveis que você irá conhecer. Filha de um casal de trouxas, Hermione descobriu seus poderes com 11 anos e foi convidada para entrar em Hogwarts, onde conheceu Harry e Rony e os três tornaram-se inseparáveis (claro que antes os dois não iam com a cara da nossa bruxa nerd, mas as coisas mudam). Em seu primeiro ano na escola, Hermione foi atacada por um Trasgo, uma forma amigável de receber boas vindas em Hogwarts. No ano seguinte ela foi vitima do Basilisco, virou pedra e ficou na enfermaria até seus amigos resolverem tudo. Ninguém disse que vida de bruxa era fácil. Felizmente, no terceiro ano, Hermione recebeu um vira-tempo, um amuleto que permite controlar o tempo, com isso, ela e Harry conseguiram salvar Bicuço (o hipogrifo) e Sirius Black, tudo no mesmo dia. No quarto ano ela fundou o F.A.L.E. (organização em prol os Elfos Domésticos) e no quinto ano foi uma das fundadores da Armada de Dumbledore. Além disso tudo, Mione também acompanhou Harry e Rony na busca das Horcruxes, passou-se por Belatrix Lestrange e destruiu uma das Horcruxes (A taça de Helga Lufa-Lufa). Ela também enfrentou Belatrix durante a Batalha de Hogwarts.

Ufa... Calma que tem mais! Hermione já deu um belo soco de direita na cara do Malfoy, é mandona, inteligente, leal e sempre tem uma citação de um livro (às vezes ela está carregando o livro). Hermione voltou para escola após a batalha e terminou seu último ano antes de assumir um cargo no Ministério da Magia. Lá ela trabalhou em prol dos Elfos Domésticos até ser promovida ao Departamento de Execução de Leis da Magia. Claro que ela se casou com Ron e eles tiveram dois filhos: Hugo e Rosa. É verdade! Li tudo isso em: Hogwarts – Uma história.

Bruxa Má do Oeste (O Mágico de Oz) por Lucas Victor


Sabem aquele estereótipo máximo das bruxas? Mulheres horrorosas, com a pele verde, nariz enorme e curvo, verruga, chapéu, vassoura? Então, a responsável por esse estereótipo é ela: a Bruxa Má do Oeste, do clássico O Mágico de Oz, que no prequel dirigido por Sam Raimi passou a ser conhecida também como Theodora.

Uma das três bruxas da Terra de Oz, Theodora é a bruxa má definitiva, em todos os sentidos. Ela tem tudo: a maldade suprema, o poder de te aterrorizar apenas com o olhar, e claro, a risada maléfica mais icônica da história do cinema. E sabermos a sua origem em Oz: Mágico e Poderoso não só deu à personagem toda uma nova dinâmica como também a tornou ainda mais fascinante. 

Mas sem dúvida nenhuma a melhor contribuição de Theodora para a Bruxa Má do Oeste tem um nome: Mila Kunis. E eu nem preciso explicar o porquê, é a Mila Kunis e pronto. 

Irmãs Sanderson (Abracadabra) por Marco Antonio Freitas


Um clássico da Disney e uma daquelas produções que marcam a infância! Este é Abracadabra (Hocu Pocus, 1993), filme que conta a história de três bruxas irmãs que são ressuscitadas depois de 300 anos e é ambientando na icônica e atmosférica Salém. Como todo filme da Disney, Abracadabra é uma produção bem leve, mas mesmo depois de 20 anos, continua divertida mesmo para os adultos.

As bruxas do filme são vividas pelas ótimas Bette Midler, Kathy Najimye e Sarah Jessica Parker. Curioso notar que o trio é a referência mais proeminente das crianças que cresceram nos anos 90 quando o assunto são bruxas. Bette Midler vive Winifred "Winnie" Sanderson, líder do grupo, Kathy Najimye interpreta Mary Sanderson e Sarah Parker vive a distraída Sarah Sanderson. Um grupo excêntrico, mas não tão caricato quanto aparenta. Apesar do tom leve da produção, as bruxas ainda evidenciam um pouco de morbidez enquanto capturam crianças para extrair sua vitalidade.

As bruxas protagonizam momentos divertidos quando, por exemplo, confundem um homem fantasiado pelo próprio Diabo ou quando tomam uma rua pavimentada por um rio. Mas ainda mostram seu lado obscuro quando Sarah canta a assustadoramente bela “Come Little Children”.

É inegável que as bruxas de Abracadabra não poderia ficar de fora dessa lista.

Irmãs Owens (Da Magia a Sedução) por Karolen Passos


Da Magia a Sedução é um filme fantástico dos anos 90. Nele, encontramos uma família de bruxas que carregam o peso de uma maldição passada de geração para geração. Temos Sandra Bullock no papel de Sally Owens e Nicole Kidman como Gillian Owens, as duas bruxas de quem decidi falar nesse especial.

Acredito que o ponto forte de toda essa história é a enorme amizade entre as duas irmãs que, durante o filme, fica evidente que fariam qualquer coisa uma pela outra, até mesmo ajudar a ressuscitar o namorado morto que a outra matou em pequenas dosagens. O problema é que quando alguém prática esse tipo de magia, a pessoa nunca volta como era antes. E vemos essas duas se unirem para vencer toda essa demanda.

Sally tenta viver uma vida normal, mesmo sendo vítima dos preconceitos dos moradores da cidade, por ser uma bruxa. Ela perde seu marido por causa da maldição e com isso, o peso da dor, acaba se isolando por um tempo do mundo. Contudo, pode-se enxergar claramente que é uma pessoa bondosa, que tenta não utilizar dos seus poderes no seu cotidiano. Ela tem duas filhas e sonha, mesmo sabendo que é quase impossível, com um amor que não caia na desgraça da maldição. Do outro lado, temos Gillian, o oposto de sua irmã, a típica rebelde da família. A bruxa ruiva aproveita a vida ao máximo, sem medo de usar algumas de suas artimanhas quando precisa, fica evidente que a mesma faz de tudo para não se apaixonar, para que assim, fique impune a maldição. Na cidade onde sua irmã vive, Gillian também possui uma fama não muito boa devido ao seu comportamento e o fato de não fazer questão de esconder o que é. Afinal, cidade pequena, é difícil não rolar boatos ou as pessoas perceberem as coisas. Apesar de tantas diferenças, as duas são como unha e carne, como havia dito acima.

No decorrer do filme, podemos ver o amadurecimento de Gillian e também de Sally, que passa a perceber que não deve ter medo de ser quem ela é. Essas duas bruxas, na maior parte do tempo, praticantes do bem e que também marcaram uma geração, não poderia ficar de fora da nossa lista. Além do mais, é a Sandra Bullock interpretando uma bruxa, difícil não se apaixonar. 

Fiona Goode (American Horror Story) por Fábio Lins


Fiona Goode, aquela bruxa que consegue ser tudo, odiada e amada, abrilhantada por estar tendo Jessica Lange como atriz, pois nada mais justo do que essa excepcional personagem sendo interpretada por essa excepcional atriz.

A bruxa Suprema, esse é o 'cargo' de Fiona na terceira temporada de American Horror Story, sobrenomeada 'Coven'. A bruxa pretende proteger o clã a todo custo, sem nenhum problema em dizimar quem aparece pelo seu caminho. Seu futuro ainda é muito indefinido, pois só a conhecemos a três episódios, porém nota-se claramente a sagacidade da bruxa, suas atitudes sarcásticas, seu tom sombrio e muitas vezes irônico, dando o tom de soberania, aquele tipo de personagem que consegue qualquer coisa para obter sucesso, até sexy a personagem está conseguindo ser, mesmo vivida por uma atriz com 64 anos de idade.

Por isso e por muito mais - imaginando o futuro - Fiona é uma das bruxas que abrilhantam o nosso especial, pois não seríamos loucos de deixá-la de fora, pois o risco de morte seria iminente.

— // —

PS: A ordem das bruxas organizadas nesse especial não importa. Não tem bruxa maior ou melhor do que a outra (ou tem?). Espero que tenham gostado desse especial!

That's all folks!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …