True Blood: "Radioactive" 6x10 [Season Finale]


Depois de altos e baixos, True Blood termina o seu sexto ano de forma convincente e empolgante. A série ainda vale a pena ser vista.

Claro, há muito a se relevar. Se você for exigente demais com a série, talvez não suportaria algumas maluquices da série ou episódios péssimos como o "Life Matters", episódio em que dedicaram meia hora, trinta torturadores minutos "homenageando" Terry Bellefleur, personagem que deixa a série e ninguém sentirá a mínima falta. Mas num geral existe mais bons momentos do que ruins, por enquanto, ainda motivando a audiência desse que vos escreve.

A temporada teve como base a guerra entre Vampiros e Humanos, e claro, os Vampiros venceram. Porém efeitos colaterais foram deixados e os vampiros tiveram que se adaptar, claro, com o consentimento da humanidade. Após uma primeira parte onde a reunião foi em pró-morte de Warlow, consequentemente o salvamento de Sookie, True Blood deu um salto de seis meses para um grande ganho para a nova temporada, aparentemente se focando nos vampiros que não respeitam o acordo firmado, claro, sempre existirão.


Muitas mudanças importantes foram notadas e espantosamente em pouquíssimo espaço de tempo, convenhamos e relevamos: Sam prefeito e passando o Merlotte aos cuidados de Arlene, que já tratou de mudar o nome; Tara, que felizmente esteve sumida na temporada, sendo "amamentada" por sua mãe (quem garante que seu sangue não esteja contaminado?); Sookie finalmente entregue à Alcide, que até estranho a relação mas esse rolo já dá indícios a várias temporadas; enfim. Plots que tiveram um bom desenvolvimento e que talvez traga alguma coisa. Talvez.

E Bill, grande "Deus", se tornando escritor! Piada. É uma das coisas sem nexo de True Blood, mas nunca podemos exigir nexo dela. Mas me incomoda o fato de não ter visto nadica de Little nesse episódio, rompendo de vez a relação com o vampirão. Ademais, o Bill tinha morrido, lembram? Mas parece que ele volta a ser o mesmo vampiro chato que conhecemos.

True Blood ainda ousa deixar alguns bons cliffhangers. Estão tentando nos deixar amedrontados pela possível morte de Eric, tolinhos. Claro que ele não vai morrer, ainda mais dessa forma bem sem graça. True Blood costuma dar boas mortes à personagens relevantes, porém pecou em homenagear o falecido Terry, ainda lamentando. 


Pam irá salvá-lo, anotem aí.  

Porém a curiosidade maior refere-se a como será essa "união" entre humanos e vampiros, pois é uma ideia estranha a campanha "Vampiro da família". Acho que os roteiristas copiaram a campanha brasileira "Médico da família" e adaptaram na série.

Brincadeiras a parte, ficaram plots promissores para a nova temporada e cliffhangers que são fáceis de imaginar a solução, porém a série está mais "enxugada" e menos bagunçada, trazendo esperanças de que tenhamos sempre ótimos episódio, como acostumávamos a assistir nas primeiras temporadas. Mas se manterem o nível da maioria dos episódios dessa sexta temporada, estará de bom tamanho.  

Tecnologia do Blogger.