Dexter: "This Little Piggy" 8x05


Uma família que mata junta...

Foi o que disse Debra no fim do ótimo "This Little Piggy". Essa fala traz uma possibilidade sempre especulada pelos fãs da série. Debra aceitando Dexter do jeito que ele é, e ainda o ajudando em suas investidas. Bom, não podemos dizer que "esse momento chegou", mas pelo menos nesse episódio, a família Morgan esteve unida, matando sem pudor, lamentação ou arrependimento. 

Finalmente Debra ganhou uma "sentada" de Dexter. Já não era tempo. Suas lamentações passaram e muito do limite e Dexter "lavou a sua cara", pondo ela em seu devido lugar. "Quem irá cuidar de Harrison se eu morrer?". Essa frase acabou com ela e fez o telespectador arregalar os olhos. Achamos que Dexter é imortal, mas ainda não pensamos como seria as coisas após sua iminente morte.

Falando nisso, a temporada não soa como "temporada final". Estruturalmente está igual às outras, praticamente idêntica. Por um lado esperava mais, esperava que nesse momento a série já estivesse se preparando para o fim e não inserido coisas novas, casos novos, muita irrelevância para o meu gosto. Por exemplo?


Não sei pra quê essa história da filha de Masuka aparecer, se isso vai levar a algum lugar ou só estão dando o que fazer para o personagem; briguinhas entre cargos na delegacia, com Quinn a frente das reuniões; entre outros. Claro, não dá pra ficar apenas em Dexter e Debra, mas os plots tem que ter bem mais relevância, conexão com a trama principal, pois estamos tratando da temporada final e ainda não parece.

Mas indo ao que interessa, deixando as irrelevâncias de lado, fechamos um arco importante da temporada, responsável por introduzir a Dra Vogel na vida de Dexter. Pensávamos que o assunto estaria resolvido após a morte de Yates, mas Debra arrumou um jeito de tentar matar seu irmão e a doutora foi re-inserida. Mas Yates resolveu atacar, fato que uniu novamente a dupla de irmãos e parece que não desgrudarão mais. Em um conjunto de cenas que empolgaram o telespectador, o episódio culminou em uma morte incrível, uma das melhores da série, com Dexter acabando com a vida de mais um paciente de Vogel, com uma lança sobre a cama.

Porém antes disso, interessante notar que Dra Vogel tinha uma relação estranha com Yates. Claro, ele é um psicopata, mas por um momento achei que ele fosse filho de Vogel, tamanha a persuasão imposta pela doutora. "Só minha mãe me chama assim". Muito estranho. Dra Vogel ainda segue sob suspeita e acredito que essa seria a psicopata a ser eliminada.


O episódio termina "poeticamente", com um reunião familiar dentro do barco de Dexter. Para Dexter, não haveria felicidade maior, pois fez o que mais gosta, sua necessidade fisiológica, com a plateia das pessoas que ele mais ama, o aceitando do jeito que é.

Tecnologia do Blogger.