Breaking Bad: "Buried" 5x10


"Eu vacilei."

Foi o que disse Walter num momento de reflexão, deitado, no chão gelado e confortante de seu banheiro. A frase curta ilustra o que acontece com todo mentiroso, com todo criminoso. Por mais que um mentiroso siga com as suas mentiras, um dia a verdade sempre virá à tona, pois de um jeito ou de outro, eles acabam vacilando.

E como Walter vacilou em Breaking Bad. A diferença é que ele nunca foi pego, ao contrário do que estamos vendo nesse momento. Ele sempre eliminou as provas antes de ser pego - notebook do Gus, 10 testemunhas presidiárias, enfim. Mas não pretende mandar para Belize o seu cunhado, apesar de pertinente a proposta de Saul. Por mais que Walter escondesse suas mentiras, era praticamente impossível mantê-las em segurança pelo resto de sua vida, ainda mais escondendo de Hank, aquele que praticamente vive em sua casa. Os acontecimentos que tiraram a paz da família White vieram através da dedicatória ao professor, porém de um jeito ou de outro o mentiroso iria cair, nesse caso, literalmente dentro de seu banheiro.

E por medida de sobrevivência, a primeira atitude de Walter após ser encurralado por Hank era esconder as provas irrefutáveis, ao lado de sua cúmplice e amada esposa Skyler, mas com Hank saindo na frente, só restou ao nosso, nesse momento, querido Walter White, ir para o deserto, lugar onde tudo começou, cavar com o que resta da força do seu corpo com câncer, a cova para o dinheiro que tanto trouxe problemas para a sua vida. 


Colocar a sua família em risco nessa situação, traz consequências muito, mas muito piores do que traria, caso ele "apenas" tivesse morrido de câncer no início da série, deixando a sua família amíngua. Mesmo assim, Walter não pensa em outra coisa a não ser deixar seus filhos milionários com o maldito dinheiro. Maldito. 737 mil dólares era o que eles precisavam para viver sem Walter, segundo suas próprias contas. O que está enterrado é o dinheiro conseguido pelo seu ego, infelizmente.

Dinheiro esse jogado pelas ruas de Albuquerque, que poderá servir de prova irrefutável para a prisão de Heisenberg. Logo vindo de seu fiel escudeiro Jesse, aquele que sofreu e muito nas mãos ambiciosas de Walter. Porém, apesar do próximo episódio se chamar "Confessions", duvido muito que haverá uma confissão de Jesse incriminando Walter, pois a série deu provas que mesmo em momentos que um odiou o outro, sempre presaram pelo bem em comum.

Ademais, todos os envolvidos estão numa "sinuca de bico". Walter ainda tem sorte de não ter uma prova concreta para ser incriminado. Hank não poderá mais levar indícios para o processo, terá que ter provas mais que concretas, além do fato da vergonha de não ter descoberto antes o criminoso mais procurado de Albuquerque, e que esteve sempre debaixo de seu nariz. 

Sua chance era ter Skyler ao seu lado, porém ele a pegou num momento ruim para ele, pois nesse momento Skyler não é mais vitima e sim, parceira, e se aliará ao seu marido como nunca, pois o futuro de ambos está mais do que indefinido. A cada segundo que passa eles estão mais perto de serem presos e as possibilidades cada vez mais se extinguindo. Possivelmente a fuga será adotada, basta sabermos quais os tripulantes do barco e se ele irá afundar antes do embarque.


Paralelamente a isso, o excelente "Buried" trouxe Lydia, seguindo com o seu "plano de qualidade", se aliando com Todd para o bem de seu negócio. Uma cena extremamente bem feita, tensa e que trouxe o primeiro banho de sangue da temporada, porém se o aluno 74% que taca fogo no laboratório não der conta (não vai) do serviço, se juntará aos mortos no meio do deserto, sem dúvidas.

"Buried" passou num piscar de olhos, com acontecimentos que estão preparando o campo de guerra, após o pavio ser aceso em "Blood Money". O pior é esperado e Jesse deverá ser a peça que falta para dar direção ao futuro da família White, dividida em duas partes: dois lados que deverão se tornar um, basta sabermos qual lado que será enterrado primeiro.


e mais:

Destaque especial para Betsy Brandt que também deu um show de interpretação, motivado por sua personagem ter ganho a sua sequencia mais importante da série, enfrentando sua irmã, esbofetando sua cara e por final, tentando raptar sua sobrinha, numa atitude bem a cara da personagem. 

Outro destaque vai para a "atriz" que interpreta Holly. Tadinha da criança que esteve no meio de duas loucas e chorou pra valer. A câmera destacou bem o choro verdadeiro de Holly, dando ainda mais impacto aos acontecimentos. Pelo menos um indicação ao Emmy a criança merece, ou não? [rs]

Tecnologia do Blogger.