Pular para o conteúdo principal

Previously on True Blood

(Spoiler pra quem não viu o 6x07)

Não é que a saída de Alan Ball de True Blood fez um enorme bem à série! 

Bom, se a saída de Ball e a entrada de Brian Buckner, novo showrunner, foi responsável pelo crescimento da série, eu não sei, mas uma coisa é certa: aparentemente tudo que reclamamos em temporadas anteriores está sendo sanado, tornando a série tão empolgante como nos primeiros anos. Tá, sei que é cedo para afirmar que os bons e velhos tempos de True Blood voltaram, mas só uma catástrofe tiraria o brilho de uma ótima temporada, até então.

Digo isso porque a série está mais ousada, mais enxugada, mais empolgante. Com menos núcleos, a temporada tende-se a focar no que mais interessa, que é os assuntos relacionados à guerra entre humanos e vampiros, que está a todo vapor, diga-se de passagem. Os plots secundários estão vindo apenas para alívio cômico e também, para respirarmos enquanto os principais assuntos voltem à tona.

Esse ano não posso reclamar de ousadia. É morte pra todos os gostos. E não menciono apenas mortes dos "zés ninguém", mas os roteiristas estão varrendo sem dó a sujeira e sem jogar para debaixo do tapete. Estão morrendo personagens relevantes, que acompanhamos a anos e torcendo veementemente por suas mortes, e, também, algumas que trouxeram impacto.


Sendo específico, a morte de Terry encerrou um plot que ninguém aguentava mais. E eles construíram-a de forma bonita e coesa, mantendo a ótima personagem Arlene na série. Não dava mais para ficar todo episódio ouvindo as lamentações de Terry. "Morre logo!", sempre pedia, mas quando ele morreu, senti pena. Tivemos alguns minutos relembrando a ótima pessoa que o personagem era, pra depois, assistirmos a sua morte.

Outros personagens chatos como Terry ainda estão na série, mas dessa vez estão tendo pouquíssimos momentos. Tara? Parece que nem está mais na série. Menos foco também para Andy e Sam, porém esperava bem menos foco ainda para eles.

Sam teve momentos importantes nessa temporada e saiu-se bem no começo, chegando a empolgar. Fez o que queríamos, não desistiu de sua enteada lobinha, porém fechou esse plot da pior maneira. Inexplicavelmente, depois de muito sangue derramado, muito trabalho para recuperar a garotinha, resolveu entregá-la de mão beijada para a megera loba, ficando sem o que fazer na série.


Alcide acabou dando a Sam o que fazer. Falando primeiramente no núcleo de lobos, Alcide finalmente consegue a liderança da matilha, mas parece que o poder subiu à sua cabeça e ficou irreconhecível, arrogante e prepotente. Indesejável. Mas no fundo, no fundo, restava algo daquele Alcide bondoso que conhecíamos, prova que acabou deixando Sam e sua nova amada viver, complicando a sua situação perante ao bando.

Mas o que está pegando fogo, literalmente, são os assuntos relacionados à nossa (Sa)Fada preferida. O enredo da temporada trouxe algo que saciávamos a anos, conhecer mais a fundo os assuntos relacionados ao salvamento de Sookie, conhecendo as verdadeiras intenções de Warlow. Ainda é cedo pra dizer quem é o lado "confiável", mas parece que Warlow veio para preencher de vez o coraçãozinho de nossa fadinha. Aliás, fadinha vampiresca! Como assim Sookie chupando sangue de Warlow? Mudanças na forma de se tornar vampiro? Assuntos para o restante da temporada.

Episódios finais que terá Sarah Newlin tentando seguir com o projeto do finado governador, aquele que morreu de forma impactante por Bill; Eric, Tara, Pam e Jessica tentando sobreviver enquanto fazem sexo loucamente; Jason sendo burramente ingênuo; enquanto Bill tenta salvar a vampirada a mando de Lilith, aquela que não sabemos muito a sua verdadeira intenção, mas que não confiamos nadica de nada.

Ah, claro. Eric voltará com ainda mais sangue nos ollhos, tentando se vingar loucamente a morte de sua irmã. Segura essa, dona Sarah!

Em suma, simples modificações trouxeram mais empolgação aos fãs de True Blood. Série que mesmo trazendo coisas estranhas, bagunçadas, sem nexo... ainda valia a pena acompanhá-la, mesmo por poucos motivos. Porém essa temporada está ótima por voltar às origens, sem aquela bagunça de temporadas anteriores, quando tínhamos vampiros, metamorfos, lobisomens, fantasmas, bruxas, fadas e até humanos, inseridos porcamente no roteiro transformando a série numa grande vitamina de sangue, sem gosto. 


Todos os "bichos" ainda estão lá, mas a série tem alma vampírica e isso deve ser sempre exaltado, sendo o foco principal das temporadas. Estão no caminho certo.

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…