Pular para o conteúdo principal

The Voice (US) - "The Live Playoffs" 04x14,15,16


"Finalmente estamos ao vivo!" Shakira disse para abrir a primeira noite de Playoffs que foi tão enérgica quanto se é possível imaginar, cheia de apresentações inesquecíveis.


No episódio 14 vimos as apresentações do Team Usher e do Team Adam. A noite teve inicio com uma apresentação divertida do "Black and Gold" dos 4 artistas do Usher juntos: Michelle Chamuel, Cathia, Vedo e Josiah Hawley. E adivinhem? Eles estavam todos vestidos de preto e dourado! Uma graça. Usher levou seus 4 artistas para treinarem num ringue de luta! Eles adoraram e arrasaram na hora pra valer.

A primeira apresentação individual foi de Amber Carrington pelo Team Adam. Ela estava de aplique no cabelo. Parecia tão vulnerável cantando "Stay" e fez todo o lugar prestar atenção nela. Foi bem especial e lindo.

O primeiro do Time Usher a se apresentar foi o modelo Josiah Hawley. Eu tenho uma forte inclinação a me apaixonar por sua voz cada vez que a ouço. Ela é tão diferente e é encorpada ao mesmo tempo! Ele mandou muito bem com falsetos e notas altas cantando de um jeito muito lindo. Sua melhor performance até agora.

Novamente pelo time do Adam Levine, tivemos Sarah Simmons que cantou "Angel". Ela nos emocionou e confessou ter cantado para seu melhor amigo que era um anjo e morreu há pouco tempo. Foi uma apresentação bem suave, diferente do que ela já tinha feito até agora, mas sua voz continuou tão bela como sempre. O que me deixa meio em dúvida sobre Sarah é que ela geralmente usa os mesmos tons e técnicas em todas as músicas...

A cantora latina Cathia ficou com uma tarefa muito difícil. Cantar "I Have Nothing". Shakira lhe disse "Cantar uma música da Whitney é como pisar em terra santa" alertando-a sobre uma possível escolha errada de música, porém Cathia cantou a música que seu técnico escolheu muito bem e tirando um ou dois momentos meio trêmulos, ela foi consistente e sólida apresentando-nos uma performance muito boa.

Adam Levine treinou Caroline Glaser para cantar "The a Team". A garota cantou sentada num banquinho, tocando seu violão, com lâmpadas no chão e cabelos presos, relembrando seus tempos de cantar em cafeterias. Ela é mágica. Sua voz é tão gostosa e cheia de melisma e suavidade como se não fosse difícil cantar e alcançar as notas. De qualquer forma, eu preciso urgente comprar um álbum dela.

Foi a vez de Vedo se apresentar. Ele cantou "Against the odds", uma música que ele nunca tinha ouvido. Mas caramba! Ficou tão bom, tão mágico, tão suave e tão diferente do menino que cantou "boyfriend" nas blinds auditions.

Então foi a vez da melhor apresentação da noite. Team Adam. Com "Shake it Out" elas arrasaram! Aquela harmonia foi coisa de louco! As vozes de Sarah, Caroline e Amber nessa música ficaram tão lindas! Mas nada me conquistou mais do que a harmonia perfeita. E aqueles "u-uh-uh" no final? Perfeitos! Adam mais uma vez provando ser um técnico excelente porque ensaiou suas meninas com muita proeza. Seus sorrisos de aprovação durante a música deixou claro quanto orgulho ele estava sentindo. Quero que elas montem um quarteto! Pra já! Foi magnífico.

Logo depois subiu ao palco Michelle Chamuel com sua versão emocionante de "True Colors". Ela encantou todo mundo porque ficou realmente muito bom. Shakira disse que ela mostrou as "verdadeiras cores" dela. E ela estava realmente cheia de emoção. Foi muito bonito. Vimos nos ensaios Usher colocando ela para cantar na frente do espelho para dizer que ela tinha que cantar aquilo para ela mesma.

A última da noite foi a incrível Judith Hill. Eu até agora estou tentando entender como alguém pode ter uma voz como a dela e por  que que essa pessoa não sou eu. Ela é tão boa! Ela cantou "Feeling Good" e usou tão bem desde o seu grave potente até o seu agudo mais impressionante e certeiro! Ela é sempre tão afinada, não consigo imaginar ela cantando alguma música sem uma qualidade muito alta.

No meio do programa, os mentores Adam e Usher se juntaram para cantar "Superstition" e foi simplesmente  épico! Eu adorei a performance deles. Ficou tão legal e tão descontraída e bem divertida. Não canso de ouví-los.

No episódio 15, vimos os times Blake e Shakira. O time Blake foi até um karaokê para descontrair e cantaram uma música country. Alguma novidade? Foi bem divertido, mas não tanto quanto Team Usher e Team Adam.

A primeira apresentação individual da noite veio do time Shakira e foi do Garrett. Shakira acertou totalmente na escolha e colocou o garoto rouco para cantar "Imagine" enquanto tocava piano. Foi tão lindo! Eu me emocionei. Naquela hora, o prêmio pra mim era dele, porque ele fez eu esquecer os outros e me concentrar na magia que ele estava passando com aquele voz e aquela letra.

Logo depois vimos Holly Tucker vestida de verde cantar "How do I love" Não foi sua melhor apresentação, mas mesmo assim foi de longe impressionante. Sua voz é tão poderosa! Eu não sei como alguém canta daquele jeito! Holly é uma das grandes favoritas ao prêmio!

Pelo time Shakira tivemos uma apresentação muito bonita do Kris Thomas cantando uma música de Bruno Mars, "When I Was your Man" Ele não parece fazer esforço para cantar e é simples, fala pouco, mas tem uma voz monstruosamente linda e aguda e com grande extensão.

Nos preparamos agora para The Swon Brothers. Eles cantaram uma música country e ouviram do Adam Levine "Isso foi tão Blake!" E Blake gritou comemorando o comentário. A dupla é tão boa! Eu fico torcendo por eles, porque eles são mágicos, tem vozes boas de ouvir e não são enjoativas ou super altas.

Karina Iglesias subiu ao palco do The Voice e cantou de um jeito doido! E diferente de sua faceta original. Algo mais calmo e menos explosivo, mas ainda cheio de altas notas e de sua personalidade forte. Alguém reparou em seu moicano? Combinou bem com o estilo dela. Achei que foi sua apresentação mais fraca, porém, como podemos usar o termo fraca para Karina?

Vimos Justin Rivers do Team Blake. Ele detonou. Ele cantou tão bem! Foi muito bom mesmo.  Blake ficou bem orgulhoso do seu cantor country.

O time Shakira se juntou para uma apresentação em grupo. E eles foram MARAVILHOSOS. Eu gostei muito, muito, muito da apresentação de "We are the Champions"! Foi mágico!

Logo depois vimos Danielle Bradbery cantar "Maybe it was Memphis". Ela é tão boa! E é tão destreinada, isso mostra o quanto o dom dela é especial. Blake comentou que ela tem 16 anos e talento de qualquer adulto. Ela é mesmo muito especial.

Para finalizar a noite, Sasha Allen tomou conta do palco cantando "Oh!Darling" com a mais explosiva apresentação do dia. Foi espetacular! Cheia de rosnado, aspereza e sensualidade. Ela estava muito boa. E Blake comentou que Adam deu a melhor cantora de bandeja para Shakira. Será?

No meio do programa vimos Shakira e Blake juntar suas vozes e cantar "Need you now"! Foi muito diferente do original e por isso eu fiquei meio tentada a criticar já que pra mim a voz de Shakira tem muito sotaque e timbre único para cantar uma música calma e americana como essa, porém, eu gostei muito e achei que o Blake cantou tão bonitinho!

No episódio 16, tivemos Team Adam e Team Usher unido suas vozes, bem como Team Blake e Team Shakira. Foi muito divertido.

Porém, nada divertido foi a eliminação. O primeiro time a mostrar os salvos pelo público foi Team Blake. A América salvou Holly Tucker e Dannielle Bradbery. E Blake ficou com a missão de escolher entre Justin Rivers e a dupla The Snow Brothers. Ele disse que queria o seu time o mais diverso possível e ficou com os irmãos dando a\deus a Justin.

Logo depois tivemos Rod Stewart abrilhantando a noite. Com ele cantaram Garrett, Karina e Josiah.

Em seguida Cee Lo Green volta aos palcos do The Voice! Eu tinha sentido tanto sua falta! Ele cantou sua nova música "Only You" com sua finalista da 2ª temporada Juliet Simms.

Após isso, tivemos eliminação do Team Shakira. Ela estava bem nervosa e triste com a ideia de mandar alguém embora como nunca tinha visto a colombiana assim. Salvos pelo público, Sasha Allen e Kris Thomas  estavam ansiosos esperando descobrir quem continuaria com eles. Ou Garrett ou Karina. Shakira definiu sua escolha por quem ela poderia ainda ser mais útil e com isso ficou com Garrett dando adeus a Karina Iglesias.

A decisão de Usher ficou entre Cathia e Josiah, porque os americanos salvaram Michelle e Vedo. Ele estava bem nervoso, chateado porque iria acabar com o sonho de alguém, mas escolheu salvar Josiah. Ainda bem!

Por fim, foi revelado as salvas do Team Adam. Como já era de se esperar, Judith Hill estava lá. A outra salva foi Amber Carrington. Adam estava quase chorando de nervoso porque era muito conectado com as meninas do seu time e não queria mandar nem Sarah Simmons nem Caroline Glaser embora. Já com os créditos do programa aparecendo e sob muita pressão, ele escolheu Sarah..

Agora temos o top 12! Resolvi dizer os nomes pela minha ordem de preferência que pode mudar no decorrer do show (sendo 12 pro que eu menos gosto e 1 para meu favorito) e que foi muito difícil de montar.

12 - Vedo
11 - Kris Thomas
10 - Sasha Allen (por incrível que pareça!)
9 - Holly Tucker (por incrível que pareça!)
8 - The Swon Brothers
7 - Judith Hill
6 - Sarah
5 - Garret
4 - Michelle
3 - Danielle
2 - Josiah
1 - Amber

Ainda não sei se gosto mais de Josiah ou Amber. Ansiosa para as próximas apresentações. Mas quais são seus favoritos? Achou que as decisões dos técnicos foram certas?  Digam pra mim!


Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Confira as 5 séries mais vistas na Netflix pelo mundo

Nos últimos dez anos, a Netflix transformou a forma como o mundo assiste filmes e programas de TV, fornecendo aos assinantes uma enorme biblioteca de clássicos convencionais  e dezenas de recomendações personalizadas - tudo disponível na ponta dos dedos. Isso é mais do que apenas conveniência,  é a metamorfose da mídia.
Usando os dados do Google Trends, o site highspeedinternet.com classificou os países pelo número de pesquisas relacionadas à Netflix e referenciou as suas classificações com as séries mais procuradas. No mapa acima você confere qual é a TOP de audiência em cada país, e, abaixo você confere quais as 5 séries mais procuradas no serviço de streaming.
TOP 5:

1 - Sherlock
2 - Friends
3 - Narcos
4 - House of Cards
5 - New Girl

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…