The Voice (US) "The Knockouts - Parte 2" 4x12


Na segunda noite dos Knockouts, os times Usher e Blake sobem ao palco. É a hora de escolher os melhores dos melhores!

    Após o trabalho feito, Adam e Shakira precisam apenas apreciar o show que os outros times irão proporcionar. E é exatamente isso que acontece! Um show magnífico.

   Começamos pelo Time Blake. Ele colocou Savannah contra Justin. A menina cantou lindamente uma música do Justin Bieber e teve sua escolha de música elogiada. Justin cantou “The Climb” da Miley Cyrus e disse que a música tinha ligação com sua trajetória até ali. Acho que ele conseguiu transmitir essa emoção, porque eu achei sua performance incrível, assim como Usher, Shakira, Adam e Blake que o escolheu para avançar para a próxima fase, deixando a jovem country de 17 anos chorando por não ter sido escolhida. O que foi uma grande surpresa, pois Savannah era uma das favoritas.

    O próximo par de competidores vem do Team Usher. Josiah, que cantou “Sunday Morning” do Maroon 5 nas blinds auditions e não escolheu o Adam como seu mentor, foi pareado com Jess Kellner que tem 21 anos e é cabelereira e decidiu cantar nos Knockouts a música “You Give Me Something”.

A apresentação de “Back to Black” feita por Josiah  Hawley foi muito boa. Ele tinha técnica e conseguiu passar o que mais o seu técnico pediu: vulnerabilidade. Jess foi muito boa, mas teve alguns momentos ruins e isso deixou sua apresentação um pouco menos glamorosa. Um detalhe legalzinho que prestei atenção é que Jess cantou uma música de um homem e Josiah de uma mulher, coincidências bobas. E o Adam falou que eles deveriam ter trocado de música, por que será?

   Usher disse ao Josiah que tinha sido um prazer trabalhar com ele – e aí todos pensamos que Jess tinha ganhado – e que ele não podia deixar de trabalhar com um cara tão bom. Vitória do Josiah e do Usher que ficou com um cantor excelente!

   Holly Tucker e Luke Edgemon foram colocados juntos pelo Blake. Holly virou 4 cadeiras em sua audição e é uma monstra quando se fala em voz. Já Luke virou apenas as cadeiras de Usher e Shakira escolhendo a colombiana como sua técnica. Foi para as batalhas, perdeu para Monique Abbadie e teve Usher e Blake duelando pelo seu roubo.

   Holly fez uma apresentação comum para o seu padrão. Porém, o comum de Holly Tucker é algo impressionante, exato, sem erros, de te deixar extasiado. Porém, Luke chegou com uma versão TOTALMENTE nova de “Tenage Dream” da Katy Perry! Um talento artístico de mudar uma música e ainda deixá-la boa junto com uma voz loucamente boa fez eu ficar doida para o Blake escolhê-lo, assim como Adam que nem esperou sua vez de falar e saiu dizendo ao cantor country que ele seria um idiota se não escolhesse o Luke. Assim como Shakira, que defendeu bastante o ex de sua equipe. Porém, Usher não gostou do estilo que Luke deixou a música e preferiu Holly. Assim como Blake. E assim Holly está nas apresentações ao vivo.

   Audrey Karrasch foi emparelhada com Michelle Chamuel. Só que desde os ensaios, Usher já estava mais empolgado com a nerd Michelle. Ela cantou “Raise your glasses” da Pink e explodiu o local. Todos os técnicos a preferiram e era inegável o talento da moça. Apesar de gostar muito da Audrey e do estilo animado dela, tive que concordar com a vitória de Michelle.

   Blake colocou Danielle Bradbery, a cantora country que nunca tinha se apresentado antes, contra Taylor Backham que era do Time Usher e perdeu para Jess Kellner. Danielle cantou uma música linda e suave de uma forma muito encantadora. Já Taylor teve notas mais altas e mais potentes do que costumávamos ver dela, porém não o suficiente para vencer o talento nato da loira Danielle.

  Próximo par vem do Team Usher. C. Perkins, que veio das blinds para o time da Shakira e perdeu para Kris Thomas, contra Vedo que perdeu a mãe pouco tempo depois das blinds. Após uma performance inegavelmente bonita, Vedo deixou todos emocionados e levou a vaga no time do Usher.

  E Blake levou um desaforo do Adam. Uns fofos.

  Agora, Grace uma cantora totalmente versátil, diferente, única, portadora de um tom único e inigualável, com um grave impressionante, cheia de estilo e que mistura country e soul enfrenta a dupla The Snow Brothers que são muito bons, animados, harmoniosos (não tanto quanto o Midas Whale, mas de um jeito bom ainda), divertidos e que trazem o country mais agitado e alegre. Shakira praticamente implora para Blake ficar com Grace. Usher acha que os irmãos devem ganhar, Adam não deixa sua preferência muito clara. Quem decide? Blake. E decide muito bem! Ele escolhe The Snow Brothers! Levando a primeira dupla para as apresentações ao vivo desde uma dupla de irmãs do Team Cee Lo na 1ª temporada (elas fizeram apenas 1 apresentação ao vivo, quem acha que os irmãos selecionados vai passar esse número? Eu aposto que sim!).

  A garota que cantou uma música espanhola nas blinds auditions e também nas battles, perdendo, porém, para a também latina Mary Miranda, Cathia faz parte do último confronto de Knockouts. Ela foi emparelhada com o poderoso Ryan Innes que tem uma voz surpreendente capaz de virar 4 cadeiras. Cathia cantou pela primeira vez em inglês e dominou tão bem o palco, deixou toda sua animação ali e deu seu melhor cantando maravilhosamente bem e alcançando super notas altas que não são todos que conseguem.        Ryan cantou uma música que ele pode mostrar a riqueza de sua voz, desde rosnados à toda a potência e qualidade de som. Porém, tiveram pequenos detalhes. Acontece que ele é um cantor MUITO bom.       Ninguém sabia quem escolher porque todos sabiam quão incrível Ryan é, mas naquele knockout Cathia tinha se saído melhor. Usher tinha que decidir. E ele ficou com cantora latina Cathia  porque segundo eles “latinos tem algo especial”. Quem aí concorda com o Usher?

O Team Blake está poderoso! E adivinhem? Só country! É a primeira vez em 4 edições que ele tem 4 finalistas só country. Temos Justin, Holly, Danielle e The Snow Brothers! 4 escolhas magníficas porque todos são incríveis (mas eu ainda preferia Luke no lugar da Holly!).

Já o Usher montou um time diferente. Nada Country. Josiah Hawley, Michelle Chamuel, Vedo e Cathia. Que são cantores tão bons que não vejo a hora de ver o que serão capazes de fazer nas playoffs.


Quem gostou dos escolhidos? Você teria escolhido diferente? Contem-me já!

Tecnologia do Blogger.