Pular para o conteúdo principal

The Voice (US) "The Knockouts - Parte 2" 4x12


Na segunda noite dos Knockouts, os times Usher e Blake sobem ao palco. É a hora de escolher os melhores dos melhores!

    Após o trabalho feito, Adam e Shakira precisam apenas apreciar o show que os outros times irão proporcionar. E é exatamente isso que acontece! Um show magnífico.

   Começamos pelo Time Blake. Ele colocou Savannah contra Justin. A menina cantou lindamente uma música do Justin Bieber e teve sua escolha de música elogiada. Justin cantou “The Climb” da Miley Cyrus e disse que a música tinha ligação com sua trajetória até ali. Acho que ele conseguiu transmitir essa emoção, porque eu achei sua performance incrível, assim como Usher, Shakira, Adam e Blake que o escolheu para avançar para a próxima fase, deixando a jovem country de 17 anos chorando por não ter sido escolhida. O que foi uma grande surpresa, pois Savannah era uma das favoritas.

    O próximo par de competidores vem do Team Usher. Josiah, que cantou “Sunday Morning” do Maroon 5 nas blinds auditions e não escolheu o Adam como seu mentor, foi pareado com Jess Kellner que tem 21 anos e é cabelereira e decidiu cantar nos Knockouts a música “You Give Me Something”.

A apresentação de “Back to Black” feita por Josiah  Hawley foi muito boa. Ele tinha técnica e conseguiu passar o que mais o seu técnico pediu: vulnerabilidade. Jess foi muito boa, mas teve alguns momentos ruins e isso deixou sua apresentação um pouco menos glamorosa. Um detalhe legalzinho que prestei atenção é que Jess cantou uma música de um homem e Josiah de uma mulher, coincidências bobas. E o Adam falou que eles deveriam ter trocado de música, por que será?

   Usher disse ao Josiah que tinha sido um prazer trabalhar com ele – e aí todos pensamos que Jess tinha ganhado – e que ele não podia deixar de trabalhar com um cara tão bom. Vitória do Josiah e do Usher que ficou com um cantor excelente!

   Holly Tucker e Luke Edgemon foram colocados juntos pelo Blake. Holly virou 4 cadeiras em sua audição e é uma monstra quando se fala em voz. Já Luke virou apenas as cadeiras de Usher e Shakira escolhendo a colombiana como sua técnica. Foi para as batalhas, perdeu para Monique Abbadie e teve Usher e Blake duelando pelo seu roubo.

   Holly fez uma apresentação comum para o seu padrão. Porém, o comum de Holly Tucker é algo impressionante, exato, sem erros, de te deixar extasiado. Porém, Luke chegou com uma versão TOTALMENTE nova de “Tenage Dream” da Katy Perry! Um talento artístico de mudar uma música e ainda deixá-la boa junto com uma voz loucamente boa fez eu ficar doida para o Blake escolhê-lo, assim como Adam que nem esperou sua vez de falar e saiu dizendo ao cantor country que ele seria um idiota se não escolhesse o Luke. Assim como Shakira, que defendeu bastante o ex de sua equipe. Porém, Usher não gostou do estilo que Luke deixou a música e preferiu Holly. Assim como Blake. E assim Holly está nas apresentações ao vivo.

   Audrey Karrasch foi emparelhada com Michelle Chamuel. Só que desde os ensaios, Usher já estava mais empolgado com a nerd Michelle. Ela cantou “Raise your glasses” da Pink e explodiu o local. Todos os técnicos a preferiram e era inegável o talento da moça. Apesar de gostar muito da Audrey e do estilo animado dela, tive que concordar com a vitória de Michelle.

   Blake colocou Danielle Bradbery, a cantora country que nunca tinha se apresentado antes, contra Taylor Backham que era do Time Usher e perdeu para Jess Kellner. Danielle cantou uma música linda e suave de uma forma muito encantadora. Já Taylor teve notas mais altas e mais potentes do que costumávamos ver dela, porém não o suficiente para vencer o talento nato da loira Danielle.

  Próximo par vem do Team Usher. C. Perkins, que veio das blinds para o time da Shakira e perdeu para Kris Thomas, contra Vedo que perdeu a mãe pouco tempo depois das blinds. Após uma performance inegavelmente bonita, Vedo deixou todos emocionados e levou a vaga no time do Usher.

  E Blake levou um desaforo do Adam. Uns fofos.

  Agora, Grace uma cantora totalmente versátil, diferente, única, portadora de um tom único e inigualável, com um grave impressionante, cheia de estilo e que mistura country e soul enfrenta a dupla The Snow Brothers que são muito bons, animados, harmoniosos (não tanto quanto o Midas Whale, mas de um jeito bom ainda), divertidos e que trazem o country mais agitado e alegre. Shakira praticamente implora para Blake ficar com Grace. Usher acha que os irmãos devem ganhar, Adam não deixa sua preferência muito clara. Quem decide? Blake. E decide muito bem! Ele escolhe The Snow Brothers! Levando a primeira dupla para as apresentações ao vivo desde uma dupla de irmãs do Team Cee Lo na 1ª temporada (elas fizeram apenas 1 apresentação ao vivo, quem acha que os irmãos selecionados vai passar esse número? Eu aposto que sim!).

  A garota que cantou uma música espanhola nas blinds auditions e também nas battles, perdendo, porém, para a também latina Mary Miranda, Cathia faz parte do último confronto de Knockouts. Ela foi emparelhada com o poderoso Ryan Innes que tem uma voz surpreendente capaz de virar 4 cadeiras. Cathia cantou pela primeira vez em inglês e dominou tão bem o palco, deixou toda sua animação ali e deu seu melhor cantando maravilhosamente bem e alcançando super notas altas que não são todos que conseguem.        Ryan cantou uma música que ele pode mostrar a riqueza de sua voz, desde rosnados à toda a potência e qualidade de som. Porém, tiveram pequenos detalhes. Acontece que ele é um cantor MUITO bom.       Ninguém sabia quem escolher porque todos sabiam quão incrível Ryan é, mas naquele knockout Cathia tinha se saído melhor. Usher tinha que decidir. E ele ficou com cantora latina Cathia  porque segundo eles “latinos tem algo especial”. Quem aí concorda com o Usher?

O Team Blake está poderoso! E adivinhem? Só country! É a primeira vez em 4 edições que ele tem 4 finalistas só country. Temos Justin, Holly, Danielle e The Snow Brothers! 4 escolhas magníficas porque todos são incríveis (mas eu ainda preferia Luke no lugar da Holly!).

Já o Usher montou um time diferente. Nada Country. Josiah Hawley, Michelle Chamuel, Vedo e Cathia. Que são cantores tão bons que não vejo a hora de ver o que serão capazes de fazer nas playoffs.


Quem gostou dos escolhidos? Você teria escolhido diferente? Contem-me já!

Postagens mais visitadas deste blog

Confira as 5 séries mais vistas na Netflix pelo mundo

Nos últimos dez anos, a Netflix transformou a forma como o mundo assiste filmes e programas de TV, fornecendo aos assinantes uma enorme biblioteca de clássicos convencionais  e dezenas de recomendações personalizadas - tudo disponível na ponta dos dedos. Isso é mais do que apenas conveniência,  é a metamorfose da mídia.
Usando os dados do Google Trends, o site highspeedinternet.com classificou os países pelo número de pesquisas relacionadas à Netflix e referenciou as suas classificações com as séries mais procuradas. No mapa acima você confere qual é a TOP de audiência em cada país, e, abaixo você confere quais as 5 séries mais procuradas no serviço de streaming.
TOP 5:

1 - Sherlock
2 - Friends
3 - Narcos
4 - House of Cards
5 - New Girl

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…