O Season Finale de Bates Motel


Batles Motel entregou um competente season finale, porém óbvio em algumas partes. Esperava também que o episódio fosse um pouco mais eletrizante, mas saio satisfeito.

Mas tudo isso em relação à trama, que instigava nossa imaginação. O episódio anterior terminou com uma arma no pescoço de Norma, deixando-a completamente (ainda mais) perdida. Abernathy era o vilão a ser batido e o desenvolvimento desse plot terminou de forma fantástica, nos enganando em diversos momentos. O Sheriff Romero pregou uma peça na gente quando fingiu estar negociando com o bandido, quando de repente o alvejou, eliminando a pedra no sapato de Norma

E tudo isso em sua presença, notada pelo perspicaz Sheriff. Romero é um personagem enigmático. Não sabemos (ou não sabíamos) o nível de sua índole, mas parece que ele é um homem da lei que age algumas vezes fora dela quando precisa, sempre pelo bem de sua cidade.


Falando em pedra no sapato de Norma, convenhamos que seu sapato está longe de estar sem pedra alguma. A maior delas recebe o nome de Norman, aquele de dupla personalidade gerenciado por uma espécie de Norma Bad. Norman é um completo psicopata, mas que está se revelando pouco a pouco, aos olhos de sua excessiva protetora mãe, que sabe que não deve descuidar de seu filho nenhum minuto, porém parece que esse cuidado excessivo é uma das causas do desenvolvimento psicótico do jovem.

Perdidamente apaixonado pela linda garota e mais desejada da escola, aquela que se jogou inexplicavelmente em seu colo no primeiro episódio da série. Bradley usou e abusou de Norman e agora o descarta como se fosse lixo. Um lixo ferido, socado e ensanguentado. Bitch!

Pena que o imbecil do Norman não enxerga o verdadeiro amor que está bem a sua frente.

A temporada termina com um cliffhanger óbvio. Já sabíamos desde os primeiros momentos que Norman assassinaria Miss Watson. Claro que devido a premissa assassina que o personagem se apresentou, baseada em suas ações no filme Psicose. Nada alarmante que faça-nos desesperar pela próxima temporada, que, claro, será bem recebida. Todos estão curiosos para ver os próximos passos de Norman e das situações que sua mãe deverá criar, com o sempre intuito protetor destruidor.


A temporada de estreia foi muito boa, com altos e baixos é verdade, mas com mais pontos positivos. Destaque para a produção, num modo geral, mas principalmente para Vera Farmiga e Freddie Highmore. Dois excepcionais atores que produziram um excelente trabalho, dignos de um Emmy.

Nota 8/10  

Tecnologia do Blogger.