Conheça "O Infiltrado" - Nova Série do Canal History



"Em nova série do HISTORY, Fred Melo Paiva é um repórter nada convencional, que se transforma para se infiltrar em diferentes universos." 

Nos nove episódios de O Infiltrado, Fred enfrenta os desafios de abrir uma igreja evangélica, se tornar lutador de MMA, vereador e segurança particular, entre outras missões

O Infiltrado é uma série que desvenda as variadas facetas da sociedade brasileira a partir de um ponto de vista ousado e por vezes conflituoso. Para se infiltrar nos muitos universos desse país multicultural, Fred Melo Paiva terá de abandonar suas convicções e transformar-se no próprio objeto de sua investigação. Coprodução do HISTORY com a Terra Vermelha e a Cinevideo, O Infiltrado estreou no dia 7 de maio e será exibido sempre às terças, às 23h.

Para a empreitada, o canal escalou o jornalista Fred Melo Paiva, que aceitou o desafio, em sua primeira inserção no mundo audiovisual. Ele podia ser um repórter convencional, mas escolheu outro ponto de vista e se infiltrou em nove universos totalmente diferentes de sua realidade e fora de sua zona de conforto, desprovido de qualquer preconceito ou prejulgamento. Nessa invasão a territórios desconhecidos, teve de se abrir a outras crenças e entender novas filosofias. Entre suas incumbências estavam: se transformar em um lutador de MMA e disputar um combate oficial; se tornar vereador, abrir uma igreja evangélica, se transformar em um segurança, com direito a treino psicológico e de armas, e aprender os macetes para se transformar em um macho alfa. 


 "Como já conhecia o Fred, senti que o público poderia se identificar com ele, sentir que não é um ator, que todas as situações são reais, e estabelecer cumplicidade nas suas missões", afirma Krishna Mahon, produtora executiva de programação e conteúdo do HISTORY. “A única condição desse trabalho era que não causasse constrangimento para ninguém. O próprio Fred estabelecia esse limite. Quando começava a sofrer em alguma situação, era hora de parar”, acrescenta.

Foram escolhidos universos e grupos humanos socialmente relevantes, que não remetem à linguagem fácil dos freakshows. Cada episódio tem duas características marcantes, ação e conflito. Os nove episódios de O Infiltrado consumiram cinco meses de gravação, pois Fred precisava de um tempo para viver de fato cada nova tarefa.


Para o coprodutor executivo da série, Gideon Boulting, da produtora Terra Vermelha, “o formato era bem aberto, o roteiro ia sendo adaptado durante as gravações, pois nada era previsível. A série abre mão do politicamente correto e não vai atrás de fatos ou informações, mas de revelar e traduzir os diferentes mundos pela perspectiva de quem está inserido nele”.

“Não existe ainda nenhum programa como O Infiltrado na televisão brasileira, é um formato inovador, que vai abrir portas para um novo humor inteligente na TV. Para nós, é um prazer fazer parte dessa produção e dessa parceria com o canal History”, afirma Mônica Monteiro, presidente da Cinevideo.

A orientação de Fred era para que fosse até onde sua cabeça conseguisse, seu corpo aguentasse e sua noção de moral permitisse. Afinal, para um mineiro, ateu e casado, muitos aspectos desses mundos não são muito palatáveis. “Fiquei extremamente feliz com o convite, pois o projeto era, de certa maneira, uma continuidade ao meu trabalho de 17 anos de jornalismo impresso, em que imprimia um olhar ousado, com um ponto de vista diferente”, afirma Fred. 



Episódio de estreia: Evangelismo - O Brasil é o maior país católico do mundo. Mas, se as igrejas pentecostais e neopentecostais continuarem crescendo no ritmo atual, metade da população será de evangélicos já em 2020. Apesar de acreditar mais em duendes do que em Deus, Fred se propõe a abrir uma igreja evangélica e ganhar a vida recebendo dízimo e para isso procura o Apóstolo Gilson Henriques, do Tabernáculo dos Profetas, e conta com a sua consultoria para abrir o templo Guardiões do Fiel. Depois, pede ajuda a Wellington, personal teólogo, que o ajuda a arrumar um terno adequado, uma bíblia e um pequeno séquito para experimentar sua pregação em praça pública. No afã de escolher o seu público, Fred se depara com um pastor que promete emagrecimento instantâneo. 
O que incomodava Fred, no entanto, era ter de mandar 10% da arrecadação para a matriz. Fica chocado ao descobrir que o bispo Edir Macedo tinha sido pai de santo e resolve então fazer uma visita ao Pai Toninho de Xangô, em busca de uma experiência transcendental. 

Com informações da assessoria de imprensa da emissora

Tecnologia do Blogger.