Pular para o conteúdo principal

Spartacus: "Victory" 3x10 [Series Finale]


Com Spoilers

"Não há maior vitória do que sair desse mundo como um homem livre". Spartacus.

É a História. Reclamem com ela. É o final que todos sabiam, mas ninguém tinha certeza. Todos esperavam a morte de Spartacus, mas ninguém a queria. Em um episódio simplesmente épico, acompanhamos o fim glorioso de uma nação de escravos, humilhados, abusados, liderados por um mito que transcendeu os séculos e que sobreviverá pra sempre em nossos corações, simbolizando uma nação de guerreiros que sabiam de seus limites, mas precisavam tentar alcançá-los.

A grande batalha final era inevitável, mas Spartacus não podia seguir de qualquer jeito para a guerra. Táticas bem sucedidas foram incrementadas, separando os exércitos que o procura. Numericamente eram inferiores, mas seus guerreiros não eram comuns, eram liderados por gladiadores. Ademais, mais uma vez Spartacus se mostra ainda mais perspicaz, planejando a guerra com artimanhas que levaram muitos romanos para o inferno, porém, como Crassus disse, eles estavam apenas adiando o inevitável. Estava certo, infelizmente. Armadilhas foram montadas, ataque surpresa de Gannicus, enfim. Ótimas facetas criadas por Spartacus que fizeram-nos suspirar, imaginando uma vitória gloriosa. Muitos romanos indo pelos ares, mas quanto mais eles os matavam, mais outros apareciam.

Porém, se Crassus fosse derrotado, as coisas até poderiam melhorar para a legião de Spartacus, fato que motivou ele ir em busca do crápula, para o grande duelo final. Em uma cena brilhante, digna de comemoração, Spartacus voa para matar Crassus, porém sua espada apenas o fere, forçando ir em sua captura, quando fugira escoltado por indignos. Ali, a morte de Crassus estava anunciada. Não seriam capaz de segurar Spartacus. Até que Crassus conseguiu resistir, proferindo bons golpes, mas uma lança atirada covardemente por trás, põe o fim a uma era. Spartacus é ferido por duas mortais lanças, porém, que não serviram para tirar sua vida instantaneamente, fato que ajudou Agron a salvá-lo do prazer de Crassus matá-lo com um golpe misericordioso.


Suponhamos que Spartacus tivesse vencido a batalha: haveria outras e mais outras e mais outras... Seu fim seria esse de qualquer maneira. Eles venceram centenas de batalhas, mas para morrer, basta apenas uma.

Ali a guerra acabou. A série acabou. Spartacus teve uma morte gloriosa, fadada ao sucesso. Sim, mesmo perdendo a batalha e morrendo, seu legado serviu para mudar o pensamento daqueles que um dia apenas servira de escravos. Nunca devemos parar de lutar. É o pensamento escravo deixado por Spartacus. Liberdade. Somos livres!

Olhos se fecham, a chuva cai, anunciando a morte do homem que traz a chuva. Diante de seus irmãos, aconchegado por entes queridos, Spartacus deixa esse mundo para viver apenas em nossos corações.

Crassus sabe que é inferior. Não morreu por sorte. Só faltou se curvar diante Spartacus. Mesmo com toda a vantagem numérica, chamou Spartacus para um diálogo, para saber suas reais intenções. Parecia estar com medo, não acreditando que Spartacus iria à guerra. Mesmo com tanta vantagem, ele tremeu diante Spartacus.

A História narrou a morte de Spartacus, a sobrevivência de Caesar, a vitória de Crassus e a tomada de mérito por Pompeu. A série foi fiel ao mostrar a essência dos acontecimentos reais, sem inventar muito, mas mesmo assim, mesmo sabendo do final, trouxe acontecimentos extremamente tensos, colocando dúvidas em nossas cabeças. Não haveria como ter final feliz para tudo isso, pois, momentos felizes são raros em Roma. A História tem um fim para Crassus, Caesar e companhia. Que estejam ardendo no inferno.


E mais:
Spartacus acabou entregando Kore, coitada. Esse plot deveria ter sido encerrado para por um fim indigno à memória de Tiberius. Conclusão perfeita.
Agron e Nasir sobreviveram. Tapa na cara da sociedade.
Sura foi muito bem lembrada e muito bem honrada por Spartacus. O fato que motivou Spartacus derramar sangue e fazer Roma tremer. Ele conseguiu
Naevia morreu. 

In memoriam

  


Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O que chega em Agosto na Netflix

Trailer:

Títulos destacados do mês de agosto

Séries:

Atypical: Temporada 1: No auge dos seus 18 anos e com autismo, Sam embarca em uma jornada divertida e dolorosa de autodescoberta em busca de amor e independencia. Série original Netflix, estreia dia 11 de agosto.
Marvel - Os Defensores: Temporada 1: Assim como os Vingadores, estes quatro super-heróis da Marvel se unem para defender o planeta Terra e lutar contra o crime. Série original Netflix, estreia dia 18 de agosto.

Disjointed: Parte 1: Ruth (Kathy Bates) realizou seu sonho abrindo uma loja de cannabis medicinal, tudo de acordo com a lei. Agora, ela pode fumar um baseado quando bem entender - basicamente sempre. Série original Netflix, estreia dia 25 de agosto.

Wet Hot American Summer: Ten Years Later: Bem-vindos à reunião de 10 anos do acampamento Firewood! Estrelada pelo elenco original do filme cult e novos atores e atrizes, a série de 8 episódios mostra como está a turma do acampamento, dez anos depois. Série original Netflix, es…

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …