The Walking Dead: "Arrow on the Doorpost" 3x13


Praticamente um filler.

É oficial: The Walking Dead tirou o pé do acelerador. Eu até não importaria se tivessem mostrado episódios com conteúdo relevante como vimos em "Clear", por exemplo. Mas "Arrow on the Doorpost" mostrou ser um episódio praticamente desnecessário ao desenvolvimento da trama, recheados de cenas que poderiam ser facilmente deletadas da série e que não fariam nenhuma falta.

É o que fazem os bons diretores do cinema. Toda cena tem que ter um propósito relevante, se não, precisa ser excluída. Claro que em se tratando de séries é diferente. O que importa é a audiência e com os números monstruosos de Walking Dead, esse tipo de cena ajuda a alongar a trama e consequentemente, obtenção de mais lucros. 16 episódios para essa temporada é um grande sinal disso.

Primeiramente é preciso exaltar a parte positiva e interessante do episódio. Finalmente conhecemos a verdadeira intenção do Governador e assimilamos com as suas atitudes passadas: Michonne. É sim o grande objetivo do Governador e justificou muito bem o seu recuo em "Home". Ele poderia ( e ainda pode) acabar com Rick e os sobreviventes a qualquer momento, mas poderia perder a oportunidade de se vingar de Michonne - "assassina" de sua filha. Os lados estavam opostos naquela loja abandonada, mas o lado oposto do Governador é Michoone. Rick é apenas um retardatário. Assim ele pensa.


Contudo, essa cena foi longa de mais, chata e mal executada. Em nenhum momento a tensão esperada veio. Óbvio que dali não sairia um tiro sequer. Eles tentaram mas não conseguiram. Andrew Lincoln não está conseguindo passar sentimentos necessários para assimilarmos diversas situações que o envolvera ultimamente. Rick Grimes está se transformando em um personagem irritante. Um protagonista irritante, pra piorar.

Como são as coisas: preferia a versão de Rick quando Lori estava viva. Está vendo como Lori faz falta? (rs)

The Walking Dead voltou esse ano prometendo a guerra final entre Rick e o Governador e faltam três episódios para o fim da temporada e isso ainda não aconteceu e não deverá acontecer no próximo episódio. Não é preciso ter episódios eletrizantes a todo momento, como tivemos nos oito episódios iniciais dessa temporada, mas quando a história é protelada, a série fica extremamente chata.

Para aliviar isso, inserem cenas com os personagens destroçando zumbis. Falta porrada em Walking Dead. Daquelas que vimos no embate entre Rick e Shane. Não das que vimos nesse episódio. Uma briga pífia entre Merle e Glenn: rolaram escada abaixo e só. Tinha que ter rolado bons socos, ponta-pés e sangue de humano jorrado. A série está precisando muito disso. Essa é uma das cenas que citei que deveria ter sido deletada ou melhor trabalhada.

Outra: cenas de sexo. Cenas mal feitas de sexo. É outro ponto negativo da série e ficou evidenciado nesse episódio com Gleen e Maggie. Nem sempre cenas de sexo tem que mostrar algo físico dos atores, mas precisa ser bem feita. A dupla já havia sido flagrada no ato em si e foi uma cena até melhor do que foi apresentada nesse episódio. Shift + Del nessa também.


O episódio nos deixa com uma interrogação. Mas uma pífia interrogação. Não é possível que Rick será inocente o suficiente para acreditar que o Governador irá deixá-los em paz após a possível entrega de Michonne. A proposta é até chamativa, mas ele deve saber com quem está lidando. O pior é que ele sabe muito bem. Já viu e já sentiu a força do Governador. Espero, acredito e é óbvio que usarão outro artifício.

The Walking Dead 3x14 Promo "Prey" (Legendado)

Tecnologia do Blogger.