Spartacus: "Mors Idecepta" 3x07


Um vilão mais perigoso é combatido em "Mors Idecepta": O frio. Combatido e derrotado.

Mas não sem antes levar mil mortes gloriosas, como gosta de dizer Crixus. Porém, mesmo mortos, os combatentes de Spartacus serviram de ponte, para nossos gladiadores iniciarem o fim do batalhão romano, surpreendido mais uma vez pela perspicácia de Spartacus.

Uma típica e literal "Guerra Fria". Se Crixus tivesse um Crassus como líder... O imperador está confiante de mais e acha que vai acabar com Spartacus a hora que bem entender. Deixou algumas centenas de guerreiros à espera e ficou lá, resolvendo problemas "familiares".

Crixus não aguentaria um dia com um líder desse, pois, mesmo sendo liderado pelo "deus" Spartacus, seu sangue gladiador pulsa para a guerra, principalmente quando vê sua amada ferida. Podiam feri-la mais, não é verdade? Talvez feri-la até a morte. Mas deixamos isso para o final, porque Crixus sem Naevia é quase insuportável.


Spartacus sabe que Crixus é assim, e mesmo com as suas desobediências, ele leva ele como um irmão, entendendo suas razões e circunstâncias. Parecia que esse embate não aconteceria mais. Parecia. Uma luta na mão que gerou ótimas cenas, mesmo o sangue de nossos heróis voando entre si.

Falando em herói, Gannicus se deu bem (mais uma vez) e mesmo debaixo de "500º negativos", arrancou a roupa de Sibyl e a consumiu amorosamente. Estava na hora. A gata estava apaixonadíssima e ele dava sinal que iria ceder. Um momento bonito na série em meio ao caos estabelecido.

Caos esse que os Gladiadores passaram muito bem. Engraçado Crixus dizer que eram apenas centenas de romanos. Apenas. Mas é verdade, pois, um Gladiador vale mais do que 100 romanos. As vezes estranhamos as suas vitórias, mas temos que olhar por esse lado. Os romanos são puros retardatários. A única e expressiva vantagem é a numerosidade, aliado é claro, à força bélica.


Mais um ótimo episódio. É até eufemismo de minha parte dizer isso mais uma vez, contudo, não foi o melhor da temporada. Estranhei o fim do capítulo vendo o Imperador e alguns subordinados fugirem, aos olhos quietos de Spartacus e seus guerreiros. Ali, surgira uma ótima oportunidade para Spartacus acabar de vez com o alto escalão romano, mas eles deixaram que eles fugissem. Não entendi. 

Claro que não era a hora do fim de Crassus, mas Spartacus não é negligente, longe disso. Talvez dali onde eles estavam, só dava para atacá-los à distância. Fico com essa hipótese.

Nota 9/10 
Tecnologia do Blogger.