Primeiras Impressões de Breakout Brasil, reality musical do Spin


Um reality show pra quem gosta de música.

Tá, mas todo mundo gosta de música, não é verdade? Sim, mas a proposta que o Breakout Brasil começou a mostrar nessa noite de quinta, dia 21, reflete colocar situações de extrema pressão aos músicos concorrentes. Não é a música em si. É disputa musical tensa, com pressão nas alturas. Selecionaram cinco bandas dentre mais de 2.000 inscritos e vão tentar tirar dos cinco finalistas o máximo, para que a banda vencedora seja digna de um contrato com a Sony Music, cobiçado por toda banda desconhecida.

O programa é semanal: a cada episódio uma banda deixará o programa. Os competidores estrearam o reality com uma tarefa árdua. Receberam uma letra não musicada da banda Cachorro Grande e tiveram que arranjá-la em apenas uma hora. Conseguiram. Cada um dosando a letra ao seu estilo, formaram belas canções que foram julgados pelos jurados, onde decidiram a banda que deveria sair do programa.

Eu componho músicas e sei que a tarefa é complicada. No caso deles, mais ainda. Quando você compõe, caso tenha a letra primeiro, durante a criação da melodia você pode alterar a letra em algum momento para que se encaixe melhor na melodia. Não foi o caso deles. Eles não podiam mudar nada, apesar de que a banda Mr. Armeng mudou, fato que resultou a eles num puxão de orelha dos jurados.   

Por incrível que pareça, a banda que mais se assemelhava à banda Cachorro Grande foi eliminada. Dias de Truta veio com o som hard, pesado, simples, típico Rock exagerado. Não que exagero seja ruim no Rock, pelo contrário. Mas parece que isso foi preponderante para a sua eliminação. Confesso que também é a banda que menos gostei, contudo, tem o seu valor.


Identifiquei-me de imediato com as bandas ParanoikaHewie. Tenho um fraco por mulheres que cantam Rock, é verdade, e sempre torço para que novas Alanis, Janis e Pitty surjam por aí. Paranoika despontava como a eliminada, mas acabou merecidamente se tornando a banda de melhor execução. Realmente eles criaram um hit em um hora. Hewie pecou um pouco na canção, porém, a banda é hiper cativante e tem um som envolvente, além da melhor vocalista do programa.

Um aspecto que não gostei refere-se ao momento da eliminação. Poderiam ter criado mais suspense. Ficou claro que as bandas que eram chamadas primeiro seriam classificadas. Poderiam escolher primeiro a vencedora e depois selecionar as duas piores,... sei lá. Poderiam ter caprichado mais nesses detalhes.

Em suma, Breakout Brasil mostrou ser um programa bem interessante, mas pra quem gosta de acompanhar a estrutura que envolve uma banda desde os primórdios, mostrando os prós e os contras de um dos meios mais judiados e injustiçados do país. Tem muita, mas muita banda desconhecida boa por aqui, como bem disseram em certo momento e ninguém sabe que existe. Melhor que muitas que estão na mídia. A oportunidade esta aí. É só aproveitar.

As canções que foram ao ar no primeiro episódio estão disponíveis no www.itunes.com/breakoutbrasil


Tecnologia do Blogger.