Community: Episódios S04 EP05 e 06

4x05/06: Cooperative Escapism In Familial Relations/Advanced Documentary Filmmaking

Depois de um inicio bem regular, Community volta a empolgar.

Finalmente a série entregou ótimos episódios e fazia tempo que o cenário não parecia tão promissor, ainda que não tenha mostrado nenhum surto de brilhantismo, impossível ficar insatisfeito quando dois episódios em seqüência (ainda que não tenham sido concebidos nesta ordem) conseguem sincronizar tão bem suas figuras.
Mas este é só um dos aspectos positivos dos episódios que também conseguiram evidenciar as melhores características de seus personagens. Pode parecer pouco, mas o fato é que comedias sofrem muito neste aspecto, é comum que em determinado ponto um personagem sempre fique exagerado demais ou desconexo do grupo e uma série conseguir fazer isso é um mérito e tanto. Mesmo comedias consagradas como Friends, por exemplo, falharam neste aspecto.


A dinâmica de Britta e Jeff no quinto episódio, por exemplo, funcionou de uma forma nunca vista antes, e tudo bem que suas cenas não proporcionaram muitas risadas, bastou ver os personagens de forma menos excêntrica do que o comum, afinal acredito que ninguém esperava ver Jeff tão fragilizado quanto vimos aqui. De modo geral, foi interessante o encontro de Jeff e seu pai e proporcionou um desenvolvimento interessante para ele, algo a muito esperado e que poderia não funcionar tão bem se a série ainda fosse comandada por Dan Harmon. A produção vinha tentando buscar em sua própria historia os seus elementos mais saudosos, mas só agora eles conseguiram usá-los de forma coerente, mas somente porque foram aliados a características novas e conseguiram conter o exagero das personalidades dos personagens.

Também vimos um dos pontos mais fortes de Community ser reanimado: as bem colocadas referencias a cultura pop (em especial no 4.05, mas também evidente no 4.06) e a capacidade de Abed para dramatizar as mais corriqueiras situações, que apesar de ser um elemento velho, é fascinante e continua sendo divertido.

Ambos os episódios não foram os mais eficientes em arrancar risadas, mas conseguiram animar um poucos os ânimos em relação a série. Foram episódios que conseguiram equilibrar bem a trama e não foram permeados pelo exagero que vimos nos episódios anteriores diria mesmo que eles conseguiram amenizar as más impressões que haviam sido estabelecidas até o momento.

 Em comentários particulares:

'Cooperative Escapism In Familial Relations’ foi definitivamente o melhor episódio até aqui, não só porque teve uma estrutura original, mas também por conseguir avançar no desenvolvimento dramático da série de forma bem sucedida.


Advanced Documentary Filmmaking’ foi também um bom episódio, conseguiu usar de forma mais interessante a figura de Chang, melhor até mesmo que ‘The First Chang Dynasty’. O grande problema do episódio é que o esquema de documentário montado aqui não funcionou tão bem quanto em ‘Documentary Filmmaking: Redux’, para ser mais exato não foi tão empolgante, muito embora toda a historia tenha sido interessante.

Community mostra um bela recuperação e volta a empolgar, o mais interessante é que, ainda que a torne isenta de um brilho particular, a ausência de Dan Harmon fez bem para o desenvolvimento dos personagens que tiveram movimentos desastrosos na 3ª temporada. A principio é verdade que os atores pareciam estar um pouco desconfortáveis com todas as situações formuladas, mas estamos tendo um progresso. Os personagens estão mais maduros e estáveis, mas ainda conservam sua essência. Isso é louvável.
Tecnologia do Blogger.