White Collar – 04x12: Brass Tacks


“Você está pronto para derrubar um gigante?”

Mais um capítulo na busca da verdade sobre o pai de Neal. Dessa vez, eles descobrem que o envolvido pode ser o Senador Terrance Pratt, que era capitão da polícia na capital, ao mesmo tempo em que James e Ellen, o que leva Peter e Neal a considerar que ele era um dos policiais corruptos que está na caixa de evidências de Ellen.   

Quando conseguem o itinerário do senador pela cidade, o FBI arma um jeito de implantar escutas no Senador, aproveitando da parada dele por uma barbearia tradicional. É engraçado ver como Neal se deleitava com as coisas luxuosas da vida, enquanto vivia de trapaças, e ver como isso é recebido por Peter, como quando ele diz que nunca fez a barba dessa forma, com toalhas, espuma aquecida e lamina precisa. Trabalho honesto recompensado com coisas simples e trabalho sujo recompensado com luxo.

Com isso, eles conseguem flagrar o encontro do Senador com um dos maiores construtores da cidade, Cole Edwards. Depois dos freios do carro de Peter terem sido sabotados e o agente parar no hospital, Elizabeth pede a Neal que investigue a chave sozinho e não envolva Peter, mesmo que tenha que mentir. Apesar de ter sido meio forçado, já que ela sempre pediu a Neal para ser honesto com o marido, ajudou e defendeu Neal quando ela acreditava, e acompanhou toda a evolução do relacionamento entre os dois, podemos relevar e entender, uma vez que o marido dela está sob uma grande ameaça dessa vez, e poderia ter morrido.

Paralelamente, temos Mozzie e Jones indo atrás de um dos contatos de Mozzie para saber mais sobre a chave que Neal recebeu de Ellen, chamado de “KeyMaster”, e temos novamente o FBI trabalhando com a ajuda do paranóico. Muito boa as cenas de interação entre os dois, contanto com ironias e mostrando perfeitamente como são diferentes. E para conseguir essa informação com o KeyMaster, Mozzie tem que se desfazer de algo que gosta. No diálogo com Neal, ele diz que é hora de se sacrificar pelo amigo, depois de ver como Neal e Peter se arriscaram um pelo outro. Como já venho dizendo, isso mostra o quanto o personagem também se aprofundou em questões mais introspectivas, já que é nessa direção que está sendo conduzida essa temporada.

Além disso, vemos como James não cai na lábia de Mozzie e consegue descobrir que está sendo passado para trás, com a troca de chaves, feito para deixar Peter de fora da investigação. Ele consegue pegar as mesmas informações que foram passadas para Mozzie e conta para Peter, que percebe que Neal está tramando algo pelas suas costas. Mal sabe ele que tudo isso é a pedido de Elizabeth...

Mesmo com a decepção de Peter quando vê que Neal está mentindo, e diz: “Ele acabou de mentir para mim, na minha cara”, Elizabeth continua sem dizer nada, para proteger o marido. Pratt é perigoso e pode prejudicar muito ainda.

Quando Neal encontra Edwards, se passando por arquiteto, imagino que tenha sido uma grande ironia o nome falso escolhido: William Grey. Isso porque Matt Bomer era um dos grandes nomes para interpretar Christian Grey da adaptação que será feita do livro “50 tons de Cinza”.

Confesso que fiquei surpresa com a saída de Reese, tramada pelo Senador. As vezes eu suspeitava dele ter algum envolvimento com alguma coisa errada, é um personagem tão pouco explorado, e muitas vezes parece mal saber o que acontece com a própria equipe. Porém durante essas quatro temporadas, só nos foi mostrado o lado honesto dele. E vemos também que o adversário da vez não é brincadeira e pode mexer com todos diretamente, a começar pelo alto da hierarquia, já mostrando a que veio.

E a cena final, com Peter visivelmente abalado por tudo, sabotagem, mentiras do Neal e saída do chefe, diz que irá atrás do Senador com tudo, que virou pessoal, tanto quanto é para Neal. E quando diz: “Isso é o que eu faço”, pode-se sentir uma pequena provocação a Caffrey, pois descobrir sujeira está relacionado ao seu trabalho.

E mais uma vez voltamos a brincadeira de gato e rato entre os dois. Acredito que episódios mais agitados e com mais ação estão por vir nas próximas semanas, com a aproximação do final da temporada e o grande vilão aparentemente revelado. Agora vamos ver quem tomará o lugar do Reese, e como as coisas seguirão daqui para frente, provavelmente grandes mudanças estão por vir!


Neal: Você está pronto para derrubar um gigante?
Peter: Pegue o seu estilingue!
Tecnologia do Blogger.