Pular para o conteúdo principal

Hart of Dixie: " Lovesick Blues" e " Take Me Home, Country Roads" 2x13/14


Terça de Carnaval e de Dupla review Hart of Dixie aqui no VeS!

Em "Lovesick Blues", Bluebell passa por uma quarentena devido a uma forte gripe que se espalha pela cidade. Com Brick fora, Zoe assume a equipe para tratar todos os infectados, enquanto Wade toca com a antiga banda. Depois do ciúmes pela noite perto da ex namorada, Hart passa a se preocupar que o namorado contraia a gripe, pois dito e feito. Não satisfeito em ficar gripado, Wade evita Zoe, ultrapassa a barreira da cidade e transmite o vírus para todos. Quando a médica descobre tudo, acaba se tornando mais um passo no fortalecimento do relacionamento, pois o bartender entende que agora tem ela pra cuidar dele quando precisar. E vice versa, quando ela adoece no final. Fala se não é muita fofura junta?

Já Lemon, passa pela preocupação de retornar a vida sexual quando tudo indica que Walt planeja uma noite quente entre os dois. Com todas as dicas de Annabeth, tudo acaba dando...errado! Lemon contrai a gripe e termina a noite sendo cuidada pelo dentista magia, conhecendo ele melhor e quem sabe fortalecendo o casal na história? Eu já disse que bem torço por isso.

E por falar na melhor amiga de Lemon, Annabeth confirma a suspeita do último episódio e se mostra ainda apaixonada pelo boring Lavon. Enquanto George grava uma propaganda sobre Bluebell, o advogado nota claramente a atração entre o prefeito e Annabeth. Eu até curto a AB, mas tomei tanta antipatia do Lavon, que quero ela longe dele.

Nota do episódio: 7.5 (só pela fofura de Wade e Zoe)


O episódio 14, "Take me home, Country", mostra Zoe conquistando finalmente a confiança dos moradores de Bluebell depois do surto de gripe. Cercada de mimos e próxima dos moradores, a médica se afasta cada vez mais do namorado Wade, que a essa altura já está subindo pelas paredes. Depois de tentativas frustradas de matarem as saudades, a médica acaba cedendo a carreira e depois de humilhar a falta de planos do namorado, ela volta ao consultório e vê como o sobrinho de Brick está se saindo em seu lugar. O mesmo acalma a médica, dizendo que não há motivos pra ter ciúmes dos pacientes, pois todos em Bluebell já a amam faz tempo. Arrependida, ao encontrar o namorado em casa, eles se acertam e prometem reiniciar os planos de abrir o tão sonhado bar do Kinsella. Já podem até adotar esse nome.

A Lemon 2.0 tenta ser compreensiva, uma pessoa melhor e que perdoa. Inclusive ignorando a nova namorada do pai, mas quando ela descobre que a melhor amiga não só continua apaixonada pelo ex dela, mas como já se envolveram, é impossível ser 2.0, e como ela mesmo diz, no máximo 1.5! E olha, eu bem entendo ela, por mais que AB seja uma boa amiga, atual ou ex de amigo, não se mexe. E quando ocorre isso de ser uma melhor amiga, pior ainda. Então eu até achei bom quando Annabeth termina tudo com Lavon, porque amigos de verdade são mais importantes que namorados. E esse sou eu fazendo desabafos e bancando o conselheiro no post, já parei. Importante ressaltar, que patético um homem daquele tamanho que nem o Lavon, aparecendo na casa da Zoe empatando a safadeza oculta pra ficar chorando que nem um bebê. Por isso que ele não arruma um amor. Chato demais!

E por falar em chato, me expliquem o que foi George nesse episódio? Ele tá tão sem lugar na série, que a participação dele se limitou em perder a cachorra da insuportável da Tansy e depois recuperá-la cantando "Jolene" da Dolly Parton. Eu ainda tô meio chocado, confesso. Mas numa tática de mestre dos roteiristas, colocaram ele só de cueca em uma cena, e minha gente, que coisa não? Tentei achar uma foto pra postar pra vocês, mas nem achei. #chatiado

E pra finalizar, mais uma vez Brick e Shelby estrelam o ponto alto do episódio! Com medo de apresentar a namorada pros amigos durante o aniversário e perder ainda mais pacientes pra Zoe, Dr Breeland cancela sua festa de aniversário. Magnolia tentando armar pra nova madrasta organiza uma festa surpresa e sugere que ela saia de um bolo gigante, e mesmo depois de confessar o plano e se mostrar arrependida, Shelby samba na cara da sociedade e sai do bolo com direito a fantasia de enfermeira, música e coreografia hot! Como não curtir? De quebra, o médico assume o namoro pra surpresa e aparente aprovação de todos na cidade. Mas até onde a personalidade extrovertida da moça não vai entrar em conflito com a caretice do médico da cidade? Aguardemos.

Nota do episódio: 8.5

Promo 2


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …