Pular para o conteúdo principal

Grey’s Anatomy – S09E16 – This is Why We Fight


“Um homem que não se dobra com os ventos da mudança é um homem que você pode se orgulhar.” - Webber.

Mais um ótimo episódio, com clima tenso, com cara de finale e cheio de correria e que parecia ter uma hora de duração. Os ventos da mudança com toda a certeza estão batendo nas portas do Seattle Grace só que a partir de agora creio que esses ventos possam trazer boas mudanças.

Adorei o modo como eles abordaram o plot da compra do hospital, foi tenso não saber o que estava por vir e o fim do episódio já estava chegando e eles ainda não tinham conseguido nenhum acordo. Mas antes de comentar o desfecho quero falar sobre Bailey, ela realmente é o coração do hospital, ela treina internos todos os anos, ela praticamente criou nossos médicos protagonistas Mer, Yang e Alex, fora os que não estão mais trabalhando no SG como George e Iz.

Bailey é o coração do hospital, mas ela não percebeu isso, estou com muito medo de ela querer sair, a personagem vem passando essa impressão, sempre muito assustada. Espero de todo coração que ela não saia, pois mais que o coração do hospital ela também é o coração da série, Grey’s Anatomy não seria a mesma sem ela.

Alex está caidinho por Wilson, ela também gosta dele só que ainda não percebeu, estou torcendo desde sempre por eles e vou bater palmas eternas quando eles ficarem juntos, além do mais Karev merece ser feliz, pois assim como os outros, ele sofreu demais na série. Eu fiquei com pena de Kepner, ela foi demitida tantas vezes que eu até perdi a conta, desabafando com Ross foi de dar pena.

Sempre torci por Jackson e Kepner, nunca o odiei, mas também nunca idolatrei, ele é arrogante, sempre que sua mãe aparece ele parece estar triste ou com vergonha em vê-la, nunca entendi essa feição de tédio e impaciência do personagem, mas não detesto, estou só fazendo uma observação.

E com um final de tirar o fôlego encerramos o episódio de boca aberta. Eu pelo menos fiquei surpreso em ver que Catherine ajudou na compra, a única coisa que não gostei nesta conclusão foi de Catherine ter dito que comprou um hospital para Jackson, não sei onde isso pode nos levar, mas com certeza vamos ter muitas discórdias e comentários maliciosos rolando pelo hospital daqui pra frente.

OBS: Espero mesmo que Jackson ou mesmo a Fundação Avery não se tornem um pé no saco para nossos médicos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Samsung vai te hipnotizar para você esquecer sua série favorita

Aquela famosa brincadeira, "Queria esquecer essa série para poder vê-la todo de novo", pode estar se tornando realidade. É verdade.
Se funciona eu não sei, mas a Samsung lançou um site que promete fazê-lo esquecer sua série favorita para que você possa revê-la com aquele sentimento de "primeira vez". 
Funciona assim:
"Você decide quais séries de TV gostaria de esquecer. Então você será guiado por auto hipnose em uma experiência de áudio digital, liderada por um hipnotizador certificado. A experiência dura cerca de 23 minutos e tem que ser experimentada sem interrupção para funcionar. Portanto, recomendamos que você use fones de ouvido e certifique-se de estar em um lugar onde você não será perturbado. Depois de completar a hipnose, recomenda-se que você tenha uma noite de sono, antes de assistir suas séries de TV favoritas pela primeira vez novamente — para que seu cérebro integre a hipnose com o resto do seu corpo", diz a empresa em um comunicado.
Vai e…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …