Pular para o conteúdo principal

Grey’s Anatomy – S09E14-15 – The Face of Change/ Hard Bargain


Tempos difíceis e medidas drásticas. Algo grande se aproxima.

9x14

“The Face of Change” mostrou em vários sentidos as causas e consequências de uma mudança drástica. Como a mudança do hospital devido aos problemas financeiros, ou até a mudança relacionada ao casal transexual que afetou a família (PAI) do paciente. Podemos até dizer que Derek se tornou a cara da mudança literalmente, devido a sua foto estampada em cada canto do hospital.

Um destaque deste episódio foi às aventuras de Callie e Webber em outro hospital querendo recolher informações, foi hilário o Sr. e Sra. Plantain. A maneira como nossos médicos burlaram as normas do hospital para salvar o garoto acidentado foi maravilhosa e me lembrou dos velhos tempos quando eles cortaram o fio do aparelho de Danny para conseguir um transplante.

Tenho pena de Hunt, nunca simpatizei muito com o personagem, mas está evidente que ele se mata todo dia para conseguir tirar o hospital do vermelho e às vezes ninguém percebe isso. Enfim, as mudanças drásticas estão começando a aparecer e o plot está se desenrolando para uma coisa muito grande que está por vir, uma coisa que poderá mudar a série.

9x15

“Hard Bargain” veio para nos deixar tensos, um episódio que se tivesse tido mais reviravoltas teria dado uma finale bem tensa. Mais um ótimo episódio, que serviu para nossos personagens pararem para pensar como vão poder interferir na questão da compra do hospital, comprar ou não comprar eis a questão.

Ao fim do episódio já estava claro qual seria o plano para salvar o hospital, eu me lembro de citar em um review anterior uma teoria de que talvez os médicos que ganharam o processo pudessem comprar o hospital, mas não é tão fácil quanto eu pensei, eles vão ter que formar uma empresa, a tentativa de compra vai acontecer em etapas. Fico pensando, e se eles não conseguirem? Também reflito muito sobre o que Arizona disse, sobre ficar sentada em uma mesa de um conselho, ela quer praticar medicina, mas creio que isso não seja um problema tão grande.

O episódio foi inteiramente voltado para os problemas do hospital, é um plot muito perigoso para a série, pois se ele não souber a hora de fechar/terminar e se estender muito, creio que vá afetar o ritmo dos episódios.

Kepner que no episódio passado conseguiu finalmente um interesse amoroso que não seja Avery, agora está tentando ir mais a fundo em um relacionamento. Tenho a impressão de que este relacionamento pode não durar muito, mesmo ela querendo e se guardando pra ele e ele pra ela, acredito que boatos de que ela não seja virgem chegue aos ouvidos do paramédico. Fico feliz por Jackson estar seguindo em frente e agora Kepner, mas o que queria mesmo é que os dois ficassem juntos.

O casamento de Owen e Cristina que não ia nada bem precisou do divorcio para que os dois voltassem a ficar juntos, agora com a demissão dela não sei o que pode acontecer com os dois, espero que ele entenda todos os motivos que levaram a demissão dela e de todos os outros, e o porquê de não contar para ele. 

Fiquei com muita raiva de Hunt, apesar de entender sua posição, em relação ao pedido de Bailey. Mais me revoltou foi ver Bailey assustada daquela maneira, ela parecia estar à beira de uma demissão. E esse foi o pontapé que Arizona precisava para aceitar esse plano maluco. Alex está gostando de Wilson, ela é legal, durona e inteligente, tudo o que ele quer, mas ela parece querer apenas a amizade, mesmo que algumas vezes não pareça, enfim, estou torcendo para o casal.

Os acontecimentos foram muito rápidos, foram de uma forma que eu não imaginava e que vai resultar em uma coisa bem grande que pode mudar muito na série. No próximo episódio vamos ter uma noção melhor do que estamos lidando e da proporção.

OBS: O clima tenso no encontro na van foi hilário, Callie sempre me fazendo rir.

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …