Grey’s Anatomy –S09E13 – Bad Blood


“Para ser eficiente de verdade... Você tem que eliminar o que não da certo. Tem que descobrir o que é importante. E se agarrar firme ás coisas mais importantes.”

As mudanças no hospital não acabaram com o fechamento do PS, uma reorganização dos equipamentos foi feita para que a eficiência aumente e consequentemente o tempo em cirurgia diminua. Sinceramente, não acredito que isso vá funcionar, eles querem aumentar a eficiência, deixar tudo mais rápido, mais e a qualidade onde fica?!

O hospital sempre foi muito eficiente em relação a técnicas cirúrgicas, os médicos sempre inovam e não vejo nenhuma necessidade de mudar essas técnicas para ter mais tempo, eu sou #TeamWebber, o paciente merece o melhor que eles podem dar, e não uma técnica padronizada. Jackson falou certo, daqui a pouco eles estão colocando robôs no lugar de médicos.

Critico o modo como Alana está fazendo esses cortes, mas reconheço que ela está fazendo o melhor para não afetar outras áreas e este é apenas o trabalho dela, como ela mesma disse, ela é paga para deixar o hospital apresentável para um comprador, se ela não puder concluir o seu trabalho o hospital fecha as portas. Reforço minha teoria lançada no review anterior, os nossos médicos milionários podem fazer um acordo e comprar o hospital, pode ser até um investimento, já que medicina é o que eles gostam de fazer, ninguém é demitido e o PS volta à ativa.

Levei um bom susto neste episódio, Mer achando que tinha alguma coisa errada com sua gravidez, mas na verdade eram os chutes do bebê, estou feliz que agora parece que finalmente ela vai completar os nove meses e ganhar seu bebê. Derek e Kepner tentando fazer um plano para que o PS seja reaberto, e no fim toda a correria não valeu nada.

Às vezes eu fico comparando nossos personagens principais, no tempo de internos e agora, o que me deixa arrepiado é ver que Cristina comanda a situação toda vez que tem uma emergência, claro, ela não faz mais que sua obrigação como médica, mas é bom ver essa evolução. A maneira como ela lidou com o paciente que não pode receber sangue foi fantástica, ele acabou morrendo, mas Yang teve maturidade de aceitar as crenças e a religião da família sem ficar relutando, justamente por saber das regras, ao contrário da interna que quase foi demitida por seguir seus instintos. A atitude dela foi típica de um interno, agir por instinto. 

Alana em cirurgia foi interessante, eu ainda quero saber o motivo dela ter largado a medicina. Um ponto do episódio eu não gostei, foi àquela paciente depressiva que estava colocando todo mundo pra baixo, foi até engraçado ver Alex e Callie deprimidos e com medo dela, mas ela estava em uma fase de negação bem pesada, ela estava tipo Arizona no início da temporada. Mesmo com toda sua história triste eu ainda não gosto dela, parecia que ela fazia joguinhos metais com os médicos para deixa-los deprimidos.

OBS1: Cena inicial com Yang e Mer no Big Brother foi o mais engraçado do episódio, a cara assustada de Mer foi demais.

OBS2: Callie falando com os internos e jogando o café no chão e amassando o copo foi hilário, foi ao estilo da paciente depressiva.

OBS3: Bailey superparticipativa foi de rir até chorar.

Tecnologia do Blogger.