Glee "Naked" 4.12


Depois que li a sinopse desse episódio, esperava mais um desastre. Mas, o episódio me surpreendeu um pouco. Isso não quer dizer que foi bom (vamos dizer que seja um episódio regular), pelo menos não foi um desastre total.

Não me lembrava mais daqueles apresentadores (nem lembro os nomes) do jornal local, mas achei bem legal vê-los de novo. Me senti como a apresentadora, se perguntando o porquê daquela matéria, onde estão entrevistando o líder dos Warbles sobre a comprovação de anabolizantes no grupo do coral da Dalton Academy , estar passando na TV. Meio sem nexo, mas entendi a piadinha.

Agora que o New Directions está de volta na competição, precisam arrumar dinheiro para se deslocarem até Indianópolis, onde acontecerão as regionais. E Tina, que vem ganhando mais destaque esse ano, propõe que eles produzam um calendário com os homens do New Directions. Nesse ponto do episódio, eu juro, que me frustrei. Mas não foi tão ruim assim, o tema “NAKED” (pelado, nu) não foi abordado só do ponto de vista de tirar as roupas, mas sim no fato de realmente mostrar-se. Como por exemplo, na questão da Marley e Jake, onde estavam inseguros em demonstrar o amor que sentiam um pelo outro. Jake sendo aconselhado pelo Ryder (personagem muito sem graça). E Marley sendo, praticamente intimada a dizer de seu amor, depois de uma participação no reality “Fondue for two”, apresentada por Brittany. Há bastante tempo o reality não aparecia também (#Nostalgia).

Em NY, as coisas não andam boa para Rachel e Kurt, parece que a amizade deles está um pouco abalada. E que cara de pau aquele Brody, outro personagem que por mim, não faria falta nenhuma. Mas então, Rachel se depara com o dilema de fazer uma cena de topless para um filme de uma estudante do NYADA. Já que ultimamente Rachel vem tendo um comportamento meio atrevido e irresponsável (ainda não me conformei em ela ter convidado o Brody para morar com ela, e pior, com o Kurt também), realmente achei que ela faria a cena com os seios de fora. Mas depois da aparição de Quinn e Santana, e a intervenção contra o topless, onde aconteceu a melhor performance do espisódio (#NostalgiaDeNovo). Ficou bem claro que Rachel não faria a cena.

Sam também tem uma boa participação nesse episódio. Depois de descobrir que tirou a menor nota no vestibular. Ele acredita que com o seu corpo, ele pode ser especial em alguma coisa. E leva sua participação no calendário muito a sério. E mais uma vez o tema Naked entra em ação. Nesse caso, Sam tirava a roupa por ter medo de não possuir outra qualidade além de um corpo sarado (o que muda depois de Blaine mostrar um vídeo com depoimentos dos integrantes do New Directions falando sobre o quanto ele já fez e conquistou). E se por um lado Sam gostou de tirar a roupa, Artie sentiu-se totalmente fora de sua zona de conforto. Além das cadeiras de roda, ele não queria tirar fotos sem camisa. Artie não se sente confortável com seu corpo e deixou isso bem claro. No final, Artie e Sam acabaram posando para o calendário de camisa.

Abaixo estão duas performances desse episódio. A 1° achei a melhor do episódio e a 2° a mais estranha.

1°. Achei essa a melhor do episódio. Talvez seja porque Rachel, Quinn e Santana cantam juntas, mas também achei simples e a canção bonita.



2°. Essa aqui é muito estranha e em um alto grau de egoísmo, onde Rachel faz um dueto com ela mesmo. #WTF




Tecnologia do Blogger.